domingo, 22 de maio de 2016

FACULDADE || Bênção de Finalistas 2016


Dia 21 de Maio de 2016 ficará marcado pelo dia em que acordei com olheiras pesadas nos olhos da longa madrugada a colar Fitas e pela última vez que vesti o meu traje completo. Vesti-me num processo autónomo e rápido, mas a visita ao espelho não me poupou à realidade; Esta foi a última vez em que vestir este traje fez todo o sentido. Daqui para a frente a minha velha capa poderá fazer-me companhia em momentos que assim se justifiquem mas o casaco que já começa a encurtar nas mangas, os collants que nunca se rasgaram desde 2013 e os sapatos que já têm um buraco na sola do lado esquerdo ficam para trás.

Foi um dos momentos mais emocionantes da minha vida académica e não importa que digam que em Lisboa não tem tanta magia; Vai sempre ter para quem está lá, no meio, a celebrar. Foi o dia em que levei a minha família inteira para um lugar que foi meu e só meu durante quatro anos. Onde fiz o caminho que fiz todos os dias, feliz, desmotivada, nervosa, a ler apontamentos de última hora, ensonada. Onde apresentei-lhes a instituição que me viu crescer mais do que nunca, onde fiz a minha primeira frequência (Bioquímica Geral) e a minha última frequência (Dietoterapia III), onde fiz amizades que levarei comigo para toda a vida, onde conheci colegas que terei muitas saudades por saber que não as verei mais depois da Licenciatura, onde conheci o meu namorado, onde chorei com a minha primeira negativa e dei pulos de alegria com notas incríveis. Foi o dia em que a minha tia estudante de Coimbra conheceu as tradições de Lisboa, onde torceu o nariz para muitas e deu a mão à palmatória pela originalidade de outras tantas.

Foi um dia de calor, não só do clima, mas dos abraços que pude receber. O dia em que vi toda a minha família transbordar de orgulho enquanto eu transbordava em lágrimas. Um dia confuso, onde quase divinamente os telefones perderam a rede, numa mensagem bem clara: esquece os telefonemas, vocês encontram-se. Esqueçam as mensagens, abracem quem está ao vosso lado.

Este sábado nós não éramos cursos nem comissões. Éramos só uma Universidade. Que se uniu entre todas as cores das fitas que brilhavam ao sol no meio do recinto e que cantavam a uma só voz o cântigo de Universidade que ensinamos aos caloiros no momento em que entram naqueles portões. Talvez não fôssemos os mais barulhentos mas, ali no meio, eu senti-me num autêntico Carnaval universitário.
Foi o dia mais real. Onde soube que era (finalmente) Finalista e que não havia volta a dar. Aos poucos a minha Universidade empurra-me para dentro de água e este foi mais um momento de despedidas agridoce. A vontade de partir para novos desafios e o desejo de ficar num sítio onde nos reconhecemos tão bem. Onde já sabemos quem nós somos, mesmo que não saibamos para onde queremos ir a seguir.

Foi o dia de não ver ninguém e ver toda a gente. Em que eu quis que a minha Pasta se agitasse mais do que a de todos os outros. Em que as minhas Fitinhas, tão minhas e tão para mim, se agitaram nos céus com uma energia equiparável à minha. Onde o Verde e Amarelo (É BELO!) ocupou o meu coração. Onde corri pelo corredor do A trezentas vezes para receber quem lá fora esperava de propósito por mim. Onde a minha amiga aniversariante perdeu a manhã do seu aniversário inteiro só para me ver feliz a finalizar um sonho meu. Onde o meu Afilhado, no começo da aventura, veio congratular-me e ver como se fecha o ciclo. Onde a minha Ervilha se "equipou" a rigor e veio a correr para ver a vitória mais importante do meu campeonato. Onde o meu namorado, que detesta calor e confusões, se embrulhou no meio da multidão desde o começo da missa, para me aplaudir, mesmo que nem uma única vez me tenha conseguido encontrar no emaranhado de Finalistas de preto com as suas pastas coloridas. Onde pude cantar uma última vez o grito académico junto das minhas Presidentes favoritas. 

Foi emocionante para mim ver tanta gente querer ver-me. Ver-me ali, ver-me feliz, ver-me concluir mais uma etapa. E mais importante que isso, estas pessoas que ontem me aplaudiram enquanto eu estive debaixo dos holofotes, foram também as que me deram força e coragem nos momentos negros de bastidores. E foi uma honra cantar o grito académico junto de outros tantos milhares de pessoas.

Está quase a chegar o momento mais decisivo e importante, mas desta Bênção eu guardo grandes e enormes provas de amor e amizade. De companheirismo, de presença e de orgulho. As minhas Fitas não se agitam só por mim; A minha capa negra não salta das mãos só pelos ombros que a carregaram. Fazem-no por todas as pessoas que fizeram de mim a Finalista que sou hoje. E que ontem estiveram lá e deixaram-me ser a pessoa mais grata do planeta. Obrigada, se os meus obrigadas não tiverem sido suficientes.

Fotografia da minha autoria, por favor, não a utilizar sem autorização prévia

11 comentários:

  1. gostei tanto do texto inês, a serio
    deve ser uma cerimónia tão marcante especialmente se tivermos uma experiência académica tão positiva como a tua
    eu sei que nãos e compara, mas estou agora a acabar o secundário e é um misto entre não deixar o sitio onde fui mais feliz até agora e partir para novas aventuras.
    beijinhos

    http://umacolherdearroz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Senti e sinto-me exactamente como descreveste. Foi um dia mágico, carregado de emoções à flor da pele e à nossa volta. É indescritível, tudo o que se passou não só naquela manhã, mas também no resto do dia, de tão especial que foi para quem lá esteve e celebrou algo tão marcante. Foi um dos melhores dias da minha (ainda) "curta" vida.
    É algo que nos vai ficar sempre no coração.

    ResponderEliminar
  3. Muitíssimos parabéns Inês! Que seja o começo de uma carreira incrível! :D

    ResponderEliminar
  4. Arrepiei-me com o teu texto. À medida que lia, parecia que estava mesmo a sentir o que tu sentiste nesse dia. Deve ser um orgulho enorme! Estou super ansiosa por chegar ao final da minha licenciatura, mas ao mesmo tempo, com medo que passe a correr. São momentos de tanta emoção. É realmente uma honra chegar ao fim de um percurso que nos tornou na pessoa que queríamos ser. E eu mal posso esperar, com alguma felicidade e com alguma tristeza.

    Muitos parabéns Inês e boa sorte nesta nova etapa que te espera!
    Beijinhos,
    Andreia \\ ALL THE BRIGHT PLACES

    ResponderEliminar
  5. Tão bonito, Inês! Que texto comovente... confesso que me tocou em algumas partes pela transparência da felicidade e genuidade, características tão tuas e olha que é difícil ficar aqui com com a lágrima no canto do olho! Parabéns pelo fim de uma etapa, por mais uma conquista! Tenho a certeza que se avizinha um futuro cheio de sucessos para ti, pela Mulher que transpareces ser. És um poço infinito de inspiração :)

    ResponderEliminar
  6. Tão bonito! Desejo-te as maiores felicidades para o futuro, apesar de universidades diferentes, és um exemplo a seguir como pessoa, praxante, estudante :)

    ResponderEliminar
  7. Arrepiei-me totalmente! Parabéns, Inês!!! Muitos parabéns!

    ResponderEliminar
  8. A tua capacidade para retirara beleza de tudo e transmiti-la por palavras de maneira a que nós consigamos ficar com a sensação de que estivemos lá é simplesmente, maravilhosa!

    Felicidades Inês*

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar
  9. Toda eu sou lágrimas por dentro de tão emocionada que fiquei ao ler este teu relato. Cada vez mais convenço-me de que serei muito feliz enquanto universitária. Estes teus textos, assim como de muitos outros, mas ainda sim, deixam-me tão feliz e realizada, ainda antes de ter começado. Fico tão feliz por teres conseguido esta grande conquista na tua vida e desejo, de coração, que conquistes ainda mais ao longo da tua vida, permanecendo aqui para partilhares connosco as tuas vitórias e plantares, em cada um de nós, a força para nunca desistirmos dos nossos sonhos.

    Beijinhos Inês e muitas felicidades!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)