quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

FILMES || Sully, O Milagre no Rio Hudson


Quando o filme estreou, em pleno Verão, julguei que seria impensável, para mim, só o ver em Dezembro. Mas este era um filme que eu queria, com toda a certeza, assistir do lado das duas pessoas que mais sabem de aviação, na minha vida: o meu pai e o meu padrinho (que, por sinal, é comandante, tal como Sully, o protagonista interpretado por Tom Hanks).

Quando esta aterragem se sucedeu, em 2009, eu lembro-me perfeitamente de me sentar à mesa com os dois e fazer todas as questões. De os ver a discutir tudo e de eles próprios inventarem as mais diversas hipóteses para o fenómeno que aconteceu. Um verdadeiro milagre.

Ser piloto ou, se quisermos acrescentar mais responsabilidade, ser comandante é um emprego do caraças. Em qualquer sentido que imaginem mas, acima de tudo, exige uma reacção cirúrgica quase ao nível da perfeição. E a falha não é um dado considerado quando toda a tripulação levanta voo. Constantemente são expostos à tomada de decisões. De escolhas. Mas, em especial, de as assumir. De decidir o melhor caminho no menor tempo possível e afirmar a inteira responsabilidade da escolha. Seja em modo cruzeiro, seja até antes mesmo de o vosso avião levantar voo. E eu admiro muito esta profissão.

O Milagre do Rio Hudson fala transmite-nos precisamente isso: o quão exigente e perfeita é a necessidade de ser um comandante e o quão humana é, na mesma medida. Ainda não estamos prontos para todas as reacções e cenários possíveis, embora treinemos os mais diversos acidentes. Ainda não reagimos roboticamente a situações de pânico. Ainda somos muito humanos.

O filme tem algum detalhe biográfico, embora o aprofundamento seja praticamente nulo - e se é este o factor que procuram, vão sair desiludidos - e, sem que se torne cansativo, enjoativo ou demasiado sensível, Sully retrata-nos o que aconteceu em Janeiro de 2009 e todas as implicações que advém de tomadas de decisão arriscadas, mas bem sucedidas. Existe toda uma série de factores a considerar quando se enfrenta um acidente aéreo e uma enorme pressão por uma gigantesca quantidade de entidades para focar responsáveis e passar a bola a burocracias.

Um filme interessantíssimo, porém, muito técnico. É definitivamente um filme para quem gosta profundamente de aviação (não de voar ou de viajar, mas sim da parte técnica e manual) e eu confesso que, apesar de ter um conforto considerável no que toca a falar sobre aviação (estaria deserdada pelo meu pai e padrinho, se não tivesse) admito que ter duas pessoas experientes a explicarem-me rapidamente qualquer pormenor que me escapasse foi uma mais valia e enriqueceu-me. Não vos impede de compreender na íntegra todo o desenrolar da trama e o esclarecimento das dúvidas e inseguranças daquela aterragem. Mas para um espectador leigo que queira uma compreensão plena, acho um filme difícil de o conseguir. 

Fiquei positivamente impressionada, por ter sido bem melhor do que pensava. É factual, é cru, é muito real e isso torna toda a experiência muito mais cativante. Se gostam do mundo do cockpit, está mais que recomendado.

5 comentários:

  1. Parece-me um filme bem interessante com uma mensagem forte por trás. E é com o Tom Hanks, só pode ser dos bons :D

    *SORTEIO DO LIVRO EPIC BLOG*

    ResponderEliminar
  2. Embora não tenha adorado, gostei bastante do filme. O Tom Hanks é um senhor e mostrou, mais uma vez, que é dos melhores actores norte-americanos. Concordo contigo, não existe propriamente espaço para sentimentalismos, a narrativa é directa e bastante factual, o que até me agrada. Aquela sequência da simulação foi amazing :)

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  3. Eu tenho mesmo de ver este fiolmes. Ponto número: adoro tudo o que tenha a ver com aviação. Ponto dois: o Tom Hanks é um actor incrível.

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)