domingo, 15 de abril de 2018

PASSAPORTE || Jardim Botânico de Lisboa


Visitei o Jardim Botânico de Lisboa quando ainda era criança — e dessa visita, confesso, tenho poucas recordações —, pelo que achei esta reabertura do Jardim, após um ano e meio de obras, a oportunidade perfeita para refrescar a minha memória e desfrutar de um passeio bonito.


Surgiu como espaço de ensino e investigação para os estudantes de botânica da Escola Politécnica de Lisboa, no séc. XIX. A Escola deu lugar à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa — que, agora, se situa no Campo Grande , mas o espaço da antiga escola foi aproveitado como Museu e o Jardim Botânico sobreviveu — a muito custo — até aos dias de hoje.


A colecção de espécimes é diversificada e podem encontrar plantas das mais variadas regiões do nosso planeta. Entrar no Jardim Botânico é como esquecermos que estamos no centro caótico de Lisboa; somos invadidos por um ambiente tranquilo e melodioso pelo chilrar dos pássaros e apenas recordados da cidade quando a vemos recortada em algumas das vistas que o Jardim proporciona.


Aquando da nossa visita, notámos que ainda existiam algumas áreas a serem preparadas e que o Jardim não estava completamente terminado. Há raízes à vista para crescer, pormenores que precisam de ser escondidos e tratamentos necessários que, com o tempo, vão ao lugar. Concordámos que o Jardim Botânico merecia um regresso daqui a cerca de um ano, altura em que acreditamos que o espaço estará muito mais bonito, arranjado e inundado de plantas que, de momento, estão a nascer.


Ainda assim, a visita foi absolutamente incrível e senti uma enorme felicidade por ver o espaço recuperado e repleto de visitantes. Reconheço que sou uma verdadeira leiga no que toca a botânica — e nunca achei piada nenhuma estudá-la, na escola — mas o ambiente e a Natureza respondem por si com imagens deslumbrantes e cenários dignos de um filme de fadas e princesas. E, para mim, isso chega-me para passear por lá com um sorriso rasgado.


A semana de visitas gratuitas já terminou — e nós fomos mesmo na recta final, quando o tempo deu tréguas — mas o bilhete mais caro custa 2 euros (1 euro, se forem estudantes), portanto, acredito que podem, com certeza, planear uma visita para qualquer outra altura sem que a vossa carteira amue.

5 comentários:

  1. Também visitei o Jardim Botânico de Lisboa quando era muito pequena, por isso já nem me recordo. Adorava voltar lá, ainda por cima a entrada é tão barata (mais caro é deslocar-me até ká).
    Nunca me canso de dizer que as fotos que tiras são verdadeiramente deslumbrantes. Consegues captar a essência e a beleza de um lugar, e fazer-nos desejar desesperadamente estar lá.
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  2. Tenho mesmo que ir a este jardim, mas vou esperar pelos dias de sol. 8)

    ResponderEliminar
  3. Fiquei com tanta vontade de visitar, parece mesmo uma maravilha para os nossos olhos e mente. Gostei muito das fotos :)

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)