sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

SÉRIES || Dark


Dark é a mais recente aposta de sucesso da Netflix. Uma série alemã que, imprudentemente, foi comparada a Stranger Things e que eu começo por advertir que não são, de todo, semelhantes. Nem perto disso.
É dificílimo partilhar convosco a história da série porque qualquer detalhe que partilhe convosco será um spoiler. Dark é uma série que nos deixa na penumbra e às cegas até ao momento certo. E, de repente, o que era mistério, relações e acontecimentos confusos, informações inesperadas e inexplicáveis, torna-se num gigantesco momento de Eureka! onde tudo faz um sentido brutal e nos apercebemos de que as respostas estavam todas à frente do nosso nariz. Tudo passa a ser óbvio.

Não é o tipo de narrativa que vai sacando cartas especiais do bolso com uma informação que desencanta toda a charada. De facto, todas as informações que precisam para compreender a história, à primeira, estão no ecrã, à vista. Por isso mesmo, torna-se muito importante assistir a esta série com a concentração certa — a mínima distracção pode custar-vos a compreensão da história — e atenção a todos os detalhes (incluindo a abertura, e respectiva música, da série). Os episódios são longos e a acção é lenta, mas nada é-vos apresentado de forma superficial e com o único propósito de entreter, prometo.

Com uma fotografia absolutamente maravilhosa, toda a série carrega um clima de mistério e é relativamente pesada — tanto na história em si como no facto de ter alguns detalhes de suspense que podem assustar os corações mais sensíveis (odeio a música instrumental por isto mesmo, adianto) —. Mas a temática é absolutamente intrigante.

Se estão à procura de uma série que realmente vos agarre e vos incite a querer saber o que (raio) se passa, esta é a série certa. O tipo de série que vocês vão querer ter alguém que já a tenha assistido para comentar e desabafar tudo o que acabaram de ver. Irreverente.

8 comentários:

  1. YES quero muito ver esta e agora ainda mais! A fotografia é brutal e, olha, obrigada pelo aviso sobre a intro, eu costumo saltar :p

    Jiji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando me estava a referir à "música instrumental" quero dizer a música que vai decorrendo ao longo da série e não a música da intro. Sobre a intro (e a música) eu só referi que tinha detalhes importantes para a compreensão da série. A intro não tem nada de assustador ;)

      Eliminar
  2. tenho esta série agendada há uns tempos, acho que é este fim de semana que começo! x

    E. ♥ Meet me for Breakfast

    ResponderEliminar
  3. Estava na minha lista de séries para ver há bastante tempo. A semana passada decidi dar-lhe uma oportunidade e foi a melhor decisão que tomei. A série é muito boa e viciante, no fim de um episódio quero logo ver outro porque fico a precisar de respostas.

    ResponderEliminar
  4. Já comecei a ver e devo dizer tudo o que disseste é tudo verdade,não acrescentava mais nada. Estou a adorar e a devorar a série xD

    ResponderEliminar
  5. Meus Deus, que eu já tenho tantas séries para ver :0, mas essa já vai para a lista. Vi Stranger Things graças a ti, portanto acredito que esta também seja uma boa sugestão. Principalmente por ser de mistério.
    Uma coisa que adoro nas séries da Netflix é o facto de eles lançarem a temporada toda de uma vez. Assim uma pessoa não tem que estar a ver um episódio por semana, pode ver logo tudo seguido se quiser ( mas depois também é mau, porque acabamos e ficamos mais um ano à espera xD).
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  6. Confesso não ser fã de séries e não conheço esta :p

    ResponderEliminar
  7. Terminei, há uns minutos, o primeiro episódio de "Dark" (funfact: estou para o fazer há semanas!). Demorei imenso tempo porque logo percebi que é uma série que demanda bastante atenção e concentração e, muito sinceramente, não me encontro nesse tipo de vibes. Apesar de tudo, gostei do que vi, senti-me bastante intrigada e, quem sabe, dê continuidade à mesma! :P
    BTW não vi qualquer semelhança com "Stranger Things". Talvez o ambiente inicial seja aliciante, mas de resto, são bastante distintas!

    LYNE, IMPERIUM

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)