terça-feira, 1 de novembro de 2016


E num instantinho Outubro passou. Apesar de ter parecido um mês fugaz, vivi tanta coisa e partilhei tantos momentos que parece que o dia 1 foi há cinco anos! Sem me querer alongar na introdução também, acho que estes serão os Favoritos mais compridos que já fiz em dois anos de partilha das minhas coisas preferidas. A culpa é dos meus amigos e familiares, que me encheram de miminhos, experiências incríveis e presentes maravilhosos. Vou admirar-vos se chegarem ao "Obrigada" sem estarem fartos mas não podia deixar nada de fora. Espero que gostem tanto como eu.




Sempre gostei de fitas de cabelo. Quando era mais nova usava imensas mas depois, sem perceber muito bem porquê, deixei de as usar quando cresci. Em Madrid vi esta fita de cabelo, muito discreta mas sem ausência de cor, muito elegante e decidi trazê-la. Acho que estas cores mais escurecidas combinam muito bem com o meu cabelo e são muito práticas para afastar as madeixas do rosto.

Desde que começou a tendência dos blusões de cabedal com cores apaixonei-me. Houve um grande BOOOM de amor pelos blusões de cores da Zara - que sinceramente não me atraíram - mas o conceito, em grosso modo, conquistou-me: casacos de cabedal sem ser em preto. Comprei a ideia.
E, pelo meu aniversário, recebi este blusão lindíssimo, numa cor que adoro, neste bordeaux que combina muito bem com tudo. Pessoalmente eu gosto muito de ver esta cor em pessoas loiras, por isso estou muito satisfeita com a escolha. É cintado, não deforma quando é apertado e tem sido um melhor amigo nesta estação.


Esta saia de ganga foi uma prova ao amor ao meu corpo. Eu sempre adorei que esta tendência tivesse regressado, tão 90's, mas só gostava do estilo em A e as que haviam nesse corte eram terrivelmente feias. Quando recebi esta, bastante justa à perna, temi muito não gostar dela, porque não gosto de roupa que seja muito justa às minhas ancas. Mas decidi experimentá-la e... adorei! Sim, é justíssima às ancas. Sim, realça o meu rabo. Sim, realça as minhas curvas. E porque não? São minhas e tenho de as abraçar. A saia assentava-me na perfeição, fazia-me sentir bonita e é super combinável com milhões de partes de cima. E nunca me senti tão feliz ao ver as minhas ancas dizerem "olá!".



Há muito tempo que procurava uma mala preta. Tenho uma bem grande mas que, por ter esse tamanhão, condiciona-me um pouco na hora de a escolher. Além disso, acho quase todas as malas disponíveis no mercado um pouco... básicas e aborrecidas. São simplesmente malas pretas, sem nada de destaque, de original, de engraçado.
Pelo meu aniversário, recebi esta bolsa e amei de coração! O tamanho é simplesmente perfeito - porque cabe o mundo inteiro sem precisar de ser uma mala enorme - adoro este padrão com textura, acho que é o que lhe dá a pinta toda e o toque leve do envernizado deixa-a ainda mais original. Tem estes detalhes em dourado, que eu adoro, e a fivela dá-lhe um ar ainda mais elegante. Eu amei esta mala e foi ao encontro de tudo o que queria. Já somos melhores amigas e elogios não têm faltado, quando saio à rua!


Aconteceu-me uma coisa super caricata, neste leque de presentes de aniversário; uns dias antes de fazer anos, estava a fazer aquilo que chamo de "scroll zombie pelo Instagram" e apareceu-me uma fotografia que me fez despertar! Era uma foto de uns sapatos pretos, giríssimos e fiquei desesperada para ver de que marca eram, na legenda. Mas depois desanimei um pouco porque vi a data da fotografia e concluí que já não deveriam haver em loja. E a hype passou.
Qual não foi o meu espanto quando, ao abrir um presente vi... Esses mesmos sapatos! Fiquei parva a olhar para aquilo, foi como se a pessoa tivesse lido a minha mente de uma forma assustadora e atendesse aos meus desejos. São lindos e quem mos ofereceu disse "Eu vi-os e disse Isto é Tão Inês!" e é verdade, vão muito de encontro ao meu estilo, com este ar colegial e muito inglês. Adoro o rebordo metálico - são detalhes que fazem a diferença - e são muito confortáveis de calçar, não magoam o pé nem o calcanhar e não têm uma sola plana. São os meus queridinhos novos! Obrigada por leres mentes!


O melhor do mundo, durante o outono, são as sweatshirts. E quando eu recebi esta, os meus olhos brilharam porque queria imenso comprar algumas nestes tons pastel. Já tenho uma camisola desta cor, com pêlo, em que pareço um autentico peluche, mas em malha não e fiquei apaixonada! Acho que esta cor combina super bem com copinhos-de-leite e, além de confortável, sinto-me bonita com ela vestida. Adorei!



No seguimento do parágrafo anterior, recebi também esta sweat neste tom rosa pastel que agora está muito em voga. Um desabafo: quem é próximo de mim sabe que desde o ano passado que andava à procura de uma camisola assim, cor-de-rosa. Saí completamente derrotada porque só havia naquelas cores básicas, nada de rosa. Fiquei super desanimada e, quando desembrulhei a camisola, o ar até me faltou! Nem estava a acreditar que tinham conseguido encontrar uma camisola na cor que desejava. Fiquei com um sorriso de orelha a orelha. 



Mais uma sweat, porque sweats não são demais. Acreditam que não tinha nenhuma camisola em tons cinzentos? E só me apercebi disso quando me ofereceram esta?? Aquilo que eu mais adorei nesta camisola, além da sua cor super versátil e giríssima, foi a gola. Acho-a muito diferente do que encontro nas ruas, sabem? Não é em barco, mas é bastante aberta e acho que dá uma certa elegância. É perfeita para o outono!



Casacos-roupão. Esta é uma tendência que eu sempre gostei muito, mas que nunca encontrei um casaco que fugisse o suficiente de um roupão, de verdade. Quando me ofereceram este casaco, fiquei nas nuvens. Tem um corte absolutamente lindíssimo, em que as golas do casaco descem pelo ombro e dão-nos um ar muito mais arranjado e elegante. Outra coisa que temia nestes casacos era o comprimento. Não sou baixa, mas também não sou propriamente alta. E este tem o corte perfeito, onde eu desejava que batesse na perna. Acho que vai combinar suuuuper bem com a minha mala preta e com a rosa da Parfois e sinto que vou sempre sentir-me poderosa quando sair com ele à rua. É maravilhoso!

Há dois anos cometi um erro gigante: comprei umas calças de cintura subida no meu tamanho. Foi um erro enorme porque alargaram imenso e agora sinto-me um bocado desmotivada para as usar. Mas eram calças pretas, um essencial e não queria deixar de ter esta peça. Por isso, tive de comprar umas novas, desta vez, num número abaixo do meu e assentaram super bem, sem me apertarem em demasia. Fazem a perna torneada e ainda estão naquele preto intenso, que fica maravilhoso no inverno. Se estas alargarem, já não me fará confusão!

Estou muito apaixonada por este presente, que foi escolhido a dedo por causa da gola. Olharam para ela e pensaram que eu ia adorar e, claro, adorei de coração inteiro. Acho o máximo que tenha este padrão em formigueiro, que seja bastante quentinha mas larga o suficiente para não se prender nas ancas. Estou desejosa por a estrear porque achei que me assentava muito bem, vaidades à parte!





Vi estas sapatilhas em Setembro e, logo naquele momento, apaixonei-me. Mas contive-me. Tinha uma viagem a caminho e, para mim, era mais importante ter orçamento para ser feliz em Madrid. Com a viagem terminada e com muita gente a oferecer-me essenciais de inverno, vi muitas das minhas prioridades de compras para o inverno riscadas neste aniversário e permiti-me a comprar as sapatilhas que tanto namorava! São completamente cinzentas e, na zona do calcanhar, tem uma tira em prateado que dá uma certa graça ao calçado e são tremendamente confortáveis! Acho um piadão a esta moda das sapatilhas monocromáticas mas confesso que ainda sou das que tenta encontrar um factor de versatilidade no que toca ao calçado, e consigo encontrar isso nestas sapatilhas; consigo combiná-las em imensos estilos, a cor tira-lhe um pouco o aspecto desportivo que este tipo de calçado acaba por ter (especialmente quando são pretos ou brancos) e é perfeito para estar confortável o dia todo. Para passeios, dias em correria e viagens, vamos ser melhores amigos. São tão giros!!!

Quando recebi esta camisola, senti um amor imediato pela gola. É daquelas que desce pelos ombros e eu acho este tipo de golas de uma elegância extrema. Acho que qualquer pessoa fica incrível e bonita em camisolas com este corte de gola. Como bónus é bem larga e comprida e tem um tecido quente e muito macio (daquele que não faz comichão na pele) o que acredito que vai ser extraordinário no inverno. Aiii, estou tão ansiosa para a usar e ser feliz!




Toda a gente já sabe que tenho um amor gigante pelo Stitch. E fiquei extasiada quando me ofereceram esta t-shirt adorável com meu querido Stitch. Não há como não dizer que é puro amor, especialmente com aquele rabinho redondo. Estou tentada a levá-la para o ginásio, só para enviar uma mensagem clara e subtil ao meu instrutor!

Sempre achei os colares com o wishbone absolutamente adoráveis. E a história deles estarem ligados à sorte também é muito interessante. Para quem desconhece, o wishbone - que é o pendente do colar - faz parte das clavículas das aves. Este osso, tão pequenino, é o que permite aos pássaros a estabilização de voo e a percepção da sua posição enquanto voam. Quanto ao seu significado, está ligado à esperança e à concretização de desejos e sonhos! A superstição é de que podem dar sorte, considerando-se amuleto. Também havia uma tradição em volta do verdadeiro wishbone: duas pessoas seguravam cada um dos lados mais longos do osso e pediam um desejo. A primeira que conseguisse partir esse zona longa do osso, teria o seu desejo concretizado.
Enfim, muitas tradições relacionadas com a sorte e com os desejos estão envolvidas em torno deste amuleto mas eu gosto muito deste colar mais pelo significado anatómico do pássaro. Da estabilização e da orientação para voarmos em encontro aos nossos destinos. Eu acho isso muito bonito e uso-o mais pensando nisso do que em qualquer magia.



Numa visita à Sfera, descobri este conjunto de anéis adorável. São muito delicados e acho que foi isso que me conquistou; o minimalismo, as pedras pequeninas, os pequenos apontamentos de brilho e cor. Eu gosto de anéis assim, pequenos e detalhados e acho que ficam lindos nos meus dedos pequeninos.

Também na Sfera, comprei esta bracelete giríssima, a puxar um pouco a tendência do mármore. Acho que não é exagerada, tem um design diferente e que eu acho que vai conversar super bem com as minhas camisolonas de inverno, que recebi neste aniversário. Tudo pensado!

No início do outono gosto sempre de cortar o cabelo, nem que seja para me livrar das pontas esbranquiçadas do Sol de Verão. Nunca tive aquele "medo da tesoura" porque tenho a mesma cabeleireira há anos e respeita muito bem os limites do corte que desejo mas também porque sou uma aventureira no mundo capilar, por natureza. E desta vez decidi cortar um palmo de cabelo. Para a Márcia não foi surpresa nenhuma, mas para muita gente foi. Perdi o meu cabelão e fiquei com um corte mais equilibrado, leve e jovial, que me deixou muito feliz. O mais importante é sentirmo-nos bonitas e foi assim que me senti. Acho que encontrei o comprimento ideal.

Nunca gostei da consistência das waffles tradicionais, naquela massa com textura de bolo. As únicas que sou capaz de comer são umas waffles com consistência da massa muito semelhante à das panquecas.
Este mês estive no IKEA e trouxemos estas waffles em caixa - o formato de coração foi escolhido por não haver alternativa - que guardamos no frigorífico e que nos métodos diz para aquecermos no forno, mas eu borrifei para os métodos e decidi experimentar aquecer isto pela torradeira e funcionou, pelo que vos recomendo a fazerem o mesmo porque poupam imenso tempo e a waffle fica cozinhada à mesma! O que eu adoro nestas waffles é que são nessa consistência da panqueca, o que fica maravilhoso! Não são tão oleosas como as que estão à venda nos supermercados e, por as fazer na torradeira, ficam ligeiramente crocantes por fora e macias por dentro - que água na boca -.
As waffles não são doces nem salgadas, o que significa que tanto podem barrar com nutella como com queijo-creme e o sabor não fica estranho. O único senão é serem calóricas e caras. De resto, são o céu na Terra.

Um momento de concentração, por favor... Eu encontrei bolachas com cobertura de Kinder.
Não, a Kinder ainda não faz bolachas - mas eu gostava muito -. Mas o Continente esmerou-se! Sabem aquelas bolachas tradicionais tipo Maria, mas rectangulares, que levam sempre um chocolate por cima? Pois bem, as do Continente não só têm esse chocolate de leite por cima como têm o creme branco como recheio. Igualzinho ao creme das barritas Kinder.
Estas bolachas são a minha alegria e eu tenho de me esforçar imenso para não comer o pacote inteiro. Sabem meeesmo a barritas Kinder. Muito amor para uma bolacha.

De referir ainda o salmão com molho sueco que a minha mãe faz e que é absolutamente divinal. Não me perguntem como ela faz, mas o salmão vem com um molho maravilhoso que sabe a limão e a ervas e é esbranquiçado, que dá um prazer gigante de comer com batata e afogá-las naquele molho incrível... Só há algo a fazer depois de comermos este salmão: ser feliz.

Há uma coisa que me irrita muito nos cereais; ou como tudo em dez segundos ou acabo a comer açorda de cereais. Detesto quando ficam empapados e pouco crocantes. E deixei de ter esse problema quando comecei a comer granola. Este mês encontrei esta edição da Nestlé, de granola com sabor aos cereais da Lion e também outros com o sabor Chocapic. Eu trouxe estes da Lion e estou completamente fã. O sabor, para mim, é igual (caramelo e chocolate) e o que muda é, de facto, a textura. A granola não empapa e eu consigo distrair-me com uma mensagem sem deixar de ter granola crocante. Também gosto imenso de comer com iogurte natural. Tem sido fabuloso para o meu pequeno-almoço.

Para referências finais, inesquecível as experiências gastronómicas que tive em Madrid (já estão preparadas publicações sobre cada lugar, brevemente saberão), o bolo guloso que comi no Choco & Mousse (AQUI) e ainda uma hamburgueria que experimentei este mês e, sim, também tenho uma publicação dedicada à mesma. Brevemente também saberão a minha opinião, mas já sabem que é positiva!


No final da minha visita ao Museu do Prado, passei pela lojinha e encontrei este bloco absolutamente adorável de uma pintura de Goya. Quem me conhece já sabe que eu sou doida por caderninhos, com ilustrações de quadros de pintores que adoro, ainda mais doida fico! E gostei imenso deste com os gatos porque achei o máximo quando vi esta pintura, completamente contrastante às famosíssimas Pinturas Negras, tão canibais, tão tétricas, tão macabras. Achei o quadro - e, por conseguinte, o bloco - o máximo!

Este foi um dos presentes mais queridos que recebi. As viagens fazem parte da minha vida - e eu adoro isso e espero que esta presença assim perdure - e quem me conhece de alma e coração tem esse facto bem presente na memória. Foi com um grande sorriso que eu recebi este bloco para fazer registos nas minhas viagens. Dá muito jeito - porque, efectivamente, eu dou uso a estes blocos em viagens - mas o mais belo ainda foi a página personalizada à frente. Vocês não a conhecem e, portanto, isto é só um título muito bonito com desenhos giros e com uma referência bem inteligente à minha famosíssima mala rosa - não é só famosa no Instagram -. Mas eu, que partilho uma amizade incrível com ela há 9 anos, conheço muito das características desta minha amiga. Em essencial aqui para os favoritos, dois traços importantes: tem uma letra muito complicada - e quando digo complicada é meeesmo complicada - e nunca foi conhecida pelo seu jeito para desenhar - as nossas aulas de química e biologia são uma grande prova disso -. Esta folha, portanto, não é só um título bonito. Esta letra eu jurava ser impossível ser feita por ela e os desenhos também. E eis que vejo toda uma dedicação para ficar bonito e para me arrancar um sorriso da cara. E sim, foi mesmo ela que o fez e foi de alma e coração toda a dedicação que colocou. É incrível como, depois de tantos anos a celebrarmos festividades juntas, ela ainda tem a capacidade de me tirar as palavras da boca com surpresas.



Este presente foi muito engraçado, pelo contexto. Para quem não sabe, foi oferecido por uma amiga que também tem um blogue - AQUI (embora volta e meia ela fique desmotivada, eu acho que tem todo o potencial para criar ali um projecto beeeem giro) e é minha amiga há 17 anos. Somos aquelas amigas de infância que viram o crescimento uma da outra e que dividiram tudo; Barbies, segredos, esfolanços de joelho, fitas de cabelo, patins, primeiros namorados, primeiras discussões, súbitos interesses por moda e assim por adiante até sermos duas adultas licenciadas e crescidinhas. E o seu presente foi muito especial: um livro com os mais importantes contos de fadas. Aqueles que já todos conhecemos, mas as verdadeiras histórias. Vocês sabem, certamente; a maior parte das histórias que os nossos pais liam eram versões mais suaves. E este livro é mais cru a contar todas essas histórias que já conhecemos tão bem. Escusado será dizer que adorei. Sempre fomos amigas muito dedicadas à leitura - acho que nunca partilhei tantos livros como partilhei com a Margarida - sempre fomos grandes amantes de histórias - e não é à toa que ela tenha cursado uma licenciatura em História - e por isso receber este livro de histórias, em especial, de infância, tem um sabor muito mais especial por ter sido oferecido por ela. Fora a beleza exterior magnífica; acho que nunca tive em mãos um livro tão belo. Tão lindo que acho que, pela primeira vez, vou quebrar uma regra de quarto e, após terminar a leitura, vou deixá-lo nas minhas estantes. É demasiado bonito para ficar escondido. Se quiserem, quando terminar, faço uma publicação mais dedicada ao conteúdo do livro.

É tão bom saber que a minha colecção de Clássicos da Disney não é esquecida pelas pessoas que gosto! E, desta vez, recebi o nosso querido e amado Bambi! Confesso, fiquei super feliz porque não é um DVD fácil de encontrar a não ser na Fnac. Numa tarde de domingo muito chuvosa, eu e a mãe enroscámo-nos em mantas e decidimos rever uma das histórias mais tristes da Disney. É um filme muito dark,o que se torna quase um paradoxo, tendo em conta que tem os personagens mais queridinhos (o Tambor é só um amor!)

Mais um filme para a minha colecção de Clássicos. Este foi a maior surpresa porque não é muito conhecido no universo da Disney e dificílimo de achar - eu que o diga porque, no ano passado, procurei-o por todo o lado para assistir no Natal -. Aliás, até dava como caso perdido mas eis que o tenho nas mãos e fiquei tão, mas tão feliz! Já vos tinha referido no #BCC que este era um dos meus filmes natalícios preferidos e agora vou poder ver e encantar-me enquanto bebo chá de gengibre!

Sim, um outro filme de Natal. Aparentemente toda a gente percebeu que eu não estava natalícia e decidiram avivar-me o espírito com os meus filmes de animação relacionados com o Natal preferidos. Tinha este filme numa cassete gigantesca e é a reunião de três contos de Natal cheios de conclusões incríveis e com os nossos personagens mais queridos como o Donald, Pateta, Mickey... Confesso que os dois primeiros contos de Natal já não me recordava muito bem mas o do Mickey e da Minnie nunca esqueci. É um conto sobre amor e sobre querermos sempre que quem amamos seja o mais feliz possível do nosso lado. E essa história eu tinha bem gravada na memória e, ainda hoje, toca no meu coração.


Foi o único souvenir que trouxe de Madrid, um pouco para juntar à minha colecção de pedadinhos pelo mundo. Eu adorei esta pequena estatueta do Urso mais famoso de Espanha, nas Puertas del Sol e por ser minimalista e sóbrio, achei que ia combinar bem com a decoração do quarto.


Continuando no contexto presentes de aniversário, recebi esta caneca absolutamente amorosa! O mais engraçado é que já a tinha visto na loja e queria imeeeenso comprar, mas contive-me porque ia viajar. Mas nunca a tirei da cabeça, aliás, se não a tivesse recebido, em futuras compras, iria definitivamente buscá-la! Todos os meus amigos sabem que eu adoro canecas e o padrão foi super bem escolhido. Vou sempre lembrar da minha bióloga marinha!

Há presentes que recebes e ficas completamente aparvalhada. Sou sincera: há muito que procurava uma caneca do Darth Vader. Secretamente, o meu pai também. E quando cheguei a casa e mostrei-lhe este presente tão cómico e tão Inês, ele desatou a rir. Não foi preciso muito para o ver no sofá a beber o chá naquela caneca e a dizer-me "Inês... I am your father". Vai ser uma guerra cá em casa para ver quem consegue usar aquela caneca mas foi, sem dúvida, um presente que proporcionou muitas gargalhadas.

Muito mais sóbria e simples que um Darth Vader, eu fiquei maravilhada com esta caneca. Adorei o design, o apontamento de cor tão delicado e as letras naquele estilo mais industrial. A minha colecção de canecas é cada vez maior mas todas conversam umas com as outras e dizem muito sobre quem sou. Beber English Breakfast é cada vez mais estiloso.

Este mês a música teve um papel importante - como em todos os outros meses -. A música acompanhou-me em muita coisa. Cumprindo a tradição, dediquei mais uma música à minha descolagem rumo a Madrid, cantei e ouvi muito (pelos meus amigos e pela própria Taylor Swift) a 22, fui embalada com muitas melodias incríveis nos dias mais chuvosos e dancei muito no carro ao som de músicas animadas. Claro, ouvi milhões de vezes a playlist do Halloween e deixei aqui duas músicas para marcar uma festividade que tanto adoro. O que importa escrever é: todas estas músicas têm uma história e uma memória. E já que não temos Pensatórios como no Harry Potter, a música converte-se nessa possibilidade. 


Tinha que colocar este cover aqui também. Não está disponível no Spotify mas foi uma música que tocou num dia importante.

Outubro... Meu querido Outubro. O meu mês preferido começou com um corte de cabelo radical e uma visita surpresa para ver as minhas queridas presidentes de praxe e os meus afilhados trajados e numa nova fase de responsabilidades e desafios. Vi caloiros, matei saudades de todas aquelas caras que tanto me fazem sorrir e descobri como é ver a praxe deste lado, não praticante. Foi mês de chorar a ver O Amor Acontece, porque quem é que aguenta não chorar naquela declaração de amor incrível com cartazes?! Em Outubro peguei na minha mala rosa e fiz a minha terceira viagem de 2016, rumo a Madrid, onde vi o nascer do Sol para lá e o pôr-do-Sol para cá. Em Madrid fui muito feliz, fui muito livre e descobri a Inês de sempre que estava dentro de mim. O Sol iluminou os meus dias e foi desta forma que celebrei os meus 22 anos, entre museus, jantares no mercado e churros de chocolate. No dia dos meus anos recebi as mensagens mais inesperadas e bonitas e senti-me muito realizada. 
Em Outubro houve jantares de aniversário, a Laika fez anos e teve direito a biscoitos especiais, muitos miminhos e corridas no jardim. Foi também do lado dela que passei alguns serões nocturnos, na varanda, a afagar-lhe o pêlo com o brilho dos seus enormes olhos e os meus pensamentos a fazerem-me companhia. 
Este mês tive muitos convites para almoços, lanches e idas ao cinema. Em todos eles a companhia foi incrível e saí de lá sempre de coração cheio e sorriso aberto.
Houve também o meu jantar de aniversário, tão especial. Com convidados que fizeram os meus olhos brilhar, que me mimaram, que me fizeram sentir maravilhosa e que me relembraram que estão sempre lá para as minhas vitórias e escorregadelas. Nessa noite, Torres ficou mais bonita com as novas caras que a visitaram e eu regressei a casa de lágrimas nos olhos por ter pessoas tão boas do meu lado. 
Em Outubro eu segui um rumo diferente do esperado e arrisquei. E uma chamada na véspera deste mês terminar confirmou que o meu risco vai em frente e estou muito ansiosa por viver o meu primeiro emprego a sério. Outubro reservou-me ainda uma enorme surpresa e lição, que vou guardar só para mim, como as minhas aprendizagens me ensinaram.

Mãe, obrigada. Sinto que me repito mas prefiro repetir-me do que te deixar passar só por medo de dizer sempre as mesmas palavras. Obrigada por tudo o que dividimos no começo do mês. Foi difícil, mãe, mas estou a conseguir. Estou a conseguir. Obrigada por me ouvires, obrigada por seres sempre tão imparcial quando te peço um conselho ou opinião. Obrigada por me incentivares a fazer e ser tantas coisas.

Pai, obrigada. Por teres sido o primeiríssimo a dizer que tinha tomado a melhor decisão. Por me teres apoiado e ajudado tanto com as tuas dicas. Obrigada por todas as conversas que tivemos e pelas lições que me deste este mês. Deram-me muita força para avançar, em tudo na minha vida. Obrigada pelo comentário que deixaste escapar no carro e que me fez sentir tão melhor por saber que afinal era isso que realmente pensavas. Obrigada por me defenderes sempre mas, acima de tudo, me ensinares a defender. Obrigada por todos os teus esforços para me fazer soltar enormes gargalhadas.

Tio, obrigada. Pela tua visita e por nos teres feito tão felizes a conversar e a contar as tuas novidades. Obrigada por teres sempre palavras tão amáveis para mim e por seres tão genuíno e com bom coração. Obrigada por trazeres um bocadinho de Aveiro cá em Torres. Porque quando estou contigo, seja onde for, eu sinto sempre que a praia da Barra está a uns minutos de distância e que o pavilhão do Illiabum é ao virar da esquina.

Avó e tia, obrigada. Pelo jantar maravilhoso que fizeram e por me mimarem tanto. Obrigada pelo Bolo de Chocolate Delicioso e pelo arroz de marisco. Obrigada por me receberem com abraços apertados e sempre com as vossas expressões inigualáveis. 

Obrigada, João. Sabes, acho que o melhor em ti é o facto de me fazeres sentir tão feliz e adorada sem dares por isso. Fazes com o coração típico de um miúdo, sem pedir nada em troca - bom, talvez em troca de um par de horas a brincar aos Legos -, fazes de bom coração. Foste essencial este mês para eu ser uma Inês muito mais feliz e espero que este laço que temos, tão próximo dos irmãos, nunca se quebre quando cresceres.

Bea, Joana, Margarida, Raquel, Rui e Vanessa, muito, muito obrigada. Pelo entusiasmo de virem jantar, por terem feito tão boa mesa, por terem celebrado estes 22 anos da minha vida de uma forma tão oficial. Obrigada por todas as gargalhadas que me arrancaram, por terem sempre uma história, uma novidade, uma peripécia para me contar, obrigada por terem resistido à chuva. Obrigada aos resistentes da noite que partilharam comigo, tal como eu partilhei com vocês, os meus desabafos. Obrigada pelo apoio. Como disse numa outra publicação, estes 22 obrigadas não são só do jantar.

Obrigada Joana. Por seres tão paciente comigo e por gostares tanto de mim e me cuidares tão bem. Às vezes penso como é que surgiu esta amizade tão especial e com uma diferença de idades tão considerável, especialmente quando tu és muito mais experiente e vivida do que eu, uma bebezinha. Mas nunca te faltam palavras bonitas e encorajadoras para mim, nunca! Obrigada por todos os conselhos que me dás e por valorizares tanto a minha maturidade. Obrigada por nunca te esqueceres de mim, mesmo que já não nos vejamos em estágio, todos os dias (sinto imensa falta da nossa dupla imbatível). Obrigada por teres sempre tempo para ouvires todos os meus acontecimentos e por dares a tua opinião, que é tão importante para mim, por saberes muito mais da vida do que eu. É um alívio para mim quando concluo ou desconfio de algo e tu chegas à mesma conclusão que eu. Eu diria que és incrível, mas eu gosto mais de te dizer que somos incríveis.

E obrigada a todas as pessoas que me desejaram feliz aniversário e que eu não mencionei em particular. Não é por mal nem por preferências porque fiz questão de ler cada uma e de responder de sorriso nos lábios. Obrigada a todos pelas mensagens e pelo telemóvel não ter parado de me enviar notificações. Mas, e como estou no lugar certo para o fazer, eu agradeço muito a estes leitores e colegas maravilhosos que deixaram mensagens lindíssimas para mim. Eu já disse que me emocionaram mas, da mesma forma que escrevi no início deste separador, eu prefiro repetir-me do que deixar passar.

Novembro, tenho as emoções à flor da pele mas estou pronta para fazer das tripas coração por mim.

Fotografias da minha autoria, por favor, não as utilizar sem autorização prévia

22 comentários:

  1. Adorei a mala preta e as duas primeiras sweats! E os anéis são tão bonitos!
    Mencionaste o Bambi e eu lembrei-me de uma mochila que tenho do Tambor, em formato peluche! É, de facto, amor!

    Gosto sempre muito dos teus favoritos, são muito Inês, sabes? É sempre emocionante ler os teus agradecimentos e ter as tuas playlists, às quais me farto de roubar músicas! :)

    Espero que tenhas um excelente mês de Novembro!


    A Sofia World

    ResponderEliminar
  2. Que prendinhas boas!

    Adoro as bolachas do continente. São a minha perdição. A granola lion já provei e n fiquei fã.

    ResponderEliminar
  3. Inês, eu no Natal quero o teu armário de roupa todo! É tudo tão giro e aposto que te fica a matar, és uma rapariga cheia de pinta e com um estilo muito parecido ao meu! Gostei muito daquela referencia ao pensatório do Harry Potter, muito inteligente. Sente-se que foi um Outubro cheio e que estás de coração cheio, verdadeiramente inspirador!

    ResponderEliminar
  4. Que favoritos tão bonitos! Adorei a mala e as camisolas. E vou agora começar a ouvir a playlist enquanto acabo o meu dia de trabalho :)

    ResponderEliminar
  5. Tiveste um mês em grande! Mereces todas as alegrias e todo o amor que recebeste este mês, és uma pessoa incrível, com um blog fantástico, e desejo-te que tenhas tanto ou mais sucesso daqui para a frente.
    Não me aborreci nada com os teus favoritos, foram longos, mas adorei ler casa palavras :). Partilhaste tanta coisa gira, roupas tão giras, aquele bloco de notas, os filmes da Disney ( fiquei com vontade de ter esses DVDs também)... E, principalmente, obrigada por partilhares connosco os detalhes da viagem a Madrid e os teus melhores momentos.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  6. são das publicações que mais gosto de ler! ainda bem que estás tão feliz e que tens pessoas ao teu lado que te enchem o coração, mereces-o!

    ResponderEliminar
  7. Inspiras-me, Inês! Obrigado :)

    ResponderEliminar
  8. Estive em Madrid em Agosto e trouxe também um urso mas em versão globo de neve (faço coleção :p).
    Que novembro seja ainda melhor.

    ResponderEliminar
  9. Inn, mais uma vez, és surpreendente!
    Este foi o meu Pronto a Vestir favorito, tirando o casaco de cabedal, identifico-me com todas as peças que nos apresentaste, A saia de ganga é giríssima, até me deixou vontade de voltar a usar a minha. Os sapatos pretos e as sapatilhas cinzentas são lindíssimos, mesmo a tua cara, tenho uns semelhantes aos pretos, mas com nuances azuis, são uma peça mesmo clássica e incomparável. Adorei todas as camisolas, principalmente as que têm golas diferentes, as cinzentas escuras são lindíssimas, vais arrasar com elas! E a t-shirt do Stitch é mesmo engraçada. Não tinha ideia nenhuma do significado desse pendente: Wishbone... até o nome é bonito.
    Em relação ao Bom Garfo, mal posso esperar que nos delicies com as experiências gastronómicas em Madrid!!!
    O caderninho da foto do Livros e Cia é tão inspirador, honestamente, e, ao mesmo tempo, tão negro! A página que a tua amiga fez no bloco das viagens: Oh Inn, é tão bom ter amigas que se esmeram assim por nós. Tu mereces. Já agora, adorava ler esse livro, os contos na sua forma mais crua e verdadeira. Acho que o deves, efectivamente, deixar cá fora nas estantes.
    Sabias que A Bela e o Monstro é dos meus filmes favoritos, aliás, mal o vi, exigi (!!!!) enquanto criança tê-lo, foi amor à primeira vista e vejo-o pelo menos duas vezes por ano! E o Bambi??? O Bambi delicia-me. É uma história tão comovente, pesada e inspiradora.
    Sou louca por canecas, temos um armário a abarrotar, já nem sabemos como as guardar, tudo porque sou louca por canecas, talvez um dia mostre algumas, deste-me uma boa ideia.
    És uma inspiração, sem dúvida, consegues transmitir os teus conhecimentos de uma maneira incrível e cativante. Não imagino outra pessoa a escrever como tu fazes, a comover como tu fazes, a ser Inn como tu és.
    Os teus Obrigadas deixam-me sempre de lágrima no canto do olho, o valor que dás às pessoas e aos teus amigos é tão bonito de se ver. Continua assim Inn, uma pessoa de coração cheio, quentinho apesar de todas as adversidades da vida. Continua bonita como és e mostras ser. Todo o carinho que recebes, é porque o mereces, todo o amor de que és alvo é pensado e dedicado a ti por todas as pessoas que te rodeiam. Fico tão feliz por saber que estás rodeada de pessoas que te fazem bem, querem melhor e estimam bastante.
    Sê sempre tu. Não deixes que te mudem ou que se intrometam no teu caminho, tens uma caminhada muito bonita na tua frente. Tens um futuro brilhante, eu consigo prever isso. Tenho mais a certeza do teu sucesso do que do meu, vê lá. Espero poder acompanhar-te por muito tempo. E isto é dos elogios mais sinceros que te faço. Quero mesmo seguir os teus passos enquanto cresces ainda mais.
    Nunca te esqueças do teu valor Inn.
    Um beijo gigante, mesmo muito cheio de corações e bastante carinhoso!

    ResponderEliminar
  10. Gostei imenso das camisolas :) e também concordo com as bolachas do continente, aliás são das minhas preferidas. Quanto ao cover esse é o melhor de todos e adoro-o de paixão! Parabéns pelos favoritos Inês *

    ResponderEliminar
  11. Não sou fã das camisolas e do casaco mas adoro os anéis, a fita, o souvenir de Madrid, o colar, a carteira, as sapatilhas, o blusão, as canecas, os filmes da Disney, os agradecimentos, a saia (de onde é?)... Como já ambas referimos, temos estilos muito diferentes mas adoro que haja peças e opiniões tão compatíveis :)

    ResponderEliminar
  12. Só tenho uma coisa a dizer: foi um prazer.
    É curioso. Só me apercebo que tenho imensas saudades destes serões quando nos estamos a despedir, porque é aí que a ficha cai e me lembro que não nos vemos todos os dias. Para mim, ainda ontem vos vi. Mas esse ontem foi há duas semanas.
    Esse teu Pronto a Vestir é uma tentação. Há pouco tempo apercebi-me que posso ter uma pequena obsessão por bordeaux. Por isso, aquele casaco de cabedal está a dar cabo de mim. Juntamente com as camisolas. São tão bonitas!

    ResponderEliminar
  13. Apesar de serem posts grandes, são sem dúvida deliciosos. Os detalhes contam e tu conta-os de uma maneira do caraças. Tive para comprar uma caneca do Dark Vader mas depois pensei na gritaria que seria cá em casa com o puto

    ResponderEliminar
  14. Adoro que a cada mês que passe consigas sempre fazer-me gostar mais dos teus favoritos. Para mim és, sem dúvida, a melhor pessoa da blogo. A mais interessante, mais querida, mais alegre. Mais brilhante! Adoro tudo o que mostrar do teu guarda roupa. Podes dizer que onde são as camisolas rosa e a pastel e o casaco? Ando à procura de camisolas assim mas não encontro em lado nenhum.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada anónima! Um beijinho!
      Camisola rosa - Bershka
      Camisola pastel - H&M
      Casaco - Primark

      Eliminar
  15. Nao estavas a brincar quando disseste que o post seria muito grande. Mas, por estranho que pareça li num instante ou, pelo menos, não dei pelo tempo passar. Tem uma escrita muito cativante portanto todos os teus testamentos acabam por ser curtos para quem, como eu gosta de ler. Parabéns!

    ResponderEliminar
  16. bem, eu, que nunca gosto de ver roupa e acessórios, adorei o teu pronto a vestir! acredita, não é normal em mim. acabei de perceber que temos um gosto mesmo parecido! essas camisolas, assaltava-te muito fácil! também adoro esse tipo de golas! camisolas quentinhas, ai!, adoro realmente! quanto à fita, é super adorável - partilha lá uma foto com a malta para a vermos em funcionamento. as sapatilhas, quero! os anéis e a saia são o que menos faz o meu género e, ainda assim, consegui gostar.
    relembras-te a praxe, assim como eu tentei estar o máximo possível, especialmente na latada, ainda que via telemóvel. e tão bom é teres ficado nostálgica.
    madrid foi a tua 3ª viagem este ano e isso é incrível! eu quero imenso apostar em viajar mais!
    adorei a página que a tua amiga fez! dá-lhe os parabéns! e que excelente ideia que ela teve!
    a disney será para sempre a disney e não há filme que eu não queira.
    o urso, eu quero comprar um quando for embora! noutro dia entrei numa loja de souvenirs e apeteceu-me comprar tudo e senti que ia ter tantas saudades disto já!
    adorei adorei adorei os agradecimentos, inês! aposto que a tua família e os teus amigos se orgulham imenso de ti! e consegues passar-nos tão bem aquilo que sentes.
    obrigada nós, por estares desse lado e partilhares connosco o teu crescimento.

    ResponderEliminar
  17. Obrigada por me inspirares todos os dias, Inês! :)

    ResponderEliminar
  18. Bem, acho que nunca gostei tanto de ler uns favoritos...
    Primeiro não consigo dizer o que mais gostei e depois, tu escreves tão mas tão bem que às vezes dou por mim de boca aberta a ler as tuas publicações!
    Espero que tenhas um ótimo Novembro.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  19. Incrível como através de uma publicação, chegamos à conclusão de que as tuas pessoas te conhecem tão bem! E o mais incrível é saber que a tua genuinidade é tão grande, que até mesmo as pessoas deste lado conseguem decifrar em ti detalhes que os teus serão capazes, sem pensar duas vezes, de decifrar.
    Não precisei de pipocas nem de nenhum outro aperitivo, para além de vontade, para ler os teus favoritos. Posso levar dias até o fazer, mas quando o faço, saio desta leitura sempre sorridente por saber que és e estás feliz. Essa tua energia é fantástica, e mesmo conversando acerca de itens que recebeste ou tu mesma adquiriste, essa tua capacidade de colocar um valor enorme neles faz-nos sentir bem. Obrigada por te dedicares a algo tão belo quanto a escrita e por nos inspirares, sempre!! És maravilhosa!
    Beijinhos!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)