sexta-feira, 27 de abril de 2018

PASSAPORTE || Bom Jesus do Monte


Talvez o lugar mais romântico de Braga...! Bom Jesus, icónico, o local que vem sempre à nossa memória (ou, pelo menos, à minha) com a gigantesca escadaria que vai dar ao Santuário. Está dividido em várias zonas — parque, santuário, zona hoteleira — e certamente uma delas vai adequar-se aos vossos interesses.



Estávamos hospedados no Hotel do Lago, inserido dentro do Parque Bom Jesus, e foi a nossa primeira e mais demorada visita de todas. Romântico, charmoso e envolvente, não faltam lagos, fontes, pontes e recantos bonitos para os mais aventureiros — como nós — explorarmos até à última gota. No Bom Jesus, podem fazer um calmo passeio de barco, refrescarem-se nas fontes de água bem fresquinha — e que nos soube tão bem com o calor de Verão com que fomos recebidos, em Braga —, descansar nos vários banquinhos e coretos espalhados pelo parque, deslumbrar com a riqueza dos detalhes do Santuário — que me deixaram boquiaberta —, descansar na esplanada ou aproveitar a boleia no primeiro funicular da Península Ibérica que é, neste momento, o mais antigo a funcionar no seu sistema de locomoção a água.




No Bom Jesus, deixei-me perder, experimentei milhões de caminhos diferentes, desfrutei das sombras, abracei os raios de Sol e encantei-me com a vista. Há todo um ambiente místico que me fez recordar a Quinta da Regaleira — embora em detalhes muito próprios, como as grutas e as fontes — e sentir-me uma verdadeira fada. A Primavera já está a fazer-se sentir e pude apreciar os jardins em flor e o cor-de-rosa das inúmeras árvores, que tornam o lugar ainda mais vivo e aperaltado. Para rematar, não há como negar o espírito explorador que cada um tem dentro de si e 'ver Braga por um canudo' que, na verdade, é um monóculo que nos permite ter uma visão mais privilegiada e detalhada da cidade que se movimenta debaixo de nós.




Uma das vantagens de termos ficado dentro do Parque do Bom Jesus foi o privilégio de podermos ter desfrutado do Parque em diferentes alturas do dia e, consequentemente, dinâmicas, algo que, por não sermos locais, seria muito difícil de concretizar, especialmente no curto tempo que tínhamos de visita. Pude desfrutar de um Bom Jesus cheio de vida numa plena tarde de sexta-feira, recheada de turistas e famílias felizes, mas também pude apreciar um pôr-do-Sol de Verão em que tive o local praticamente vazio só para nós e para os sinos melódicos do Santuário. Pude dar um passeio nocturno (e um pouco assustador, admito!) para ajudar na digestão do jantar, e pude apreciar o amanhecer num dos locais mais encantadores de Portugal, totalmente vazio. Houve alturas em que achei que o Bom Jesus era só meu e permiti-me a sentir esse egoísmo. Foi um privilégio que me fez sentir grata e feliz por ter absorvido tudo com tempo e alma. Se tiverem condições para, façam-no também.




5 comentários:

  1. Tal como tu, já visitei o Bom Jesus em todas as alturas do dia e em todas as estações do ano, e em todas elas apaixonei-me sempre mais um bocadinho. Este é um lugar mesmo muito especial para mim e para o qual eu volto sempre. Ainda bem que gostaste :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Maravilhoso! Descreveste tão bem um dos meus locais favoritos da cidade e aquele que tenho prazer de visitar com tanta frequência, magnífico.
    Por acaso, já fui lá à noite, também, e tenho de admitir que me senti igualmente assustada... É muiiiiito escuro, mesmo!
    Deve ser uma experiência fantástica estar a «viver» no Bom Jesus durante uma visita a Braga, porque é dos sítios mais bonitos e mágicos da cidade. Fico mesmo feliz que tenhas tido essa oportunidade.
    Beijinhos, Nês <3

    ResponderEliminar
  3. Que fotografias dignas de serem expostas algures neste mundo <3
    Mais uma vez, com as tuas palavras, fizeste-me querer visitar uma cidade que só conheço de passagem!
    Beijinho grande *

    ResponderEliminar
  4. Que giro que foi ver o Bom Jesus pelos teus olhos <3.
    O Bom Jesus é, para mim, um dos lugares mais mágicos de Braga. Mesmo sendo natural daqui e já tendo ido lá umas mil vezes em mil ocasiões diferentes, o local nunca perde o seu encanto e as paisagens que me rodeiam deixam-me sempre deslumbrada!
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  5. Nos últimos anos tive a oportunidade de visitar o Norte com alguma regularidade e o Bom Jesus foi uma descoberta incrível. Cheguei a fazer publicações sobre isso, e tal como tu também acho que me fez recordar o lado místico da Quinta da Regaleira. Contudo, a vista fala por si!

    JU VIBES | @itsjuvibes ❤

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)