sábado, 24 de dezembro de 2016

FELIZ NATAL!


Não podia deixar de vos desejar um Feliz Natal. E de partilhar convosco uma introspeção que tenho vindo a fazer ao longo dos anos; acho de uma enorme injustiça quando dizem que o Natal é para os miúdos. Que só há magia no Natal enquanto somos pequenos. Não é verdade. As pessoas é que arruínam o espírito quando crescem por sentirem que é assim que tem de ser. Por pensarem dessa forma.

É claro que, à medida que crescemos, encaramos o Natal num outro prisma. Mas não tem necessariamente de significar que deixa de ser tão mágico como em crianças. Apenas é diferente. Diferente, mas nunca menor. Só é menor se o permitirem.

Já todos nesta comunidade sabemos que o Pai Natal não existe. Mas existem bonecos adoráveis com barbas incríveis, existem pessoas com uma pachorra de Santo que todos os dias se sentam numa cadeira gigante e aturam durante horas crianças entusiasmadas e irritantes com a sua existência. Já não temos centenas de presentes debaixo da árvore, mas quando alguém se lembra de nós e traz um miminho, a sensação é ainda mais calorosa. Já não estamos na mesa dos pequeninos, mas na mesa dos grandes há grandes farras e conversas. E nós acabamos sempre por parar na mesa dos pequeninos, mais tarde ou mais cedo, sentados numa cadeira suplente a comer uma sobremesa. Já não somos proibidos de entrar na cozinha porque podemos queimar-nos mas entramos no reboliço dos cozinhados e da aventura que é ter quatrocentos tachos, o forno ligado e a batedeira a funcionar ao mesmo tempo. E o melhor! Podemos enterrar o nosso guloso dedo em todas as massas e mistelas para provar tudo, sem represálias - quando feito no melhor secretismo -.

Já não existem cartas, catálogos de brinquedos, atenção por sermos crianças. Mas há tanto mais. Há luzes nas ruas (poucas ou muitas) que nos fascinam como se tivéssemos seis anos. Temos os filmes de sempre, que nos comovem, divertem e fascinam desde o primeiro momento. Temos as músicas, porque quem é que não sorri a ouvir a Driving Home For Christmas?

E temos a família. Grande, pequena, unida ou em riste, com muitos ou poucos miúdos, é nossa. É a nossa equipa de reuniões para comer e refilar, e é tão bom. Dividir a boa companhia que são as nossas pessoas mais imperfeitas, aquelas que conhecemos de ginjeira. É o amor de dividir um "Feliz Natal" a alguém que nos aquece muito mais o coração do que trezentas Barbies embrulhadas. É o calor de estar à mesa, que só conhecemos quando estamos deste lado. De ficar à mesa, de rir das trezentas conversas, de aceitar sempre quando alguém serve o que quer que seja, de apoiar a mão na bochecha e simplesmente dividir o momento. É o miminho da avó que traz sempre mais uma fatia de bolo, mesmo que não tenham pedido. É puro amor.

O Natal só é das crianças quando quiserem. Eu espero que, este ano, não o permitam e dividam com eles. Espero que, desse lado, hajam muitos abraços, muitos "dá cá um beijinho!". Espero que o cheiro maravilhoso que vem da cozinha vos inspire a sentar à mesa com gosto. Espero que tenham mensagens inesperadas de Feliz Natal, espero que as vossas pessoas amadas vos desejem Feliz Natal e espero que quem adoram com todo o coração vos abrace num Feliz Natal silencioso. Que o frio só se sinta lá fora e que se aqueçam por dentro com uma colherada de aletria, com uma dentada de Bolo Rei, com uma colherada daquela sobremesa tão familiar. E que os presentes sejam mais bem lembrados do que bem contados.

Eu adoro o Natal e adoro dividi-lo com a minha família. Por aqui já há tachões a fumegar e a minha avó já me visitou pelo menos três vezes desde que estou a escrever este post, para rapar tigelas de doces. E eu adoro-os. Adoro estar à mesa com eles. Adoro mandar mensagens especiais aos meus amigos, adoro ligar-lhe antes de dormir. Adoro ver filmes de Natal com o João enquanto comemos Bolo Rei de Chocolate. E sinto que, a cada ano que passa, por poder viver tudo isto com alegria, amor e saúde, a magia só se intensifica. E eu só desejo que sintam o mesmo.

A todos os leitores do Bobby Pins, eu desejo um Feliz Natal. Não é um Feliz Natal como as vossas operadoras telefónicas enviam. É um Feliz Natal como este que descrevi cá em cima. Com tudo a que têm direito. Até aquela tacinha de sobremesa a mais. O Natal é vosso.

11 comentários:

  1. Feliz Natal pra ti também Inn!! Nem valeria a pena aconselhar que vivesses esta época com afinco, porque como bem se observa, o espírito vive em ti, mas deixarei na mesma aqui o pedido para que nunca deixes de pensar desta maneira. O Natal é para todos, e apesar de para mim o ser todos os dias, há que aproveitar estas ocasiões para reunirmos ainda mais as famílias, os amigos e conhecidos, deixarmos as diferenças de lado e sermos o mais genuínos possíveis!
    Espero que vos corra tudo bem desse lado!!
    Beijinhos!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
  2. Um Feliz Natal!! E aproveitem bem para estar com a família!
    Por onde anda a Sofia?

    ResponderEliminar
  3. A cada ano que passa o Natal vai ganhando mais significado para mim, perdemos algumas presenças inigualáveis, mas recordamos e celebramos a sua memória com a maior das intensidades. À medida que crescemos o significado que o Natal vai adquirindo é cada vez mais bonito. Acho que isso tem uma magia indescritível. Sim, o natal é muito bonito enquanto crianças inocentes que só pensam no pai Natal, mas não há nada como aproveitar isto com todos os sentidos. Ainda hoje aceno histericamente aos homens e mulheres divertodos que se mascaram de menino Jesus, pai Natal, Maria, José, Renas, Duendes, Mãe Natal, dou-lhes mesmo muito valor. Porque, como eu, continuam a acreditar que o natal se resume a ver a felicidade na cara dos outros, a sentir o seu calor e a fazê-los sorrir ainda mais.
    Sabes qual é o meu momento favorito Inn? É quando congelo o tempo e observo: observo os miúdos a cantar e a dizer disparates que nos fazem cuspir pulmões de tanto rir, observo os adultos despreocupados e descansados a falar de coisas super cativantes, observo os avós preocupados com que não falte nada a ninguém, observo a mesa gigante cheia de brilho, observo o vapor da comida a entrar-nos pelas narinas, observo as luzes douradas a brilhar e a iluminar, observo todo o calor humano que se gera num dia de Inverno. Esse é o meu momento favorito. Em que tudo pára e eu respiro a alegria que está no ar.
    Um Feliz Natal para ti Inn, como já te desejei. Espero que continues assim como és e que toda a gente se deixe envolver pelo teu abraço caloroso!

    ResponderEliminar
  4. Querida Inês, um Feliz Natal cheio de doces, carinho e gargalhadas para ti, mereces! Que a magia das tuas palavras se reflita neste dia de Natal. Mereces essencialmente porque consegues levar contigo a magia do Natal em todos os dias do ano, por muito ou pouco que seja e transmitiste-nos isso durante o ano de 2016. O Natal é de quem o sabe viver e se deixa aquecer por ele, por isso, a ti, um Feliz Natal!

    ResponderEliminar
  5. Um feliz natal minha querida! De facto, o natal é de todos, não só quando somos crianças... Aliás, quando somos novos queremos é ver o pai natal e ter presentes. Quando crescemos, começamos a dar mais valor à união em família e ao partilhar coisas que gostamos com os outros...
    Beijinho <3

    www.thesandrafaela.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Happy Holidays, Dear!
    I`m following ur blog with a great pleasure via GFC
    Please join me
    Sunny Eri: beauty experience

    ResponderEliminar
  7. É tão bom ler-te, Inês, não me canso de dizer isto. E é tão bom rever-me nas tuas palavras - à escala, porque a minha mesa é pequenina, sempre foi, mas é recheada de gente e coisas boas. E a magia é diferente, mas existe, acho que existirá sempre! Um grande beijo e que tenhas um Natal cheio de tudo de bom!

    Jiji

    ResponderEliminar
  8. Espero que o Natal tenha sido ótimo por aí!


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  9. espero que tenhas tido um natal excelente natal e não posso deixar de concordar com tudo aquilo que disseste :)

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)