terça-feira, 16 de janeiro de 2018

FILMES || Um Desastre de Artista


The Room é, muito provavelmente, um dos filmes mais constrangedores, estranhos e fenomenais da Era do cinema. Um filme tão mau e tão estranho que se tornou genial. E o segredo para esta tragédia bem sucedida só tem um nome: Tommy Wiseau, que escreveu, dirigiu, representou e financiou todo o filme. Ninguém sabe, mesmo nos dias de hoje, de onde ele é, que idade tem nem como teve meios para financiar toda a produção, mas The Room é uma pérola tal que merecia um filme para contar a história de Tommy e de como toda a ideia surgiu. E assim foi.

Existem vários factores para que Um Desastre de Artista seja tão brilhante, a começar pela caracterização quase perfeita. James Franco está absolutamente irreconhecível e só soube que era ele quando mo segredaram ao ouvido, enquanto assistíamos. A transformação está muito fiel e extraordinária (e tenho de confessar: durante todo o tempo em que o Dave Franco estava caracterizado com barba, achei-o super parecido com o Ricardo!). O pormenor de os dois irmãos trabalharem juntos leva a química além da tela e dá o à vontade que fica em falta em The Room.

Embora possa nomear dezenas de razões para o filme ser uma obra prima, a verdade é que aquilo que torna o filme tão bom é o facto de ser verídico. Todos os momentos de humor non-sense dignos de uma comédia à séria ficam com a qualidade elevada por sabermos que realmente tal momento completamente imbecil aconteceu. O humor está na realidade e no retratar dos factos.

Recomendo completamente que assistam a The Room antes de partirem para Um Desastre de Artista porque, evidentemente, a experiência será ainda mais maravilhosa. Este ano estou completamente a leste no que toca a candidatos ao Óscar mas o James Franco merece-o pelo papelão. Já não chorava a rir a assistir a um filme há muito tempo.

7 comentários:

  1. E assim me deixas com vontade de assistir a uma comédia! Não estava à espera desta :p

    Jiji

    ResponderEliminar
  2. Estou com tanta curiosidade, quero mesmo ver este filme! Ainda mais agora que li o teu post, estou mortinha por ter uma folga ;)

    beijinho,
    Inês do blog: umblogindisponivel.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Decidi ver hoje The Room, para depois poder ver The Disaster Artist como recomendaste aqui, e devo admitir que ainda só passou meia hora de filme, mas, já consigo compreender porque o descrevesse como constrangedor. Todas as pausas, os diálogos, as cenas no 1° filme deixam-nos a pensar Qué'sto?. Bem... quando acabar de ver o filme que suscitou esta publicação, digo-te alguma coisa. 😉

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. REalmente, eu não estava a reconhecer o James Franco, está tão bem caracterizado, até o sotaque é incrivelmente semelhante.
      Bem, a química entre os dois irmãos transparece de forma crua e bruta a relação do Tommy e do Greg. Conseguimos ver o The Room de uma forma completamente diferente depois de assistirmos a este. Mesmo assim, UAU, será sempre a minha reacção. Eu nem sabia se havia de rir ou desesperar com o absurdo do filme.

      Eliminar
    2. Não é??? Percebo totalmente a tua reacção. É qualquer coisa de... inédito x)

      Eliminar
  4. Eu vou ver The Room para entender melhor a história de um desastre artístico. A performance de Dave Franco que eu gostei muito, ele é muito talentoso. Dave Franco é muito bom em dublagem. O que ele se apresentou em Lego Ninja Go, foi muito engraçado. É um filme encantador desde o inicio, a historia e sobre todos os personagens são adoráveis. Sem dúvida é um dos mehores filmes animação que estrearam o ano passado. O ritmo da historia é ameno e a mensagem que tem o filme é muito fofa, definitivamente recomendado. A história é muito divertida e original, pelo mesmo, tanto crianças como adultos podem desfrutar dele. Foi uma grande surpresa de animação.

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)