terça-feira, 15 de setembro de 2015

ISTO É TÃO INÊS || 18 Sensações Favoritas


Há sensações que são inesquecíveis e que nós adoramos saborear cada vez que nos acontecem. Há sensações que nos transportam para um lugar melhor e só nosso. Aqui estão as minhas 18 sensações favoritas.

1. Receber abraços/beijinhos de quem mais gosto
Não há coisa mais maravilhosa do que receber um abraço das pessoas que mais estimamos. Em que tudo se encaixa e a respiração acalma, o coração relaxa e o mundo parece impecável. A sensação de me sentir abraçada ou beijada é indescritível.

2. Aquecer as mãos numa caneca
Acabo sempre por aquecer demais o meu chá ou chocolate quente, o que significa que posso enroscar as mãos na caneca e aquecê-las. Eu tenho sempre as mãos e pés gelados (sempre!) e poder dar - pelo menos às mãos - uma fonte de calor como estas é maravilhoso. Sabiam que no Japão não existem quase pegas nenhumas de canecas porque eles acreditam que agarrar a caneca com as duas mãos e sentir as palmas quentes ajuda a relaxar e a controlar a ansiedade?

3. Quando alguém se lembra de algo que eu disse/um detalhe sobre mim
É tão bom quando alguém se lembra de algo que nós dissemos numa conversa aleatória e nós pensamos que passou ao lado, ou quando nos oferecem algo que nós simplesmente adoramos mas nem fazíamos ideia de que a pessoa sabia. Eu adoro detalhes e isso faz com que esta seja uma das sensações que eu mais goste de sentir. É a forma mais genuína de alguém mostrar que está atento a mim, aos meus gostos e convicções. Salientar pequenas coisas de mim é algo que eu valorizo, porque é raro.

4. Ouvir o som da chuva
Quer deitada na cama, bem enroscadinha nos lençõis, quer no sofá cheia de mantas, adoro ouvir o som da chuva. É tranquilizante e melódico. Adoro ver o efeito da chuva a bater nas janelas cá de casa, na sala, porque são grandes e muito luminosas, a imagem fica perfeita.

5. Quando descubro uma música nova boa
Daquelas que nos faz os pêlos dos braços e da nuca arrepiar, que me faz fechar os olhos e sentir o coração a bater mais depressa. Daquelas em que eu penso "Como é possível que eu tenha estado estes anos da minha vida toda sem ter comigo esta música?". É sensacional.

6. Quando acabo um treino
Mesmo que esteja pegajosa, suada, descabelada, com os pulmões de fora e mais vermelha que um tomate, a sensação quando termino um treino é tranquilizadora e poderosa. Para mim não há melhor forma de mostrarmos ao nosso corpo que gostamos dele como o desporto, por isso, sempre que termino uma tarefa desportiva sinto-me realizada e de missão cumprida comigo própria. É maravilhoso.

7. Quando encontro uma posição boa para dormir
O tipo de posição que não nos faz querer arrancar um braço ou uma perna, o tipo de posição que não nos deixa com uma dor de costas ao fim de meia hora. O tipo de posição em que me deito na cama e tudo está perfeito, no lugar, relaxado. Fechar os olhos é um prazer.

8. Quando a Laika me dá miminhos
Tenho uma cadela territorial e independente, que adora estar livre na sua pradaria e fingir que é o Rei Leão e é dona de todo este terreno. Mas quando ela vem ter comigo e se enrosca em mim, ou dá-me lambidelas (por mais nojentas que sejam) na bochecha, eu fico derretida. Adoro quando ela mostra que gosta de mim. Podes continuar a fazê-lo, Laika, é o mínimo tendo em conta a carrada de biscoitos que te dou.

9. Aquecer os pés em alguém.
Isto é malévolo, mas tão bom! Quando alguém está a dormir na nossa cama e já teve tempo de ficar quentinho e nós esgueiramo-nos com o pé para junto dele para nos aquecermos. Oh, eu adoro. E quando não refilam e deixam-me mesmo aquecer os meus pés gelados, divino se torna!

10. Receber feedbacks positivos
Esta é, basicamente, dirigida a vocês. Seja aqui no blogue, nas minhas redes sociais, e-mails, cartas... Receber o vosso feedback positivo é uma sensação maravilhosa. Saber que um post fez a diferença, ou que apreciaram muito determinado texto ou ideia é aquilo que me faz continuar a caminhar por aqui com afinco. Saber que sou acarinhada por vocês, meus leitores, não tem preço.

11. Sair-me bem na faculdade
Ter o meu trabalho reconhecido, notas que justificam o estudo, oportunidades de ouro, sentimento de pertença em relação ao meu curso e ao que quero profissionalmente faz-me ganhar cada vez mais confiança em mim e no que quero para mim. Eu conheço-me melhor do que ninguém e ver que as minhas apostas dão certo faz-me sentir capaz de levantar carros.

12. Cafuné
Como assim achavam que eu ia deixar passar o cafuné? Há lá coisa mais maravilhosa do que ter alguém de quem gostamos a fazer-nos festinhas na cabeça? Adoro os cafunés do Diogo, adoro quando me mexe no cabelo ao ponto de eu adormecer instantaneamente.

13. Cheirinhos bons
Tudo o que me transporte para coisas boas. Quer sair de casa e sentir o meu próprio perfume e a fragrância do meu champô no cabelo, quer ficar com o cheirinho dele nas minhas roupas, quer aqueles cheiros que vêm da comida e que já sabemos que são dos nossos pratos favoritos. E o cheiro do perfume da minha mãe.

14. Excitação antes de viajar
Claro que a sensação da própria viagem também é incrível, mas a excitação, a expectativa, a ansiedade e a curiosidade da pré-viagem são sensações maravilhosas que eu adoro porque associo sempre a boas surpresas.

15. Quando as luzes do palco apagam-se para o concerto começar
Está tudo pronto, já estou há espera no meio da plateia, a música de ambiente termina e as luzes começam a apagar antes daquele momento em que os primeiros acordes tocam. São momentos extraordinários, especialmente quando é a nossa banda favorita a brilhar em palco. A sensação de que está prestes a começar faz o meu coração saltar uns 15 batimentos.

16. Envolver-me num livro
Por defeito eu sou incapaz de deixar um livro por ler. Por isso valorizo imenso os momentos em que me sinto envolvida no livro, dentro da trama, com empatia pelos personagens e vontade de saber mais e mais. Esqueço tudo à minha volta.

17. Enroscar-me em alguém
Eu adoro enroscar-me, e o Diogo é sempre a vítima perfeita. Adoro estar no sofá agarrada e com a cabeça pousada no seu peito e adoro quando adormeço nos seus braços. A sensação de protecção, muito próxima da do abraço mas mais prolongada faz-me sentir que o mundo é perfeito. A melhor sensação para me tranquilizar.

18. Tomar banho depois de um dia cansativo
É quase como que uma ida ao spa. Quando venho de um dia atarefado e em que nem parei por um segundo e posso ter aqueles minutos só meus. Adoro.

 E vocês? Quais são as vossas 18 sensações favoritas?

6 comentários:

  1. Também tenho sempre as mãos/pés frios!! Deve ser uma coisa de Inêses!!

    ResponderEliminar
  2. Quanto ao nº10 tenho a certeza que daqui para a frente, na tua vida ou no Bobby vais ser sempre bem reconhecida e palavras bonitas dirigidas a ti nuuuuuunca vão faltar!

    ResponderEliminar
  3. Adoro sempre estes tipo de posts, só dizes verdades Inês! ahah

    ResponderEliminar
  4. Adorei Inês e deixaste-me com um sorriso de orelha a orelha :) São pequenos detalhes neste caso sensações que fazem os nossos dias
    Identifiquei-me e quase ou mesmo todos

    ResponderEliminar
  5. Gostei bastante desta publicação! ( : Identifiquei-me com quase todos os pontos, só coisinhas boas! *.*
    Beijinho*

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)