sábado, 4 de março de 2017


Fevereiro foi um mês agridoce. Registou datas especiais, momentos inesquecíveis, uma promessa cumprida, uma viagem de sonho, memórias incríveis e conquistas inesperadas. Mas também marcou o adeus à companheira de uma vida e que fez com que o meu coração se partisse em dois. Em Fevereiro há muitas coisas boas a agradecer e recordar mas também muita tristeza que tive de ultrapassar.



Já perdi a conta do número de amigas que me perguntaram de onde era esta camisa e a minha resposta sempre as surpreendeu. Mas, sim, é da Primark. O queixo vai sempre até ao chão porque é uma camisa de boa qualidade. Tem o tecido típico da camisa tradicional e o bordado está muito bem acabado. Eu já a tinha visto no catálogo e fisguei-a mentalmente, até que a encontrei e voei para o provador. Acho que é completamente a minha cara e já a tenho usado em diversos looks, estou rendida!


Estava a precisar de um relógio preto clássico. Tenho um que adoro, mas é muito mais desportivo. Embora goste de conjugá-lo com looks mais clássicos, por vezes sentia mesmo falta de um design mais sóbrio. Eu adorei este. A bracelete é fininha e o mostrador é qualquer coisa de outro mundo. O metalizado é em rose gold. Gostava que este tivesse sido um Favorito mais frequente na minha rotina de vestuário, mas nunca conseguia porque a minha mãe consecutivamente roubava-me este relógio. 



Estou obcecada com estes anéis. Adoro-os do fundo do coração. Inicialmente, o meu objectivo era comprar os originais, da Calvin Klein. O problema é que, quando os experimentei, odiei vê-los na minha mão. Ficavam horríveis. A diferença destes originais para os que comprei é, essencialmente, o tamanho do anel. Os da CK são muito maiores. Se tiverem mãos pequeninas e dedos fininhos, como eu, fica completamente inestético. Já tinha desistido desta paixão quando encontrei estes, da Parfois, mais fininhos e delicados. Amei de paixão a forma como me assentavam no dedo. 
Em Fevereiro, regressei ao Porto e o que não faltaram foram momentos gastronómicos inesquecíveis, em especial, a melhor francesinha que já comi na vida, d'O Forno - podem ler a minha review AQUI -, a minha tão aguardada e sonhada estreia na Spirito, com um red velvet cupcake - podem ler toda a experiência AQUI - e ainda o meu almoço gordichão e despreocupado no badalado Steak 'n Shake - mais AQUI -.

Mas não foi só do Porto que guardo favoritos gastronómicos. Merecem também referência o maravilhoso queque de mármore que comi na Avó Gama, no dia dos namorados - mais sobre a Avó Gama AQUI -, o lanche delicioso na Piriquita onde travesseiros e queijadinhas de Sintra marcaram presença juntamente com um Earl Grey bem apurado e ainda um jantar muito especial no nosso restaurante.

O Carnaval também teve muitas vantagens para a minha gulodice, onde é digno de menção de honra a maravilhosa paella que a minha avó fez, ao almoço, e ainda o petisco tardio com ameijoas à Bulhão Pato e preguinhos, já em Sintra, com o Palácio da Pena a fazer recorte no horizonte.

Continuo firme no meu projecto do Five Year Journal e agora ainda mais desde que dei de caras com este bloco incrível, da Tiger. O propósito do bloco era um pouco diferente - o objectivo era que escrevêssemos todos os dias uma pequena nota sobre o que aconteceu nesse dia, durante 5 anos - mas eu adaptei com a maior das facilidades; logo abaixo da data, escrevi a minha pergunta e os anos em cada quadradinho. Parecendo que não, facilitou muito mais em relação ao outro caderno que usava - que agora terá outro propósito -. Já terminei de escrever todas as perguntas (finalmente!) e agora é só concentrar-me, todas as noites, numa resposta. Adoro a textura da capa e o seu ar fofinho, é sem dúvida algo que vou guardar para sempre.
Fevereiro foi o mês de baloiçar os pés enquanto assistia a La La Land - review completa AQUI -. Mas não foi só de musicais que o mês ficou marcado. Há ainda que registar dois filmes que adorei ver: Elementos Secretos - review AQUI - e A Street Cat Named Bob - review AQUI -.


Esta capa da Parfois foi a minha obsessão, este mês. Tanto que a usei o mês inteiro! Eu adoro este pop de vermelho no meu quotidiano - afinal de contas, o telemóvel acaba por ser um "acessório" que recorro imenso ao longo do dia - e adoro o material, que é igual ao da minha carteira!! Oh, é muito amor e a minha tia teve de adquirir uma igual para que continuássemos a ter uma relação saudável, já que ela, constantemente, ameaçava que ma ia roubar. No, no, no, tia!


Do Porto, guardo uma recordação linda desta viagem tão especial, para nós. Esta caneca lindíssima. Não é segredo que sou fascinada por azulejos e acho que é um elemento de marca, no Porto. Quando vi estas canecas à venda, fiquei apaixonada. Tinham milhentos padrões de azulejos diferentes e o Diogo ajudou-me a escolher esta. Era a mais gira, a mais portuguesinha. Sempre que bebo o meu chá nela, recordo os momentos maravilhosos que vivi naquela cidade e um sorriso desperta-se no meu rosto. Mais uma para a colecção.

Este mês fui obcecada com um jogo de telemóvel chamado Angry Birds POP! A culpa é da Vanessa, que não parava de jogar e que me deixou experimentar um nível. Eu adoro jogos de combinações e bolinhas coloridas, logo, fiquei rendida e foi o meu vício nas horas vagas. Não exige internet - a minha particularidade preferida nos jogos - e foi a minha app de Fevereiro. Sempre que podia, estava a jogar o jogo, incontrolável.


Há tantos registos musicais bons a referir. A banda sonora de La La Land permaneceu forte e firme nas minhas músicas diárias e no leitor do carro. Foi memorável cantar City of Stars ao lado dele, de descermos a Serra de Sintra ao som destas músicas tão vibrantes, de irmos celebrar o nosso aniversário com a Lovely Night a tocar ao fundo. Até no Steak 'n Shake a banda sonora marcava presença!
Foi o regresso de London Grammar e Coldplay. Foi o lançamento da nova música da Lana Del Rey, no dia do nosso aniversário e, olhem que coincidência, a música chama-se Love! Não há acasos maravilhosos? Achei o máximo!
Foi o mês em que me refugiei na música para fazer o meu luto. Onde encontrei as músicas de sempre e abracei-me a elas. Foi o mês do Carnaval e isso significa músicas animadas, enérgicas e eufóricas.
Tudo isto encontram espelhado na playlist de Fevereiro.


Fevereiro foi completo em todos os sentidos e foi muito preenchido. Começou com uma surpresa deliciosa; uma ida ao cinema VIP para ver La La Land. Foi soberbo ouvir aquelas músicas maravilhosas enquanto comia gomas e pipocas! Foi o mês de abraçar novos projectos que achava que não tinha coragem para arriscar. O aniversário do Bobby Pins. Foi um aniversário muito especial, com direito a reflexões importantes e a um Snapchat Q&A. Acho que aqueles pequenos vídeos a interagir com as vossas questões foram um desafio enorme, mas que eu gostei imenso de fazer. Gostei do resultado final e adorei que tivessem gostado tanto, também. Não esperava um feedback tão bom!

Este foi o mês de reencontros e de lanches com tempo ilimitado. Para rever amigos, para falar sobre o futuro e os acontecimentos que não estavam planeados. Com conversas infinitas e importantes, com conselhos de quem já se conhece de ginjeira.
Foi o mês dos jantares. De jogar Cards Against Humanity e rir à gargalhada. Dos momentos à mesa. De ir a casas  de amigos fazer "massa com tudo" e ficar no sofá a conversar. Foi o mês dos jantares de Carnaval, que começavam às 21 horas e de onde só saíamos da mesa à 1 hora da manhã. De falar sobre tudo e mais alguma coisa.

Em Fevereiro, fomos ao Porto e o Diogo cumpriu a sua promessa. Foi uma viagem maravilhosa, muito feliz e da qual guardo tantas memórias amorosas...! Temos muitas histórias para contar e momentos para recordar. Passeei, descobri, conversei com a minha companhia preferida de viagens, maravilhei-me com a vista do hotel e desejei ficar no Porto para sempre.

Tive direito ao dia dos namorados com um lanche amoroso e um jantar muito divertido enquanto víamos A Bela e o Monstro. Mas melhor que isso, foi a comemoração do nosso segundo aniversário, onde recriámos o nosso primeiro encontro, com direito a uma Quinta da Regaleira muito romântica, solarenga e divertida. Foi maravilhoso rever este local lindíssimo na companhia dele, como da primeira vez, mas agora com ainda mais cumplicidade, aprendizagens e memórias a dois. Foi a celebração de dois anos que passaram a correr mas que contam com um sem fim de histórias e memórias que, juntos, construímos. Com direito a um jantar especial, o dia não podia ter sido mais perfeito.

Fevereiro fica registado pelos dias de ronha a vermos filmes na cama, pelos lanches ajantarados de pizza, pelo meu pai finalmente a render-se a Harry Potter e a ver um filme inteiro comigo sem adormecer, pelo Carnaval, que foi tão bom para mim. Com os amigos do peito, celebrámos até a voz esgotar e os pés doerem.

Mas Fevereiro foi agridoce e, no meio de tantas coisas maravilhosas e inesquecíveis, um outro momento, não tão feliz e nada Favorito, tem de ficar registado neste mês: o adeus da Laika. Inesperado, imprevisto e muito doloroso, foi assim que fui obrigada a absorver a despedida da minha amiga que me faz imensa falta. Foi o mês em que, juntos, plantámos uma framboeseira perto dela e a homenageámos, transformando-a em vida.
Obrigada, Laika. Sempre te incluí quando agradecia à família, mas este mês mereces um agradecimento só para ti. Não que precises que o escreva aqui, porque sempre te demonstrei a minha gratidão. Mas obrigada. Por todos estes anos maravilhosos. Por cresceres comigo. Por teres sido a companheira mais especial de todo o sempre. Por me teres vindo receber à porta todos os dias, incansável. Por me adorares tanto como adoraste. Por me fazeres sentir protegida e adorada. Obrigada pela companhia que me fizeste quando brincava, quando estudava, quando chorava, quando lia, quando simplesmente me deitava na varanda. Obrigada pela tua doçura e energia, por me fazeres rir tanto. Eu ri tanto contigo, eu adoro-te tanto! Obrigada por me teres escolhido. Tantos donos adoráveis, tantas famílias a babarem-se para ti e tu escolheste aquela miúda magricela com um adesivo no olho esquerdo. Adoraste-me sem condições ou senãos. Toda a gente ao meu redor diz que foste uma sortuda por ter tido uma dona como eu. Estão enganados. Eu é que fui a maior sortuda do mundo por te ter. Dava tudo para ouvir o teu ladrar, só mais uma vez.

Obrigada, Diogo. Porque foste o primeiro a atender de imediato a chamada quando o mundo desabou sobre mim e eu fiquei sem saber o que fazer. Porque a primeira coisa que disseste assim que me ouviste, desesperada, foi "Eu vou já para aí". Porque a primeira coisa que fizeste quando me encontraste foi abraçar-me. Porque me deixaste chorar. Porque a primeira coisa que disseste era tudo o que eu precisava de ouvir, no momento certo. Obrigada por teres dividido isto comigo e por compreenderes o que eu senti. Obrigada por todo o esforço que fizeste para me arrancares sorrisos e gargalhadas. Obrigada por me teres obrigado a comer aqueles nuggets e o gelado, por me distraíres, por não me deixares sentir que estava só.
Obrigada por esta viagem maravilhosa e por confirmares que és um parceiro de viagem incrível. Obrigada por estes dois anos memoráveis. Por quereres sempre que eu esteja feliz, por me proporcionares momentos tão especiais. Obrigada a todos os caminhos que escolhi e que me fizeram cruzar com os teus.

Obrigada, pai. Porque foste o segundo a atender a chamada e porque fomos obrigados a dividir, juntos, aquilo que jamais quereríamos viver. Obrigada pela atenção e cuidado que tiveste a tratar de tudo pela nossa menina. Obrigada por te teres esforçado tanto para me animar nos dias seguintes.

Obrigada, mãe. Porque encontro sempre nos teus braços aquela cola especial que junta todos os pedacinhos perdidos em mim. 

Obrigada, avós. Vocês são incríveis em todas as alturas do ano mas eu reconheço que o Carnaval tem um outro nível de exigência que vocês alinham de uma forma admirável. Obrigada por toda a atenção, pela companhia a ver os Óscares e a comentar os filmes, obrigada pela comida maravilhosa que me esperava assim que acordava, depois de mais um Carnaval intenso. Vocês são maravilhosos.

Obrigada, João. Porque te adoro e agradeço-te sempre por me fazeres sorrir, por me fazeres rir das tuas palhaçadas e traquinices. Obrigada pelos passeios e pelos lanchinhos de bolo. Por me deixares ir visitar o Óscar tantas vezes, embora eu ameace, em todas as visitas, que o vou raptar.

Obrigada, Porto. Pela recepção, pelo clima atípico e maravilhoso, por teres sido o palco de tantas memórias felizes.

Obrigada a todos os que desejaram os parabéns ao Bobby Pins e que, durante este mês, me referiram vezes sem conta. Fizeram-me sentir que estou a fazer bem o meu trabalho, fizeram-me sorrir nos dias em que a cabeça pesava, os olhos custavam a abrir e o mundo parecia querer engolir-me. Obrigada por me permitirem ser tão feliz a fazer isto. Eu tenho os melhores leitores do mundo.

Fotografias da minha autoria, por favor, não as utilizar sem autorização prévia

10 comentários:

  1. Essa camisa é lindíssima. Como sabes, gostei imenso do relógio, é mesmo Inês.
    Quanto à caneca: como é que eu nunca vi essas canecas por lá???? Que gira!
    Mais uma vez, parabéns, o BP realmente merece todos os beijinhos e abracinhos do mundo por ser tão especial e inspirador.
    Meu anjinho, a Laika também te agradece a ti todas estas coisas. Eu sei que sim!
    Espero que Março se torne um mês fantástico e que, a cada dia, melhore. Mereces ser muito feliz <3
    Os teus favoritos são sempre implacáveis!

    ResponderEliminar
  2. Ó Inês, mais uma vez, um post "daqueles" ;)
    Giro de morrer e já agora, o relógio é MESMO qualquer coisa ;) Adorei a caneca! é tão a minha cara!
    Muito, muitos parabéns pelo teu Blog que para além de ser inspirador, transborda de criatividade e de uma escrita tão fácil de ler e que dá vontade de o fazer!

    E como não consigo falar de coisas tristes, desejo-te o maior dos sucessos e que continues com o teu excelente Blog!

    Um grande Beijinho,
    Joana
    The "F" Word Blog | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  3. Adorei tanto a camisa e o relógio! Os teus favoritos são sempre os melhores!

    ResponderEliminar
  4. os teus favoritos são sempre os meus preferidos :)

    ResponderEliminar
  5. Sem dúvida que os teus favoritos são os melhors. Tenho uns anéis iguais, mas infelizmente já perdi o segundo :( e gostei imenso do relógio! Vou passar a próxima semana a ouvir essa playlist :)

    ResponderEliminar
  6. Fiquei rendida ao mostrador do relógio =)

    ResponderEliminar
  7. Fantástico. Adoro ler estes teus resumos do mês. O agradecimento que fazes à Laika e restante família é de uma ternura incrível :)

    ResponderEliminar
  8. Adoro a camisola e o relógio! Também quero! Também gosto muito da capa do telemóvel.
    Os teus favoritos são sempre tão lindos, nota-se que valorizas aquilo que tens, as pessoas que te rodeiam e que, no geral, és uma pessoa incrível, cheia de sonhos :). Os teus favoritos são, sem dúvida, um must-read na blogosfera!
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)