quarta-feira, 6 de julho de 2016

LIVROS || #GIRLBOSS


Confesso-vos que não estava nas minhas mais altas prioridades a leitura deste livro. Apesar da capa soberba (que eu adoro), julguei-o e senti que seria uma profunda explosão entre auto-ajuda com career-coaching que me fazia torcer o nariz. Mas a verdade é que nunca me soube tão bem estar enganada, e o seu destaque na prateleira da biblioteca, no seu cor-de-rosa a sobressair-se em tantos livros escuros fez com que eu pegasse nele e decidisse tirar as minhas próprias conclusões. Julgar livros pela capa é algo que não faz parte do meu repertório, mesmo quando me fazem torcer o nariz.

Para ser sincera, e estando eu numa fase de começo da minha carreira profissional - ainda que nem a tenha começado mesmo a não ser nos estágios que estou a enfrentar para obter a cédula profissional - acho que este livro deveria ser lido por todos nós (raparigas e rapazes também, não se intimidem com o título) que estamos a dar os primeiros passos para o nosso sucesso. Desenganem-se se pensam que Sophia vai dar-vos lições sobre como enriquecer ou criar um império no mundo do empreendedorismo de moda (podem pensar neste último assim, se se esforçarem muito e distorcerem todas as conclusões da própria) porque irão sair (muito!) desiludidos.

Sophia Amoruso avisa logo nas primeiras linhas: não a idolatrem. E percebe-se o porquê; não se identificava com os padrões de escola, chocava e aborrecia-se com todos os empregos a que se candidatava, roubava e tinha ideais radicais que seguia fielmente. E é esta mesma pessoa que hoje é a mãe de Nasty Gal, uma loja de moda que não é muito famosa cá por Portugal mas uma verdadeira potência fashion e de tendências absolutamente avassaladora fazendo milhões. 

E é nesta viagem, de "miúda falhada" a CEO, que Sophia nos premeia com o verdadeiro tesouro do livro: qualquer um pode ser #GIRLBOSS desde que acredite que é #GIRLBOSS. Os nossos defeitos, os nossos erros do passado, os nossos diagnósticos mentais e a nossa imaturidade para lidar com diversos aspectos da vida não são (se nós quisermos) condicionantes para caminharmos para sermos bem sucedidos no que desejarmos, desde sermos uma pessoa com o carácter que sempre ambicionámos a fazer uma empresa de retalho ou a pagar as contas da casa. Amoruso ensina-nos a crescer e a sabermos o que procurar da vida e dos negócios mas não através de dicas ou de lições moralistas; simplesmente por contar-nos o quanto ela era e o quanto trabalhou para ser o que é hoje e ter o que tem, sem estalinhos de dedos. Não nos ensina truques para abrir uma loja milionária; explica-nos como jogou as suas poucas armas, limitações e defeitos a seu favor. E este tipo de histórias inspiram-me. Porque não há pessoas exemplares e imaculadas e porque o livro batalha numa ideia que, curiosamente, já a transporto comigo: seremos o que quisermos, se acreditarmos que o somos, independentemente de quantas vezes metemos a pata na poça para lá chegar. Temos de ser os nossos maiores ídolos.

Autora: Sophia Amoruso
Número de Páginas: 289
Em língua inglesa

Fotografia da minha autoria, por favor, não a utilizar sem autorização prévia

4 comentários:

  1. Ler este comentário ao livro foi importante. Ando a torcer-lhe o nariz há já alguns meses precisamente pelas mesmas razões que tu - julgava que era um livro do tipo «coaching» e honestamente não tenho muita paciência para esse tipo de leituras -, mas sempre com imensa curiosidade. Agora que me dizes que não é nada disso já começo a considerar à séria lê-lo. Pode ser que seja desta!

    ResponderEliminar
  2. Nunca tinha ouvido falar do livro mas já conhecia a loja por ser tão famosa entre as youtubers americanas que acompanho. Do que nos falaste do livro fiquei super curiosa e irei pô-lo já na minha lista para o ler este verão

    ResponderEliminar
  3. Andava à procura de um livro que me ajudasse a nível de motivação, e convenceste-me com este! Gostei muito da tua review Inês :)

    Andreia \\ ALL THE BRIGHT PLACES

    ResponderEliminar
  4. Acho que era disto que estava a precisar. Vou procurar!

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)