quinta-feira, 3 de maio de 2018

PASSAPORTE || Sé de Braga


A Catedral mais antiga de Portugal não passa despercebida aos nossos olhos turísticos e ergue-se com a imponência esperada. Numa mistura de estilos arquitectónicos dos quais se destacam principalmente o romântico e o barroco, a Sé reúne várias zonas de visita, entre elas o Tesouro-Museu, as Capelas Fúnebres e, a mais encantadora, a Catedral de Santa Maria de Braga. Em todos os percursos está garantida uma colecção deslumbrante de jóias, esculturas, pinturas e outros elementos de culto.


Para azar nosso — mas grande sorte ao amor —, o dia em que conseguimos fazer a visita à Sé foi também o dia em que estava a decorrer um casamento, e por isso mesmo achámos indelicado entrar na Catedral para fazer a visita, pelo que nos ficámos pelo espaço exterior e pelo claustro. Embora tenha ficado com curiosidade para ver o interior da Catedral, não fiquei nada desconsolada por poder dar uma volta ao claustro. É uma das minhas das minhas áreas preferidas para visitar e estar, sempre com uma veia muito romântica e principesca que me encanta, desde miúda, e faz-me sonhar com o conto de fadas que nunca protagonizei. As restantes zonas que ficam por visitar, no fundo, convertem-se numa desculpa para regressarmos. Como se precisássemos de desculpas...

1 comentário:

  1. Nunca fui a Braga e é uma cidade que quero muito mas muito mesmo visitar. Aliás, a curiosidade fica aguçada de dia para dia, sempre que me cruzo com posts do género! :)

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)