terça-feira, 11 de dezembro de 2018

FILMES || Get Out


Existem filmes de terror para público que não goste de serial killers mascarados, assombrações e cenas de sangue a cada três segundos? Existem e Get Out é a prova disso. Um filme de terror psicológico que relata a história de Chris, um fotógrafo que se prepara para conhecer os pais da namorada, Rose. O passo deixa-o mais apreensivo e preocupado do que o esperado para a ocasião. A razão? Chris é negro e Rose — e a sua restante família — é branca. Uma apreensão racial que Rose relativiza, garantido que nenhum dos elementos do seu agregado familiar é racista. No entanto, embora os pais sejam acolhedores, Chris vai vivendo certos acontecimentos suspeitos que o deixam vulnerável.

Get Out é o tipo de filme que se pode considerar um terror transversal, que horroriza, não visualmente, mas sim pela mensagem macabra e aterrorizante que agrega em cada cena ou diálogo. A obra aborda de forma real e crua o racismo velado entre as elites brancas, deixando-nos intrigados em todos os minutos para compreender os misteriosos acontecimentos que resultam num desfecho de compreensão total. Imprevisível — embora tenha adivinhado um dos principais momentos da revelação —, com uma temática inesperada e pouco popular entre filmes do género, a qualidade de representação do elenco e a inovação da história justificam como uma pequena produção chegou à ribalta e à nomeação aos Óscares, em 2017. Um filme que retrata uma temática sensível, atual e urgente e que nos deixa arrepiados do início ao fim. Um dos melhores filmes que assisti, este ano, e com um slogan que descreve esta longa-metragem na perfeição: "só porque és convidado, não significa que sejas bem-vindo".

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

ISTO É TÃO INÊS || Caprichos de Natal

É a época de dar e adoro todo o ritual de embrulhar os presentes e de colocar as decorações mais amorosas antes do laço mas... há sempre uns miminhos. E uns desejos. E uns caprichos. Que não nos importávamos nada de ver debaixo da árvore, com o embrulho mais bonito de todos.
A minha poupança para um portátil continua e ainda não foi desta que consegui aproveitar a Black Friday, mas lá chegaremos. Para já, e com 2019 à porta, uma agenda lindíssima vinha mesmo a calhar para escrever as tarefas com outra motivação, ou esta caneca amorosa e cheia de identidade para saborear as manhãs com mais energia — partilho convosco esta curiosidade: embora tenha uma coleção absurda de canecas, que estimo muito, não tenho nem nunca tive uma caneca com o meu nome. Acreditam?

No campo das vaidades e dos momentos em que precisamos de um up na nossa imagem, esta blusa faria as minhas delícias e o espelho — grande, em linhas simples e retas, branco — combina perfeitamente com o meu quarto. A bolsinha mais pequena e com uma cor muito Breakfast at Tiffany's seria perfeita para a minha Kanken, especialmente nas ocasiões #vidadetartaruga em que os dias são mais curtos e não necessito de levar a minha fiel — porém grande nécessaire do Pusheen.

Para o fim, ficam alguns desejos que não têm outra razão de ser senão alimentar a alma, como mais um DVD para juntar à minha estimada coleção Disney, ou o novo CD das Anavitória para dar descanso ao primeiro que continua a tocar, sem parar, no carro. A coluna creme da Marshall combina perfeitamente com a minha obsessão por música e o guião dos Monstros Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald é um dos livros que eu mais desejo, no momento. Abrindo exceção na tradição cá de casa, não me importava nada de desembrulhar um Trivial Pursuit do Harry Potter na noite de 24 para alegrar o serão e para fazer os olhos desta Inês brilhar um pouco mais.

Esta é a cartinha pública que deixo para o meu estimado Pai Natal. A privada — com desejos muito mais profundos e nobres — fica entre nós, pensamentos especiais e olhos fechados com muita força, na esperança de que isso ajude a concretizá-los.

1. Agenda 2019 PRETTIE - 16€ // 2. Caneca MR. WONDERFUL - 13,95€ // 3. Espelho IKEA - 69,99€ // 4. DVD Disney FNAC - 8€ // 5. Blusa ZARA - 22,95€ // 6. Trivial Pursuit Harry Potter WORTEN - 19,95€ // 7. Bolsa WOMEN'S SECRET - 11,99€ // 8. The Crimes of Grindelwald - The Original Screenplay WOOK - 18,19€ (ao comprares através deste link, estás a contribuir para o crescimento do Bobby Pins) // 9. Álbum O Tempo É Agora FNAC - 13,90€ // 10. Coluna Marshall Cream FNAC - 208,14

domingo, 9 de dezembro de 2018

BOM GARFO || Delícia de Chocolate


O Natal quer-se doce. Como o amor pelos nossos, como as canções de Natal, como os miminhos gentis que entregamos uns aos outros. Como... as sobremesas! O Natal pede sorrisos em volta de uma mesa bonita e, por cá, a mesinha das sobremesas é bem caprichada e recebe inúmeros olhares gulosos ao longo de toda a noite — e dia! Não há nada melhor do que terminar uma refeição principesca com um docinho que cai bem na alma e desperta o nosso lado mais feliz. E um doce que cumpre bem o seu papel é a Delícia de Chocolate.

Delícia de Chocolate... o nome já entrega tudo. Uma tarte gulosa e surpreendente porque o seu exterior cozido e crocante não deixa adivinhar que há uma mousse cremosa lá dentro, pronta a ser devorada e para deixar uns bigodes de chocolate! As framboesas dão o toque final e todos torcem para que a sua fatia contemple uma das sortudas bagas vermelhas, qual Rodolfo culinário! Um efeito lindíssimo que traz recordações das lindas ilustrações de tartes dos livros da Anita. Suspirava por todas elas, vistosas, ricas e com um aspeto apetitoso. E agora podemos ter uma dessas na mesa.

Para fãs de chocolate, para crianças, para fãs de sobremesa, bons garfos e bocas doces, a Delícia de Chocolate cumpre a sua missão de deixar o paladar radiante e os olhos a brilhar. Não falha, entre as nossas mesas!

sábado, 8 de dezembro de 2018

(DE)CORAÇÃO || Enfeites de Natal


Os pormenores que fazem do Natal aquilo que ele é, na sua essência; cuidado, toques especiais e beleza. Não há como não adorar um bom enfeite de Natal que dá o charme final aos nossos presentes, à nossa decoração ou à nossa árvore.
No ano passado, partilhei convosco algumas sugestões para capricharem os vossos embrulhos. Desta vez, venho partilhar convosco os melhores achados de enfeites de Natal e onde podem encontrar todos os detalhes bonitos que vou colocar nos meus presentes — e que acho lindíssimos. Tenho a certeza de que vão arrasar!


sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

LIVROS || Anne Frank: Contos e Outros Escritos


Uma das coisas que pouca gente sabe acerca de Anne Frank — ou se recorda — é que a adolescente tinha um caderno, em paralelo com o famoso Diário, onde escrevia alguns acontecimentos do anexo e as suas histórias de ficção. É algo que a própria refere rápida e vagamente numa das suas entradas do Diário, especialmente quando escuta na rádio que, após a Guerra terminar, esperam poder recolher alguns dos diários que tantos escreveram ao longo da época, para poderem publicar. É a partir daí que Anne começa a organizar melhor o seu Diário e a separar conteúdos. Alguns, ficaram para sempre guardados nesse caderno menos popular e, ao longo dos anos, foram selecionados contos para serem publicados em pequenos livros. Em 2017, o primeiro livro, com todo o conteúdo do caderno foi, finalmente, lançado, graças à Fundação Anne Frank: Anne Frank, Contos e Outros Escritos.

Há livros que realmente penso que foram editados para mim. Este é um deles. Tendo em conta que só li a versão definitiva d'O Diário de Anne Frank, houve certas entradas do Diário que nunca cheguei a ler (porque só eram contempladas noutras versões). Através desta obra pude lê-las e ainda conhecer os contos que Anne Frank foi imaginando ao longo dos anos em que esteve escondida no Anexo. De certa forma, foi como um presente final: depois de já ter lido e relido o Diário, sublinhar passagens, escrever, ao longo do meu crescimento, notas pessoais nas laterais das páginas e de já conhecer a sua história de uma ponta à outra, conseguem imaginar a minha felicidade por poder ler conteúdo inédito da própria? Para mim, e levando em consideração que O Diário de Anne Frank é o meu livro mais precioso, é absolutamente especial. Não sei se será um livro absolutamente imperdível para quem não tem afinidade particular com o livro original, mas sem dúvida que é incrível ver Anne Frank num registo que não o de diarista, que já tão bem conhecemos.

Li O Diário de Anne Frank com uma idade próxima da adolescente e o livro foi-me oferecido pela minha mãe. É um dos presentes que guardo com mais carinho. É muito emocionante que este livro também tenha uma história e um simbolismo sobre como foi parar às minhas mãos. Um detalhe que vou deixar particular, mas que me deixa de lágrimas nos olhos sempre que olho para a capa.

Autora: Anne Frank
Número de Páginas: 194
Disponível na WOOK (ao comprares através deste link, estás a contribuir para o crescimento do Bobby Pins)

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

MUNDO || 'Demonização' Digital


As plataformas digitais têm passado por significativas transformações ao longo dos anos e observo, já há algum tempo, duras críticas em relação às várias abordagens que têm vindo a ser feitas por parte de que as inova e/ou consome. Não é uma novidade, já que todos os outros canais de comunicação que existem também passaram pelas suas próprias transformações e, por conseguinte, críticas. 

Verifica-se, atualmente, uma completa 'demonização' digital, onde tudo parte de propósitos calculistas, alguns, quase maquiavélicos; o trabalho dos criadores de conteúdo — de todas as plataformas — é observado como oco ou totalmente maléfico. Questiona-se o conteúdo encefálico de todos os criadores e nenhuma opinião dos mesmos é encarada como orgânica, genuína ou consciente e sim como uma crista da onda; defende-se, convictamente, de que o conteúdo nas redes sociais deve ser transparente e real — que eu concordo —, sem mensagens de vidas perfeitas. No entanto, se o utilizador faz uma partilha real, aborda assuntos que, efetivamente, são do seu interesse e faz a sua comunicação de forma autêntica, está apenas a querer ser igual aos outros e não tem identidade própria. 'Demonizamos' a publicidade, os criadores, os conteúdos e até os valores das mensagens. Há uma utilização clara das redes e plataformas para partilhar causas muito nobres — e pelas quais tenho, na grande maioria, enorme admiração — mas se a causa se populariza, 'demonizamos' automaticamente, sem avaliar o feedback positivo que se gera quando um volume significativo de pessoas comunica a mesma mensagem benéfica. Por outro lado, se alguém não se posicionar ou comunicar publicamente, a pessoa é protagonizada como o exemplo da insensibilidade e do desinteresse. Sem cinzentos. Preto no branco.

Cobra-se uma amostra real do quotidiano, dos interesses e dos valores de quem partilha os seus registos mas é expectável que seja uma realidade de encontro à nossa; se o utilizador tiver uma forma de viver genuína mas diferente, uma rotina em nada semelhante à nossa, não conseguir abraçar humanamente todas as causas sociais — ou abraçar, mas não na velocidade esperada — e tiver hábitos ou valores ligeiramente diferentes, a sua postura é criticada, sem hesitar, embora ele esteja a cumprir a proposta: ser real. Ser genuíno. Arrisco-me a afirmar que muitos não querem, de todo, perfis reais; querem perfis que não lhes mostrem o quanto a vida é plural e pode ser diferente de pessoa para pessoa, rotina para rotina, carreira para carreira, país para país. É factual. Quando digo que acredito existir espaço para todos na internet, é precisamente deste conceito que falo, tanto por quem utiliza quanto por quem consome; formas diferentes de ser, viver, pensar. Para todos, vai haver a devida segmentação por parte de quem se identifica com essas maneiras.

Não sou inocente; estou perfeitamente consciente que as plataformas digitais não são um lugar puro e perfeito. Há sempre formas de melhorar e de desfrutar da experiência de uma forma mais saudável, e o espírito crítico — em todas as esferas sociais, não só as digitais — é fundamental, mas sinto que se gera uma onda fundamentalista que tem tornado as redes e plataformas num antro de calculismo que, sou sincera, não reconheço como um movimento nobre, sequer saudável e que nos afasta em vez de aproximar. Uma intolerância que não se reflete nas ruas, numa conversa, num almoço, na atividade offline e humana do nosso dia-a-dia. Uma necessidade de caça às bruxas que não dá espaço para a evolução e transformação do próprio utilizador e que esgota qualquer pessoa consciente sem necessidade porque, no fim, sabemos que há espaço para todos os utilizadores e todos os públicos e que só temos de consumir, apreciar e admirar os que fizerem sentido. O Ricardo Araújo Pereira caracteriza as redes sociais como a história do velho, do menino e do burro. Não importa como é que os três gerem a forma como vão atravessar a aldeia: nenhuma estará correta aos olhos dos outros. De certa forma, é o que realmente se verifica, atualmente.

No fim — porque acredito que uma utilização consciente e sensata das plataformas pode resultar numa atividade positiva —, e sem respostas definitivas, absolutas ou mais válidas do que outras, julgo que a melhor utilização, para mim (tanto como utilizadora, quanto consumidora), está em manter-me fiel aos valores basilares destas plataformas: partilhar o que mais me faz feliz no quotidiano de uma forma que me orgulhe, que queira recordar mais tarde e aproximando-me de quem, geograficamente, está distante de mim. Sem saturação ou inspeção furtiva à forma de partilhar dos outros. Não há necessidade, afinal de contas, ninguém é dono da verdade.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

EVENTOS || Para Fazer em Dezembro


Dezembro está sempre recheado de coisas incríveis a acontecer em todo o lado e que não quero perder. É a ocasião ideal para encerrar um ano em grande, tenha sido ele bom ou mau; não há nada melhor do que atividades marcadas na agenda, eventos bonitos, encontros com as nossas pessoas e momentos especiais. Estas são algumas das coisas que quero fazer no último mês do ano e que, se me permitirem, podem também servir como sugestões imperdíveis!

Mercados de Natal
Natal casa tão bem com os inúmeros mercados e mercaditos espalhados pelas cidades, recheados de artigos de autor, marcas diferentes e ideias incríveis para presentes únicos de última hora — ou mais especiais. Paira uma certa magia e bom ambiente no ar. Tenho imensa pena que ainda não tenhamos mercados de Natal ao nível do que se vê — e baba! — pela Europa fora, mas todas as banquinhas são bem vindas. No ano passado, Torres esmerou-se com um mercado de Natal pequenino mas amoroso e, este ano, vou repetir o circuito por Torres, Lisboa e Sintra. Lá estarei em parelha com a minha mãe — a parceira perfeita para ver mercadinhos — ou a braço dado com o meu amor, para combinar com a doçura do ambiente!

Patinar no Gelo
Fui patinadora artística noutra vida e só tenho como revelar este talento escondido em Dezembro. Sou louca por pistas de gelo e, mesmo com algumas quedas bem cómicas, não consigo deixar passar a atividade. Não há nada mais natalício do que deslizar numa enorme placa branca e gelada, ao som das melhores canções de Natal e com centenas de luzinhas adoráveis espalhadas por todo o lado. Com pistas mais populares e outras mais sossegadas — e o segredo é saber encontrá-las ou aproveitar determinadas horas do dia — e com opções pagas ou gratuitas, estou pronta para calçar os meus patins e rodopiar como uma princesa do gelo. De preferência, com um chocolate quente no final da aventura.

Ver as luzes de Natal
O bom de dividir a minha vida em três lugares especiais — Torres, Lisboa e Sintra — é que tenho três sítios diferentes para me deslumbrar e observar as luzinhas de Natal. Vagarosamente, com uma bebida quentinha nas mãos, com os olhos a brilhar e pronta para desfrutar de todas as decorações ao virar da esquina. Se possível, com uma companhia incrível para dividir todo o encanto da cidade e para partilhar conversas animadas.

Assistir ao filme 'Fantasia'
No ano passado, o CCB transmitiu o filme 'Mary Poppins' numa sessão de cinema no Grande Auditório, mas só tive conhecimento já muito em cima da hora e os melhores lugares já estavam selecionados. Este ano, voltam a repetir a dose, desta vez com um dos filmes de animação que me é mais querido: o filme 'Fantasia', na versão de 1940, com os contos icónicos 'Quebra-Nozes', 'O Aprendiz de Feiticeiro' ou 'Sinfonia Pastoral'. Foi o meu presente de Natal com a Matos e estamos prontas para voltarmos a ser crianças juntas e nos deliciarmos com um clássico de infância, desta vez, no grande ecrã.

Escrever postais de Natal
Sempre gostei de deixar junto ao presente um cartão com uma mensagem personalizada e especial para as minhas pessoas, mas nunca tive o ritual de enviar um postal de Natal pelo correio e este ano achei que seria a altura perfeita para o fazer. Já tenho o meu kit a rigor e quero escrever cada cartão com todo o carinho, cuidado e atenção, juntando um miminho muito singelo, só para dar uma graça extra ao gesto. Estou tão entusiasmada com as minhas escolhas que só penso que eu iria adorar receber um envelope de Natal na minha caixinha também. Por vezes, é muito fácil fazer um gesto carinhoso, só temos de ter vontade e empenho para ir mais além.

Receitas de Natal
A minha relação com a Yämmi continua doce e inseparável. Conto com ela para me auxiliar — o termo ideal é mesmo 'safar' — na hora de fazer algumas refeições ou quando preciso de me livrar da ansiedade (fazendo bolos, como sempre). Este ano, e sem pressões, gostava de experimentar uma receita de Natal. Sem finalidade em particular nem para ninguém em especial, apenas para provar novos sabores que prometem trazer-me recordações bonitas desta época tão encantadora. Já tenho algumas receitas gostosas debaixo d'olho, entre elas, um bolo de chocolate branco com pistachios, uma tarte de limão e merengue — cuja foto da receita me fez recordar imenso a tarte de limão que costumamos comprar n'O Império, todos os Natais, pelo que estou com expectativas elevadas —, um red velvet ou umas bolachinhas de chocolate. Um deles, em princípio, verá a luz do dia pelas minhas mãos.

Assistir ao filme 'O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos'
A minha tradição de Natal preferida sempre foi assistir a um bailado. Gostava de reservar essa atividade com a minha companheira de bailados preferida, a minha avó. É uma data pela qual sempre ansiámos e deleitavamo-nos a escolher qual seria o próximo bailado que iríamos assistir, tornando o evento ainda mais especial porque acontecia nestas circunstâncias bonitas. Porém, este ano a minha melhor companheira não está na melhor disposição para me acompanhar — e a sua justificação é mais do que válida — e, por isso sinto que iremos deixar passar a tradição. Olho com uma certa pena para todos os eventos que surgem nas agendas digitais, especialmente porque, este ano, a Companhia de Bailado Russa vem cá a Portugal e traz O Lago dos Cisnes consigo — o bailado que mais morro de amor. Mas terá de ficar para uma outra ocasião onde possamos desfrutar as duas, juntinhas (aproveitem vocês por mim, se puderem, sim?). Embora não seja a mesma coisa — e sinta que me vá desiludir muito — decidi, em alternativa, que quero assistir à mais recente adaptação da Disney ao bailado O Quebra-Nozes. É o meu preferido e já existem milhares de adaptações — algumas maravilhosas — portanto, as expectativas estão altas. Com pipoca, claro!

Quais são os vossos planos de Dezembro?

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

GIFT GUIDE || Até 10 Euros!

Estreei-me no universo dos Gift Guides no ano passado com um propósito: mostrar-vos uma série de artigos cheios de personalidade, com um toque irreverente e único, até 10 euros. Julgo que esse Gift Guide foi um sucesso — recebi alguns comentários, mensagens e até pessoalmente a dizer que realmente tinham seguido as minhas sugestões o que, tendo em conta o conceito da publicação, se pode considerar um sucesso! Este ano, perguntei-vos se gostariam que repetisse a dose e a resposta afirmativa foi esmagadora; nunca tinha recebido tantas participações numa sondagem do Instagram!

O prometido é devido e, receosa que este não ultrapassasse o primeiro, esmerei-me. Modéstia à parte, gosto ainda mais do Gift Guide deste ano. Ao todo, são quase cinquenta sugestões de presentes até dez euros para arrasarem naquela lembrancinha, no pormenor que vos falta para terminar o presente, ou para vos inspirar no (odioso) Secret Santa. Confesso, fiquei surpreendida e orgulhosa com o resultado final. Espero que gostem e que vos seja útil!


1. Quadro PRIMARK - 7€ // 2. Caixa com espelho interior LOJA CASA - 7,99€ // 3. Conjunto caneca e meias Dobby PRIMARK - 10€ // 4. Caixa LOJA CASA - 8,99€ // 5. Jogo PRIMARK - 10€ // 6. Anel PARFOIS - 5,99€ // 7. Big Magic WOOK - 10€ (ao comprares o livro através deste link, estás a contribuir para o crescimento do Bobby Pins. Review do livro aqui)  // 8. Tote bag STRADIVARIUS - 9,99€ // 

9. Etiqueta para bagagem MR. WONDERFUL - 7,95€ // 10. Porta-chaves sortido da Funko CLAIRE'S - 9,99€ // 11. Brincos H&M - 7,99€ // 12. Capa com unicórnio WOMAN'S SECRET - 4,99€ // 13. Caneca PRIMARK - 7€ // 14. Agenda STRADIVARIUS - 9,99€ // 15. Caixa rendilhada ZARA HOME - 9,99€ // 16. Lip gloss RITUALS - 8,50€ // 

17. Loção corporal e de mãos LUSH - 5€ // 18. Capa para passaporte RITUALS - 10€ // 19. Decantador LOJA CASA - 9,99€ // 20. Conjunto creme de mãos e manteiga labial THE BODY SHOP - 10€ // 21. Quadro LOJA CASA - 3,99€ // 22. Petite PANDORA - 10€ // 23. Lightbox LOJA CASA - 7,99€ // 

24. Copo portátil BAIRRO ARTE - 7,90€ // 25. Bloco LOVELY STREETS - 9,80€ // 26. Bolsa WOMAN'S SECRET - 6,99€ // 27. Peluche Stitch DISNEY STORE - 8€ // 28. Bilhete sessão especial de cinema 'Fantasia' (1940) no CCB (28 de Dezembro) - 7€ // 29. Moldura ZARA HOME - 9,99€ // 

30. Quadro cortiça LOJA CASA - 9,99€ // 31. Almofada H&M HOME - 7,99 // 32. Eleanor & Park WOOK - 10(ao comprares o livro através deste link, estás a contribuir para o crescimento do Bobby Pins. Review do livro aqui) // 33. Candeeiro LOJA CASA - 7,99€ // 34. Caneca BAIRRO ARTE - 6,99€ // 35. Brickheadz DISNEY STORE - 10€ // 36. Estojo SPRINGFIELD - 9,99€ // 37. Auscultadores PRIMARK - 6€ // 38. Planner STRADIVARIUS - 9,99€ // 

39. Jogo Sushi Go! WORTEN - 9,99€ (Review aqui) // 40. Creme corporal reafirmante THE BODY SHOP - 7,43€ // 41. Porta-cartões MANGO - 4,99€ // 42. Colar PARFOIS - 7,99€ // 43. Esfoliante RITUALS - 10€ // 44. Cesto H&M HOME - 7,99€ // 45. Capa PARFOIS - 8,99€ // 46. Conjunto gel de duche, esponja e manteiga corporal THE BODY SHOP - 9€ // 47. Bolsa WOMAN'S SECRET - 7,99 // 48. Brincos PARFOIS - 4,99€

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

PASSAPORTE || Estudo Anual de Voos


Estamos na reta final do ano e, com 2019 à porta, os meus planos e pesquisas para regressar ao aeroporto iniciam-se. Entre épocas incertas e acontecimentos imprevisíveis, a única coisa de que quero ter a certeza é de que a #InêsDeMalaRosa volta a circular pelo mundo. E foi aqui que o Estudo Anual de Voos foi tão incrível e fundamental.

Realizado pela momondo, o Estudo, com base na recolha de dados da plataforma, permite-nos ter conhecimento de como adquirir os bilhetes de voo mais baratos, em 2019. Basta escolherem de onde querem partir e para onde sonham aterrar: o Estudo Anual de Voos vai dar-vos uma bateria de informações preciosas e exatas sobre como fazer a melhor compra possível, desde com quantos dias de antecedência devem adquirir o bilhete, qual a época mais barata para visitarem o vosso destino, a hora mais adequada para fazerem a vossa compra, a companhia aérea com uma percentagem de poupança mais favorável e até o dia da semana em que a aquisição é mais em conta. De forma clara e esclarecedora, é só pensarem para onde gostariam de ir, no próximo ano: a momondo ajuda-vos a fazer a melhor escolha de compra.

Foi precisamente recorrendo ao Estudo Anual de Voos e introduzindo os destinos possíveis para a próxima viagem, que conseguimos planear e pesquisar, com muito mais detalhe, todas as nossas vantagens. O plano de viagem ainda não está fechado porque certos acontecimentos particulares podem cancelar tudo mas, se correr bem, brevemente partilho novidades. Por muito que seja, orgulhosamente, parceira da momondo, partilho, acima de tudo, com a alegria de poder dividir convosco uma funcionalidade que realmente acho genial e que eu própria confirmo, não só enquanto Embaixadora, mas enquanto utilizadora.

Publicação escrita em parceria com a momondo. Ao clicarem nos links, estão a contribuir para o crescimento do Bobby Pins.

domingo, 2 de dezembro de 2018

VÍDEOS || Preferidos de Novembro 2018

"Erro Crasso T3 Ep5 — Carlos C. Vilhena" | Acho que já não gargalhava com um vídeo há muito, muito tempo. O Erro Crasso é uma programa do Youtube que eu adoro acompanhar e, neste episódio, o convidado foi o Carlos C. Vilhena, antigo colega do Pedro T. Mota, no Bumerangue. Escusado será dizer que foi piada total, especialmente no jogo 'Goggle Tradutor', uma vez que o Carlos não sabe falar inglês (mesmo, não é gracinha). Se estiverem a precisar de um conteúdo leve e que vos faça soltar umas risadas, recomendo muito!

"What No One Tells You About Jeans" | Há muito tempo que tinha deixado de assistir vídeos de hacks porque eram puro clickbait e não eram relevantes, pertinentes ou pioneiros, de todo. Este acabei por carregar sem querer e fui positivamente surpreendida; querem um vídeo com dicas boas e realmente interessantes sobre como escolher calças que favoreçam o vosso corpo? Então assistam, sem hesitar. Certas sugestões nunca tinha ouvido falar e achei o vídeo totalmente útil. Dou por mim a olhar para as calças de uma forma muito mais consciente e informada.

"10 Cenas que Foram Deletadas de 'Crimes de Grindelwald'" | Novembro marcou a estreia de Monstros Fantásticos 2: Os Crimes de Grindelwald e, como Potterhead que sou, gostei de acompanhar os vários vídeos que comentavam o filme. Neste, o Thiego mostrou-nos algumas cenas que apenas surgiram nos trailers e que foram cortadas do filme. Confesso que estou a partilhar este vídeo convosco porque fiquei genuinamente chocada com a quantidade de coisas que não chegaram ao grande ecrã e que não tinha dado conta, especialmente uma cena que me parecia grandiosa, a do baile. E o pior é que nem dei por isso quando saí do cinema. É um vídeo giro para quem também é fervoroso por este mundo mágico.