quinta-feira, 16 de junho de 2016

PASSAPORTE || Palácio da Vila


O Palácio de Sintra (ou Palácio da Vila, como os Sintrenses chamam com mais frequência) foi o monumento que marcou uma das minhas primeiras viagens a Sintra, quando era pequenina. Alguns detalhes do Palácio ainda estavam bem vivos na minha memória, mas todo o resto era uma névoa gigante. Foi a oportunidade certa para voltarmos às nossas rotinas turísticas aventureiras e visitarmos mais um lugar fantástico em Sintra - já que esgotámos quase tudo o que havia para visitar lá, em modo estreia -. 




Este é um Palácio pequenino mas que não fica na sombra dos grandes. Quartos sumptuosos (em que finalmente conseguimos ver a população portuguesa a reconhecer os Reis que estão nos quadros porque D. Sebastião aparece em quase 90% do sítios e as piadas do nevoeiro e do micro-clima em Sintra são mais do que as queijadinhas que estão nos sacos da Piriquita que levam na mão), tectos que fazem as nossas bocas abrirem e os nossos olhos aguçarem à procura do veado que carregue o nosso apelido num dos salões principais e mobília em madeira pesada mas com detalhes em mármore tão delicados e pormenorizados que nos perguntamos como foi possível tamanha obra de arte existir numa época sem tecnologias de ponta para a simetria, a escultura e carpintaria fluírem de uma forma tão harmoniosa e inspiradora. 





As tendências da arquitectura árabe estão mais que evidentes nos corredores, em alguns salões, nas fontes e no pequeno pátio que reflecte a luz do Sol e nos convida a ficar por ali mais tempo do que o combinado. Os azulejos mesmo portuguesinhos, as varandas com uma vista arrebatadora para a Vila de Sintra - que é tão bonita e não me canso de a admirar - os jardins tão bem trabalhados e, claro, não podia faltar: a famosíssima cozinha, onde estão enraizadas as enormíssimas chaminés e onde todos nós olhamos à procura da clarabóia, numa imensidão de profundidade. Naquela cozinha, não há vivalma que olhe para o chão.






O bilhete custa 10 euros (Sintrenses ao Domingo não pagam monumentos em Sintra a não ser a Quinta da Regaleira) por esta experiência de encantar. Uma Palácio a palpitar no coração da colorida e cheirosa a travesseiros Vila de Sintra que desespera pela vossa visita.


Fotografias da minha autoria, por favor, não as utilizar sem autorização prévia

9 comentários:

  1. Simplesmente maravilhoso!
    Talvez um dia destes visite Sintra e todos esses lugares mágicos.

    ResponderEliminar
  2. Que fotografias fabulosas, Inês. Fiquei com ainda mais interesse em conhecer o Palácio.

    ResponderEliminar
  3. O palácio da vila é fantástico ^^ estou mesmo com muita vontade de voltar a Sintra!!
    As fotos estão de outro mundo! Adoro!

    ResponderEliminar
  4. Os detalhes arquitetónicos desse Palácio são lindos! (E essas fotografias estão, oh, TOP!!) :o Deixaste-me com vontade de lá ir! x)

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
  5. A verdade é que não tenho ideia da última vez que visitei o Palácio e esta publicação deixou-me com "água na boca". Todo o mundo fala dos famosos jardins xD Sobre a cozinha desconhecia tal deslumbramento... Mais uma razão para visitar o palácio!

    ResponderEliminar
  6. OS TECTOS! Pouco ou nada conheço de Sintra portanto nunca fui ao Palácio. Como se o estímulo visual das fotografias não fosse o suficiente, a tua review/guia pormenorizados convenceram-me. Mais um para a lista de locais a visitar :)

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  7. Que tectos brutais! Tenho mesmo que o ir visitar!

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)