sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

DAILY || Árvore de Natal


Adoro o dia em que fazemos a árvore de Natal. Escolhemos sempre um feriado para que possamos aproveitar o dia em pleno para as decorações natalícias. É uma tradição que, passe o tempo que passar, eu nunca me vou cansar dela e que vou querer repetir ano após ano.

Começa sempre bem cedo, de manhã, com panquecas e o cheirinho quente a invadir toda a casa. O João, com carinha de sono e olhinhos de chinês escolhe todas as chávenas natalícias que tivermos coloca-as na mesa. Fazemos chá preto e chocolate quente, ambos em bule. Metemos a playlist de Natal nas colunas, que preenche toda a sala com um ambiente natalício.
De barrigas cheias e bigodes de leite limpos, começamos a fazer a árvore, a testar as luzes, a escolher as decorações; vamos desencantando cada um dos itens de dentro da nossa caixa gigante de Natal e dispomos pela sala enquanto cantamos os refrões, dançamos e andamos pela casa fora com gorros. É tão especial.

A nossa árvore tem flores vermelhas para recordar a minha querida avó. Ela adorava estas flores e, no Natal, decorava a casa toda com elas. Fazia faixas com estas flores, metia-as na árvore, fazia jarras. Quando entrava na sua casa, nesta época, todos os recantos tinham um ambiente avermelhado e intenso, por causa das flores. Era a sua época preferida do ano e esta foi a nossa forma de a fazer estar presente, mesmo que nunca nos esqueçamos dela. Cada vez que olho para a árvore e vejo as folhas vermelhas, lembro-me do seu sorriso a polvilhar canela no arroz doce.
No final, colocamos alguns presentes debaixo da árvore e admiramos o trabalho árduo. Servimo-nos com mais canecas de chá e chocolate quente e apreciamos o resultado final na sala. Terminamos sempre a escolher um filme de Natal para vermos juntos.



Adoro fazer a árvore por todo o aconchego que representa. Por todas as coisas boas que traz, por todos os momentos especiais que vou guardando a cada ano. É uma tradição muito familiar e que nenhum deseja fazer sem a companhia do outro. A minha árvore cheia de luzinhas é a minha perdição todos os Natais.

Fotografias da minha autoria, por favor, não as utilizar sem autorização prévia

10 comentários:

  1. eu adoro os teus posts de natal. nota-se que gostas mesmo e parece que estou a viver os mesmos momentos contigo! :)

    ResponderEliminar
  2. É um texto muito bonito, Inês! A vossa "tradição" de Natal é muito bonita e as flores vermelhas ficam lindas na árvore!
    http://sunflowers-in-the-wind.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. A árvore está lindíssima, até parece aquelas árvores do Pinterest!
    Por onde anda a Sofia?

    ResponderEliminar
  4. Ficou tão mas tão gira *-*

    www.thesandrafaela.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Como não podia deixar de ser, passas-nos as tuas sensações de uma maneira tão especial. Adoro. Que essa tradição te saiba sempre tão bem quanto o chazinho e o chocolates quente no final do dia. Beijo enorme 😙

    ResponderEliminar
  6. A tua árvore é para lá de linda! *.* E este texto está tão especial... Incrível como consegues transformar algo tão banal quanto a montagem numa árvore nisto!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  7. Montar a árvore de Natal é provavelmente das minhas actividades favoritas de sempre. Fico genuinamente feliz por ter colocar os adornos, luzes, tudo. Por aqui costumo ser eu a tratar de tudo, talvez por ser o único que adora o Natal a 100%. Não falha a banda sonora típica da época e algumas figurinhas tristes pelo meio :)

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)