segunda-feira, 16 de outubro de 2017

ISTO É TÃO INÊS || 23.


Hoje, celebro 23 anos de vida. Uma vida recheada de privilégios e momentos que, em parte, foram partilhados neste espaço, com vocês. Hoje, aos vinte e três, sinto que há muitas esferas da minha vida que não vejo totalmente resolvidas ou compreendidas, sinto que há muitos caminhos que ainda não desbravei totalmente. E faz parte. O meu crescimento, amadurecimento e a própria vida vão acabar por resolver. 

Por outro lado, sinto que criei uma relação muito bonita e especial comigo mesma e com diversos aspectos que, há alguns anos, não estavam resolvidos. Nem sempre me amei. Nem sempre me achei bonita (nem por dentro, nem por fora). Nem sempre tive auto-estima. E este é um dos trabalhos pelos quais mais estou grata: por ter feito as pazes comigo mesma, por ter encontrado beleza onde antes existiam reclamações e imperfeições intoleráveis, por me ter perdoado por todos os defeitos. Por compreender o que realmente é ser bonito, inteligente, interessante, importante e que podia ser tudo isto, sem senãos.

Chego aos vinte e três segura de que tenho o direito de me sentir bonita por fora, se assim o desejar; que tenho coisas interessantes para dizer e ainda mais para conhecer e aprender; que a ausência de interesse ou amor por parte de uma pessoa não anula que eu seja amável ou interessante; que o meu corpo, mesmo que não sendo esculpido por anjos, mesmo tendo um centímetro a mais aqui e outro a menos ali, é meu, e posso aproveitar todas essas características que me foram atribuídas da forma que me fizer sentir mais Inês. Que o meu entusiasmo pelas coisas que me fazem feliz não é patético ou exagerado, é válido porque é o meu entusiasmo. E se me mantiver honesta comigo mesma, com os meus interesses, com os meus desinteresses e com o que me faz feliz, as pessoas que me querem bem também ficarão felizes - mesmo que não partilhemos esses interesses -. Aprendi a abraçar a Inês sem mágoa, sem rancor, sem coisas por dizer ou perdoar. Eu apoio-me e torço por mim. E isso foi uma conquista muito importante, ao longo destas duas décadas.

Tenho vinte e três anos de memórias e obrigados. Tenho uma família que me mostrou o que era amor incondicional antes mesmo de eu ganhar consciência de tal conceito, que me deu uma educação maravilhosa e partilhou valores que levo comigo no coração, todos os dias.
Tive uma companheira maravilhosa que me escolheu e que cresceu comigo, lado a lado: a Laika. A minha amiga leal que me mostrou que o amor ultrapassa defeitos. Tenho uma outra companheira incrível, a Belka, que verdadeiramente me mostrou que podemos sempre voltar a amar, que temos sempre força para voltar a criar um laço e uma ligação forte. Que o "nunca mais" não existe quando somos bons por dentro.

Tenho um grupo de amigos sólido, que não me larga. Quando caio para o fundo do poço, eles agarram-me a mão e não me largam, cheios de teimosia. Não me dão um ombro para chorar. Dão-me os dois. E quando, finalmente, estou no topo do telhado, eles estão lá também. Verdadeiramente felizes por estar feliz. A torcer por mim. Conhecem-me de ginjeira, há anos. Sabem "o que a casa gasta". E eu sou grata pela confiança deles.

Ao longo destes vinte e três anos, li livros que me ensinaram a ver tudo de perspectivas distintas, não só ouvi música como a aprendi, fiquei mais confiante, rija e compreendi perfeitamente o significado de "compromisso" através do basquetebol - que apresentou algumas das pessoas que levo comigo para a vida -. Pisei novos continentes e vi o Sol a nascer do lado do mar. As viagens mostraram-me a arte, a cultura, as tradições, a natureza e as pessoas de uma forma inigualável. Mergulhei em águas únicas, aprendi a relativizar os meus problemas e a compreender a dimensão do mundo. Passei a valorizar ainda mais algumas coisas que damos por garantidas. Deslumbrei-me com os quadros e esculturas mais emblemáticos, caminhei em ruas cujas fotografias não conseguem fazer jus, provei sabores inesquecíveis, contactei com espécies de animais e plantas de uma forma natural e conversei com pessoas absolutamente inspiradoras. Conheci as suas histórias, fiz perguntas, e criei laços pelo mundo. 

Vi quase todos os meus artistas preferidos da primeira arte, escolhi um curso e uma universidade que me fizeram conhecer pessoas espectaculares. Aprendi coisas sobre saúde e sobre o meu corpo que, ainda hoje, me surpreendem. Usei a capa negra a preceito, disse sim a todas as festas que faziam sentido a minha presença. Criei histórias que ainda hoje contamos. Agitei fitas nos céus.

Criei o Bobby Pins e esta comunidade de leitores que eu estimo de coração inteiro. Que lêem o que penso sobre o mundo, sobre mim, sobre tantas coisas que me fazem feliz. Conheci pessoas incríveis graças a esta paixão e que me inspiram a ser ainda melhor.

Celebro estes 23 anos repleta de memórias inesquecíveis. Estas são as esferas da minha vida pelas quais estou mais grata, pois elas foram o principal gatilho para, hoje, ser a Inês que sou. Do jeito que sou. É uma juventude de histórias boas, de pessoas bonitas, de aventuras entusiasmantes, momentos marcantes e aprendizagens únicas. E é isso que eu festejo, hoje. A vida. Celebro a minha jornada pela minha auto-estima, celebro os lugares maravilhosos que me marcaram, celebro as pessoas que gostam de mim tal como sou, celebro as oportunidades únicas que eu não perdi. Celebro a felicidade que vive dentro de mim e a esperança que a acompanha, celebro todos os presentes que estes anos me trouxeram. Alguns materiais. Alguns com batimento cardíaco (os mais importantes). Celebro tudo isso. Porque tudo isso é o que faz a vida fazer sentido e é o que me faz feliz. É o que me deixa completa. Sou eu. Feliz aniversário!

11 comentários:

  1. E que ao longo da vida continues a fazer mais conquistas e a superar-te ainda mias. Feliz aniversário mais uma vez Inês mas principalmente parabéns pelo incrível ser humano que és.

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns Inês! Que daqui para a frente cresças muito mais, vejas muito mais e explores muito mais com a tua mala rosa!

    Marta Rodrigues, Majestic

    ResponderEliminar
  3. Feliz aniversário, Inês! Já somas 23 voltas em torno do sol!
    É com enorme gosto e alegria que te acompanho semanalmente aqui pelo blogue. Sinto como se já te conhecesse um pouco mais a cada novo ano celebrado. E isso é tão bom! És uma rapariga inspiradora e tão bonita por dentro quanto por fora. Mantém esse teu lado tão consciente, mas ao mesmo tempo sonhador. Um grande beijinho e feliz 23! :D

    ResponderEliminar
  4. Parabéns! Não nos conhecemos pessoalmente mas considero-te uma das pessoas mais genuínas da blogosfera. Fico feliz que tenhas saído vitoriosa da viagem de amor-próprio e a aceitares todas as tuas qualidades e defeitos. Desejo-te a maior sorte e felicidades :)

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  5. Inn, muitos parabéns! Espero que o teu dia tenha sido incrível, como mereces! :D


    A Sofia World

    ResponderEliminar
  6. Que bom que tenhas vivido tanto em tão pouco tempo! Com 23 anos ainda tens uma vida toda pela frente, e espero eu, cheia de momentos ainda mais maravilhosos e alegres :)
    És uma pessoa mesmo muito bonita por dentro e por fora, e nunca duvides disso! Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Mas que lindo texto! Só por causa dele mereces viver muitos mais anos. Uns incríveis três! =P Brincadeira.
    Espero que possas festejar muitos mais e que este dia possa ser celebrado durante muitos mais anos e que ao longo deles possas ir colecionando mais e mais vivências tão ou mais bonitas que aquelas que aqui descreves. A vida deve ser usada para evoluirmos e parece-me que estás a tratar desse departamento muito bem.
    Muitos parabéns (atrasados) e muitas felicidades. Beijinhos ;)

    ResponderEliminar
  8. E muitas mais esferas irás acrescentar ao teu mundo!

    E tal como tu fazer as pazes connosco é do melhor que há.
    Viramos ímans quando gostamos de nós. Atraímos quem nos quer!

    ❥ Biju da Ju,
    juvibes.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  9. Muito parabéns! Se fores sempre a Inês deste texto, terás sempre sorrisos à tua espera no final do dia!

    ResponderEliminar
  10. Que texto tão bonito. Realmente não há nada melhor do que estarmos felizes connosco e com o que fomos construindo nesta jornada, que o amor próprio esteja sempre presente e que os teus te acompanhem por muitos anos.
    Um beijinho, parabéns :)

    ResponderEliminar
  11. E desde que eu te sigo, continuas a ser das pessoas mais genuínas e verdadeiras da blogosfera! Muitos parabéns, mereces tudo de bom!

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)