domingo, 24 de dezembro de 2017

Feliz Natal


Faço sempre questão de vos desejar a todos um Feliz Natal e cá estou eu, este ano, a cumprir a tradição. Porém, este ano gostaria de desejar um Feliz Natal muito especial a quem, pelos mais diversos motivos, não conseguiu reunir o espírito natalício dentro de si. Quero desejar um Feliz Natal a quem não sentiu entusiasmo com árvores de Natal e músicas da época.

Desejo um Feliz Natal a todos os que não poderão desfrutar do Natal à mesa, em família, porque estão de serviço ou acamados. Nestas épocas festivas, nunca ninguém se lembra ou quer assumir a responsabilidade de certas tarefas que não podem dormir ou fazer pausa para festas. Eu espero, do fundo do coração, que consigam encontrar uma parte da familiaridade e conforto que sentiriam se estivessem em festa, nas vossas casas.

Desejo um Feliz Natal aos que sofreram uma perda tão grande que a ideia de verem o lugar ausente é dura demais para conseguirem pensar em consoadas, presentes e alegria. Saibam que eles nunca nos abandonam de verdade e estão sempre presentes, nos nossos corações. O maior desejo deles é que sejamos felizes e aproveitemos estas ocasiões familiares e festivas, não para nos apagarmos de tristeza pela saudade mas sim para nos iluminarmos ao recordarmos, em voz alta e com gargalhadas, os momentos incríveis e divertidos que dividiram connosco, em vida.

Desejo um Feliz Natal a quem não teve possibilidade para comprar presentes de Natal na quantidade e qualidade desejada — ou nenhuns, sequer. Esta é uma época que passa fortes e venenosas mensagens de que temos todos de estar no mesmo patamar económico e é mentira. Desejo que saibam que não falharam por a vossa carteira não ser compatível com aquilo que mais desejavam dar aos outros. Há anos mais difíceis que outros e os verdadeiros vencedores são aqueles que ultrapassam as crises e que desejam verdadeiros presentes como saúde, paz interior e amor e contribuem para que aconteçam. Quando estes desejos são verdadeiramente sentidos, não há razões para se sentirem culpados.

Desejo um Feliz Natal a quem está com o coração tão partido que nem sequer consegue conceber a ideia de celebrar uma época de amor sem a companhia do parceiro que deixou para trás. Quero que saibam que vai passar e que essa dor que sentem no peito, que vos devora por dentro e manda lágrimas para fora não vai durar para sempre. Lembrem-se que há várias formas de amor e que a vossa família está do vosso lado sempre e que vos ama de uma forma inigualável. Agarrem-se à equipa que vos apoia desde o primeiro dia e permitam-se a enxugar as lágrimas e a deixarem os vossos familiares entrarem no vosso coração para o curarem, nem que seja por esta noite. O maior desejo deles, para este Natal, é ver o vosso sorriso à mesa. E é esse o meu desejo também.

Desejo um Feliz Natal a quem viveu um ano tão duro e devastador que nem sequer tem decorações em casa ou uma ceia e almoço preparados. Há sempre fases duras, que nos deitam abaixo, que deprimem uma família inteira e que nos fazem questionar se a vida vai ser para sempre assim e se a sorte não estará do nosso lado. São alturas em que nos questionamos porque tudo de mal aconteceu ao mesmo tempo e quando é que a luz vai voltar a entrar. São alturas em que o espírito de Natal não parece fazer sentido. O espírito de Natal está reunido no amor que temos pelas nossas pessoas, no quanto só lhes desejamos o melhor e na luz que entra nos nossos corações por existirem pessoas como elas no mundo, mesmo quando tudo desaba. Mesmo que mais nenhum brilho, luz ou Pai Natal vos arranque um sorriso ou esperança, tenham presente na vossa mente que, se reúnem apenas os melhores desejos aos vossos, a luz regressa para vocês em dobro e a esperança também. Não precisam de acreditar no Pai Natal ou numa casa brilhante de luzes, mas acreditem que as boas notícias estão sempre ao virar da esquina. Só temos de ter coragem e resiliência.

Desejo um Feliz Natal a quem não tem a família que a televisão impõe, todos os Natais. Nem todos têm avós que cuidam de todos como se fossem filhos, pais que amam mais que a própria vida e tios que desejam o melhor para todos. A realidade não é essa e há familiares egoístas, zangas irreconciliáveis e rasgões naquilo que todos esperam, no Natal, ser sólido, estável e inquebrável. Espero que saibam que o valor da família pode estar em qualquer lugar — até mesmo nos vossos amigos — e que vocês não são menos merecedores do Natal por isso. O Natal não é como a televisão, os anúncios e as fotografias demonstram. O Natal não está na mesa grande, na família gigante, na árvore recheada. O Natal está no carinho, no altruísmo, no afecto e nas demonstrações de amor. Não há nada de Natal e amor num bacalhau cozido mas sim em quem o faz com todo o carinho para a família. Não precisam de um Natal digno de postal, só precisam de encontrar, no meio do caos, o que vos traz equilíbrio e amor. Seja de onde for, de que forma for.

Desejo um Feliz Natal a quem vai passar o Natal sozinho. O Natal nunca se agrega à ideia de solidão e ninguém o projecta para comer sozinho à mesa e ficar sozinho em casa — embora o filme seja lendário —. Mas, por vezes, acontece. Não há voos, há trabalho, a família está fatiada em vários recantos do mundo, não há relações ou pode nem haver família para reunir. Desejo que encontrem a sensação calorosa e o conforto que tanto se apregoa nesta época, seja numa maratona de filmes preferidos, num convite para um amigo passar lá por casa — ou conhecerem a tradição da família do amigo, que pode sempre ser vossa (há sempre espaço para mais um prato na mesa) — no prazer de cozinharem a vossa refeição preferida, mimarem-se a vós próprios com um presente há muito desejado ou com o Facetime que, embora não seja tudo, é sempre um bocadinho mais. Lembrem-se que nunca estão verdadeiramente sós e que há sempre alguém a pensar em vocês e a desejar-vos o melhor.

Este foi um ano em que senti que o espírito de Natal foi muito pouco partilhado ou sentido. E é sempre bom desejar Feliz Natal a quem, como nós, está de brilho nos olhos e sorriso rasgado pela época. Mas, este ano, queria muito fazer esta dedicatória especial e este desejo tão específico a quem não encontrou o espírito suposto de se sentir, nesta época. Quero lembrar-vos que não são esquecidos, falhados ou excluídos. Quero que saibam que todos merecem um Feliz Natal, que todos merecem os desejos mais puros e bonitos. Quero que saibam que merecem encontrar o espírito de Natal, seja onde e como for. Porque é válido e ninguém é mais merecedor que o outro. A todos vocês, a todos os meus leitores, eu desejo um Feliz Natal da forma que eu acredito que o Natal é: cheio de luz, amor, surpresas — não necessariamente materiais —, e com o coração cheio. Acreditem, vocês merecem.

9 comentários:

  1. Que texto lindo! Um Feliz Natal para ti e para a tua família!

    ResponderEliminar
  2. Como passar ao lado disto, sem te deixar uma mensagem de resposta? Oh, Inês, sempre a impressionar-me, da melhor maneira! Juro-te que mesmo me habituando às situações, é um bocado triste para mim ver como é que as coisas andam, de maneira em geral, na vida das pessoas, e saber que ainda existe quem se preocupe em transformar o dia dos outros em algo melhor, é aconchegante!
    Não sei bem porquê, mas de facto, não me deixei levar assim tanto pelo espírito natalício, contudo, estou-me a esforçar para que não fique totalmente indiferente, e esta tua mensagem ajudou um bocado!
    Muito obrigada por te preocupares em espalhar amor, boas energias e boas notícias, mesmo quando não to pedem. Essas circunstâncias são sempre as mais ternurentas!
    Feliz Natal para ti também, linda! Beijo grande e aproveita muito!! ❤️

    novo blogue: IMPERIUM

    ResponderEliminar
  3. Inês, não tenho palavras para descrever o que sinto após ler este maravilhoso texto! És um ser humano lindo (por dentro e por fora) e isso não poderia refletir-se mais neste post. Votos de um feliz e santo Natal. <3
    Beijinho grande.

    francisca-goncalves.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Que texto absolutamente maravilhoso. O mundo deveria, sem dúvida nenhuma, ter mais pessoas como tu.
    O meu Natal não é grande em quantidade de pessoas, mas temos todos os ingredientes essenciais, por exemplo. Obrigada pelas palavras, foi uma mensagem mesmo boa de se ler.
    Que tenhas um Natal em grande, perto dos teus e com muita alegria e muito amor. Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  5. O texto mais bonito que li estes dias. Feliz Natal Inês!

    https://strawberryafternoons.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Costumo arranjá-las, mas estou sem palavras, Inês! ☄

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)