quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

ON JOB || Obrigada.

Começo esta reflexão com uma memória do meu último dia de trabalho, em que o Dinis, com um sorriso nostálgico, recordou o dia em que lhes 'bati à porta'; "Até parece que foi destino teres vindo precisamente na hora em que estava sentado naquela secretária, ainda por cima era num dia em que não costumava ir para lá". Não faço a mais remota ideia se foi destino, mas foi garantidamente uma benção.

Estava farta, estava cansada e precisava de me mexer. Não tinha experiência nenhuma de trabalho e o estágio curricular contava como bola em todos os lugares por onde passava. A minha chegada ali, em frente ao Dinis, foi desesperada. Eu preciso de alguém que me dê a oportunidade de poder simplesmente começar, pensava eu. E eles deram-me essa oportunidade.

Eu ouvi, ao longo da minha vida, muitos conselhos, opiniões e desabafos sobre o primeiro emprego. Com prevalência negativa, se formos mais específicos. E tenho o maior deleite do mundo em poder dizer que não me encaixei nessas experiências negativas. O meu primeiro emprego foi tudo o que uma pessoa podia desejar como primeiro emprego. Por isso, só me resta agradecer.

Aprendi e cresci de uma forma quase exponencial e ganhei experiência, auto-confiança e desinibição em várias vertentes. Trabalhei como louca, tive de aprender novos termos, metas e formas de trabalho que em nada tinham a ver com a Licenciatura que tinha acabado de tirar e tive de me transformar dia após dia. Ficar para trás era impensável e não tive medo de fazer perguntas, de ligar ao meu chefe num momento de dúvida, de arriscar, de confirmar e de fazer asneira, claro.

Aprendi o que é preconceito; aprendi a atender clientes que me achavam intelectualmente incapacitada por simplesmente desempenhar aquele trabalho. Lidei com arrogância, com falta de respeito e antipatia. Mas nunca tive de enfrentar esses pontos baixos por parte da equipa com quem trabalhei, que foi extraordinariamente companheira, enriquecedora, paciente e com um bom ambiente inspirador. Acordava todos os dias com vontade de ir trabalhar e tinha verdadeiras pessoas incríveis ao meu lado nas horas profissionais. Nunca saí desamparada, humilhada, abusada ou perdida e isso foi crucial para eu crescer e ser feliz neste trabalho. Estou muito grata.

O adeus custou mas foi necessário. Novos projectos - mais ambiciosos e, sem dúvida, mais Inês - estão à minha espera e não posso virar-lhes as costas. Mas despedi-me de todos com um abraço forte e com uma capacidade hercúlea para não chorar. Obrigada por tudo o que me ensinaram, pela paciência, pela disponibilidade. Obrigada pela vossa capacidade maravilhosa para me corrigirem pacificamente cada vez que metia os pés pelas mãos e obrigada por nunca vos faltar entusiasmo na hora de me congratularem pelas apostas certeiras. Obrigada por me terem permitido crescer tão depressa lá dentro. No meu primeiro emprego eu ri muito, muito, muito, ouvi muita música animada, aprendi coisas que nunca sonhei que viesse a saber, percebi a importância de me despedir das lojistas com um "obrigada, boa tarde e bom trabalho", perdi a vergonha e honrei a minha visão de que devemos destacar-nos em todos os projectos que abraçamos, mesmo que seja só a varrer uma rua. Foi o meu primeiro emprego e tenho o privilégio de dizer que foi óptimo - quantos podem dizer o mesmo? -. Esteja eu onde estiver, daqui para a frente, nunca, nunca, nunca irei esquecer que foram vocês que me deram a 1ª oportunidade.

10 comentários:

  1. Não tens noção como é bom ler isto. 1° porque me dá certas esperanças de que é possível fazer boas escolhas no princípio e ser bem recebido. 2° porque fico de coração cheio ao saber que foste feliz, acarinhada e estiveste bem. Tranquiliza-me saber que a "minha querida Inês" teve o que merecia, o que era adequado a ti. É tão bom ver-te concretizar cada etapa do caminho com sucesso, e isto não quer dizer apenas com coisas boas, refiro-me à forma como as superas. És fantástica Inn. Tenho a certeza que o futuro te vai sorrir ainda mais e que as tuas próximas experiências vão ser ainda mais Inês 😊

    ResponderEliminar
  2. Tão bom que conseguiste ter uma primeira experiência positiva, da qual desfrutaste e cresceste. Como dizes, nem todos podem dizer o mesmo. Eu não tive e sei o que a 1ª experiência é importante para a continuidade de uma "vida de trabalho" motivada. Que os novos projectos sejam também boas experiências, onde te sintas enquadrada e realizada :)

    ResponderEliminar
  3. Fico contente que tenha sido uma boa experiência! x

    E. ♥ Meet me for Breakfast

    ResponderEliminar
  4. A minha 1º experiência apesar de não ter sido na área foi tão boa e feliz como a tua :)
    Que tudo corra ainda melhor daqui para a frente !

    LUMOS
    Instagram

    ResponderEliminar
  5. Para primeiro emprego foi muito bom mas as próximas etapas serão ainda melhores, confiança!

    ResponderEliminar
  6. Aw que bom foi ler esta publicação. Que as novas oportunidades te façam crescer ainda mais e que sejam ainda mais gratificantes e enriquecedoras. Toda a sorte do mundo, Inn!

    ResponderEliminar
  7. Gostei tanto de ler isto, Inês! Eu leio todos os teus posts, mas há alguns em especial que e fazem vir aqui abaixo e escrever algo. Fico mesmo de coração cheio em saber que te deram a oportunidade de teres uma boa experiência, ainda mais como primeiro emprego. E tenho a certeza que aprendes-te imenso. Desejo-te toda a felicidade do mundo!

    ResponderEliminar
  8. Eu gostei da minha primeira experiência (e de todas as outras). Curiosamente foram todas em áreas diferentes, todas com pontos positivos e negativos mas, ainda assim, com um balanço geral positivo.
    Fico feliz por teres tido uma boa experiência e que a vás "trocar" por outra ainda melhor. Força!

    ResponderEliminar
  9. É do primeiro emprego que retiramos as melhores coisas. O que eu sou agora como profissional devo ao meu primeiro emprego e a todos os que tive nos quais fui crescendo tanto a nível pessoal como profissional.

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar
  10. Que maravilhoso foi ter lido isto, Inês! Nem sabes o bem que fazes ao relatares o quão gratificante foi a tua experiência no primeiro emprego. Muito obrigada por isso!
    Espero que esse projeto mais Inês te faça muito feliz, e que esteja sempre e em qualquer momento ao teu nível! Mereces todo o sucesso!
    Beijinho!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)