quarta-feira, 8 de março de 2017

DESPORTO || 5 Detalhes que Privilegio no Ginásio

Em 2016 abracei o mundo dos ginásios mas não foi um abraço fácil. Há muitas características e particularidades que eu desgosto nos ginásios, em geral, pelo que a minha escolha passou por um critério bastante rigoroso e muita ponderação. No meio de tantas ofertas, o que faz com que eu adore a minha escolha?

| NO CELLS, PLEASE
Este é um detalhe que me conquista por inteiro. O meu ginásio está divido em três espaços principais; o de convívio, com umas mesinhas no hall, o balneário e a área de treino. E os telemóveis não são permitidos na área de treino. Isto é maravilhoso a vários níveis, em especial, pela sensação offline que nos proporciona. Já a privilegio no meu quarto e tê-la no ginásio é esplêndido. Sinto-me imediatamente relaxada por saber que aquelas horas são minhas e que não podem ser interrompidas com chamadas, e-mails ou notificações de redes sociais. Já para não falar que esta regra poupa-nos às selfies de ginásio trágicas. E música? perguntam vocês. Pois para ouvirem a vossa música, têm de levar um mp3, mas nem isso faço, por causa do ponto que vou já apresentar.

| NÃO FAÇO EXERCÍCIO DESACOMPANHADA
Já vos falei sobre esta particularidade; o barato sai caro e um dos maiores erros da prática desportiva é a desatenção em relação à postura. É a postura que nos permite evitar lesões, que nos permite exercitar as zonas certas do nosso corpo e é o que evita mazelas. Para mim é muito importante que, no meu ginásio, eu não faça exercício desacompanhada. É por esta razão que não levo mp3; não só já existe música no espaço, como eu estou constantemente a falar com o meu instrutor. Nunca fiz um único exercício sozinha e com todos os meus anos de atleta, até é assustador dizer que, desde que lá estou, não houve uma única vez em que não tivesse de ser corrigida na postura ou execução do exercício. Faz-me pensar no erro gigante que seria eu estar a fazer tudo sem a devida chamada de atenção. Ai Dario e Edgar! Obrigada por salvarem a minha coluna.

| FLEXIBILIDADE DE PAGAMENTOS E 0 COMPROMISSO
O compromisso é connosco e não no papel. E o facto de me ver fidelizada no que quer que seja quebra-me a vontade de sequer me comprometer, em primeiro lugar. Este é um problema gigante nos ginásios, embora já não seja tão geral. Há a fidelização, ou o contracto, ou o compromisso. Não! Eu quero poder ter o livre arbítrio de ir todos os dias ao ginásio em Janeiro e, se me der na real gana, não ir um único dia em Fevereiro, sem ter de pagar o mês na mesma, ou pior... Pagar multas! Para mim foi muito importante abraçar um ginásio sem compromissos de papel. O outro detalhe que adoro é a flexibilidade de pagamento. Tenho uma "propina mensal" (variam todas conforme aquilo a que vocês se inscrevem) mas, se por exemplo só aparecer no ginásio a meio de Fevereiro, não tenho de pagar o mês inteiro, só pago metade. É excelente e é muito justo. Perfeito para mim porque sinto que me permito ir ao ginásio sem culpa na consciência ou na carteira.

| DIVERSIDADE DE AULAS
Eu adoro as aulas! Nunca pensei dizer isto, mas adoro. Adoro experimentar aulas novas, testar novos limites no meu corpo e distrair-me. Simplesmente distrair-me, deixar os dramas à porta e desfrutar da aula. E a variedade de aulas e horários encaixou nos meus padrões. Há aulas para quase todas as horas e das coisas mais variadas, desde zumba, abdominais, localizada, kickboxing, yoga... O difícil é escolher. Uma outra aula que adoro é a Express. É uma aula estrategicamente colocada à hora de almoço para quem só tem disponibilidade nesse espaço de tempo (como a minha tia, por exemplo). Dura 35 minutos apenas, mas é de uma intensidade astronómica. O objectivo é fazer com que a aula, que é curta, renda o máximo possível e, portanto, não param e são levadas ao vosso limite. A primeira vez que a experimentei, não a consegui terminar. Estava acabada e a derreter em água - que glamorosa... -. Agora já a consigo terminar, mas nem por um momento deixo de parecer uma vítima de combate. É só para corajosos (mas eu confesso que é das minhas preferidas). Para curtos espaços de tempo, não há desculpas para cuidar de mim.

| O ESPAÇO É MUITO PEQUENO
É extraordinário. É muito mais familiar. Não tem um ar de Fábrica de Abdominais e não se torna impessoal e caótico. Não sei se sou a única mas, quando eu olho para ginásios gigantes, eu confesso que fico intimidada. As passadeiras de perder de vista, as bicicletas espalhadas por todo o lado, os espelhos que dão uma ilusão de duplicado... Eu sinto-me pequenina, insignificante. Perco a confiança e não é esse o propósito. Adoro que o meu ginásio seja minúsculo e que tenha sempre as mesmas pessoas. As paredes são coloridas e todos nos conhecemos. Todos nos cumprimentamos e despedimos e sinto que estou num pequeno clube giro no qual eu tenho gosto em participar. Eu vou sempre de manhã e está praticamente vazio - já fiz n vezes o meu plano de treino sozinha (sem contar com o meu instrutor) mas também já calhou eu ter de fazer o plano ao final do dia e, embora mais movimentado, não está caótico e desesperante. Eu adoro.

5 comentários:

  1. Parece ter sido uma boa opção. A questão da fidelização também é algo que me desanima logo.

    ResponderEliminar
  2. Todo o amor do mundo para ginásios familiares! Adoro conhecer, e ser conhecida por, toda a gente. Adoro a cumplicidade e as piadas que todos fazemos entre nós. É isso que me faz querer voltar todos os diaa ♡

    ResponderEliminar
  3. Valorizo imenso o tempo passado sem telemóveis, seja onde for!Consigo ser uma pessoa mais animada e bem-disposta se passar tempo comigo própria e longe de tecnologia!
    http://sunflowers-in-the-wind.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Tenho andado a ganhar coragem para ver se finalmente vou para o ginásio. "Companhia" de instrutores não me incomoda, mas se fosse um amigo, por exemplo, acho que talvez não fosse achar tanta piada. Concordo a 100% no que referes sobre a fidelização. Felizmente há cada vez mais estabelecimentos flexíveis nesse parâmetro. Uma sorte o teu ginásio não ser caótico, hoje em dia é raro!

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  5. Eu desisti do ginásio exactamente pela parte da fidelização. Já gastei rios de dinheiro exactamente por ter falta de tempo e não poder "cancelar o contracto". Inclusivamente, estive num ginásio, que ao fim de um ano, renovaram-me o contrato sem eu ter assinado nada e sem a minha autorização e a pior parte foi que para sair de lá, tinha de ser com um papel do médico a dizer que não podia fazer desporto ou então tinha de morar a mais de x quilómetros de um dos ginásios deles. Só me consegui ver livre deles, três meses depois de ter vindo para cá :( jurei para nunca mais!!

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)