terça-feira, 30 de janeiro de 2018

PASSAPORTE || Jardim Botânico d'Ajuda


Ainda existem muitas pérolas de Lisboa escondidas de mim, que a todo o custo tento descobrir, para me deslumbrar. O Jardim Botânico d'Ajuda é um desses exemplos. Foi construído em 1755, devido ao famoso Terramoto de Lisboa. Assustado, o Rei D. José mudou a sua residência real para a encosta da Ajuda, mais alta e segura, e o Jardim Botânico foi construído como complemento à residência, tornando-se no primeiro jardim botânico português.




Embora o lugar transmita uma sensação de paz e tranquilidade, a sua história foi bem atribulada, especialmente durante as Invasões Francesas, onde grande parte dos seus exemplares botânicos foi levada para Paris. No entanto, a recuperação está a olhos vistos e a maioria dos elementos vegetais originais existe, na actualidade.
O Jardim pode ser dividido em duas áreas: terraço inferior, repleto de lagos e fontes, e — subindo umas escadas neo-clássicas — terraço superior, com uma colecção botânica de cerca de 5000 exemplares, entre as quais umas árvores giríssimas que, leiga como sou, não sei precisar a espécie, mas umas contam com raízes imponentes e outras com uns bancos adoráveis que me fazem sentir que estou num conto de fadas. O Jardim conta ainda com quatro estufas, uma delas aproveitada para servir de restaurante, a Estufa Real — cuja visita está prometida.




Fizemos a visita quase na hora de fecho e, embora fosse um sábado soalheiro, o espaço estava vazio. Não sei se foi o factor sorte, a proximidade da hora de fecho ou o facto de realmente ser uma atracção turística escondida, mas ter aquele lugar só para nós tornou toda a visita mais próxima e maravilhosa. Os canteiros, caminhos, recantos, fontes e árvores fazem-nos suspirar e sonhar com princesas, e se forem com alguém que tenha conhecimentos de botânica, a experiência torna-se mais rica e interessante. No terraço superior, têm ainda uma vista absolutamente estonteante para o Tejo pachorrento e para a ponte 25 de Abril, o que torna toda a visita ainda mais deslumbrante e especial.




Não vos sei explicar porquê, mas o Jardim Botânico deu-me imensos ares do Porto, que visitei há precisamente um ano. Talvez por ter passeado por uns quantos jardins que tinham algumas semelhanças ao Jardim Botânico d'Ajuda. O espaço não é gigantesco, mas a visita sabe muito bem ao coração. Fica a promessa de regressar na Primavera onde, certamente, os exemplares vegetais serão mais coloridos e a vista tornar-se-à (ainda) mais alegre e florida.

15 comentários:

  1. É um sitio maravilhoso! O casamento da irmã do meu namorado vai ser aí! x

    Meet me for Breakfast

    ResponderEliminar
  2. Que bonito! Tenho pena de não conhecer melhor Lisboa (estes cantinhos bonitos e que valem a pena).
    Digo isto com alguma vergonha, por ser do distrito, mas com alegria por estar feliz onde estou - conheço melhor Coimbra e Porto do que Lisboa. Como estudei e estagiei fora, conheço-as bem e os locais chave para visitar. Já em Lisboa, não me sabia orientar porque as vezes que lá fui conto pelos dedos das mãos. Visito e gosto muito de outros locais do nosso distrito, como Mafra, Sintra, por aí, mas nunca a cidade de Lisboa em si.

    ResponderEliminar
  3. Tenho pena de não conhecer. Parece mesmo muito giro :)
    http://voltaemeiaa.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Que local lindo! Há muitos anos que não visito Lisboa, mas tenho uma vaga ideia de por aí ter passado!
    Por onde anda a Sofia?-Instagram

    ResponderEliminar
  5. A Ajuda é um espaço lindíssimo que nos deixa de coração nas mãos pelos melhores motivos! Os dias soalheiros são bonitos, mas não esqueço a primeira vez que lá foi. Era uma dia cinzento e de nuvens carregadas, o que deveria conferir ao espaço um aspecto menos bonito. Mas não. O contraste entre a ameaça de chuva e a beleza da Ajuda parece ter sido tirado de, lá está, um conto de fadas.

    ResponderEliminar
  6. Que bonito!!
    É possível visitar o jardim botânico em que período?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Das 10H00 às 17H00, excepto ao fim de semana, que abre às 09H00 :)

      Eliminar
  7. Adorei! Esse local parece ser mágico! Vou colocá-lo na minha lista para visitar.
    Muito Obrigada pela partilha, pois não tinha ideia da existência!

    Blog: https://bolacha-mariaa.blogspot.pt/
    Projeto: https://ajudaoplanetaesalvaomundo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Aos anos que não vou aqui...
    Como seria bom regressar e levar a minha companheira, a Canon!

    ❥ Biju da Ju,
    juvibes.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  9. Os teus textos e as tuas fotos todos juntos completam uma história de encantar lindíssima e à qual nos queremos colar a vida toda.
    Estou chocada com a beleza desses canteiros e com esses troncos majestosos, a natureza é tão bela que nos deixa absolutamente perplexos.
    Quem diria que um sítio tão bonito e calmo foi alvo de roubos e invasões. Acho magnífico que isso ainda lhe traga mais magia.
    Definitivamente, vou colocar na minha lista dos sítios a visitar quando for ter com a minha prima ☄

    ResponderEliminar
  10. Tive de o visitar por causa do projeto do primeiro semestre e, de facto, é um espaço muito bonito e sereno! A vista é de tirar o fôlego e nem quero imaginar os odores da Primavera!

    LYNE, IMPERIUM

    ResponderEliminar
  11. Lovely post ♥ I like your blog!
    Following you on GFC. Follow back?

    http://colourfulmadness.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)