segunda-feira, 27 de junho de 2016

FILMES || À Procura de Dory


Ainda me lembro de estar no Glicínias a correr feita louca com a minha mãe e a minha madrinha, de pipocas na mão, para não perder um segundo do À Procura de Nemo, em que já entrávamos na sala em cima da hora.
Coincidência ou não, a história da correria voltou a repetir-se, mas com o Diogo a levar uma super pepsi na mão e eu com os bilhetes à procura do número da sala. Um dos filmes mais aguardados pela malta grande, deste ano.

À Procura de Dory conta-nos de uma forma aventureira e deliciosa um pouco mais da história sobre a nossa amiga azul. É incrível que só agora reparemos que tão pouco sabíamos sobre ela, sobre a sua família e até crescimento. Num momento de dúvida sobre se teria família ou não e de depois de um susto inesperado, Dory tem um flash de memória sobre o seu passado, ao qual se agarra a todo o custo com a ajuda do Marlin e Nemo para não o perder. Juntos partem para uma nova aventura à procura dos pais de Dory, deixando as águas da Austrália e partindo para a Califórnia.

Eu tenho esta visão sobre sequelas: raramente são melhores que as originais ou até nem chegam aos calcanhares das originais. Há excepções soberbas (para mim o Shrek 2 foi uma delas, achei-o tão bom quanto o original) e À Procura de Dory tornou-se uma delas também. Facilmente desapegou-se da única ideia da família de Dory e da sua infância adorável e explorou temáticas muito interessantes como, por exemplo, um Oceanário, sempre com mensagens interessantíssimas e pertinentes sobre diversos assuntos desde a poluição marinha ao sofrimento do desrespeito humano ao contactar com estas espécies. Com curiosidades maravilhosas e personagens de fazer derreter o coração por estarem longe da perfeição (física e intelectual) mas conseguirem dar a volta por cima às suas limitações e defeitos.

Os gráficos estão melhorados a um nível extraordinário. Em inúmeros momentos custou-me acreditar que estava a ver um filme de animação. Não escapou nada, até ao mais ínfimo pormenor microscópico, o que torna o filme ainda mais envolvente. O humor está lá eternamente, conhecemos ainda mais o tímido Nemo - que apesar de ser o protagonista do primeiro filme, de protagonista não teve quase nada - e a mensagem vence: podemos guardar mais do que uma família no coração (a de sangue e a que escolhemos) com a certeza de que, no momento em que nos sentirmos perdidos, há sempre uma concha que eles fazem questão de deixar para nos guiar de volta.

Image source

11 comentários:

  1. Estou mega ansioso para ver! Espero que esteja ainda no cinema quando foi aí, porque queria vê-lo com a minha afilhada. Sabes até quando fica no cinema? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho ideia mas esta foi a semana de estreia, acredito que em centros comerciais maiores ou de grandes cidades permaneça bastante tempo :)

      Eliminar
    2. Os filmes mais badalados costumam estar nos cinema cerca de 1 mês (ou até mais, como foi o caso do Capitão América). O problema é que mais para o final já se encontra apenas em centros comerciais pequenos, por isso é uma questão de ires estando sempre a par do site da Cinema NOS :)

      Eliminar
  2. Inês, fui ver hoje e sublinho, com toda a alegria, este teu apontamento ao filme, está soberbo. Ainda gostei mais do que À Procura de Nemo e acho que neste filme o conhecemos um bocadinho melhor do que no próprio filme "sobre ele" - e a Dory bebé é um espectáculo!!! E o quanto eu adorei aquela parte em que começo a ver conchinhas e a perceber tudo e a minha pequena ao meu lado a perguntar à mãe o que se estava a passar; acho que os pequenos sinais são mais para os "mais velhos" que para os mais novos! :)

    ResponderEliminar
  3. Não devia ter lido o post :( eu pensava que a Dory ia se perder, afinal vão atrás dos pais dela... ahaha mal posso esperar para ver o filme!

    http://mariana-a-desorientada.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Quero bastante ir vê-lo! E acho que depois das tuas palavras ainda fiquei mais entusiasmada!

    ResponderEliminar
  5. É impossível não adorar a Dory!
    Beijinhos :)
    http://those-colorful-words.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Eu quero mesmo ver o filme!
    Acho que vai ser adorável e provavelmente divertido.
    Beijos
    Cantinho da tequis
    Facebook Cantinho da tequis

    ResponderEliminar
  7. R: Obrigado Inês. Sempre e por aí, se algum dia passar por ti na rua com certeza que te darei um olá. :)

    ResponderEliminar
  8. Pertenço à minoria que não achou o "Finding Nemo" nada de especial. Tenho noção que é um bom filme mas, por algum motivo, não mexeu comigo. De qualquer forma, a Dori tornou-se na personagem fan favourite, incluindo para mim. Estou curioso com esta a sequela :)

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  9. Basicamente deram-me as entradas na quarta-feira e não me calei até ir vê-lo sozinha na sexta (só para ressalvar o desespero) ahah! Gostei imenso do filme. O "À Procura de Nemo" nunca me disse muito mas esta sequela sem dúvida que supera o original! Adorei as cenas das focas, hilariante!

    Marta Rodrigues, Majestic

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)