quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Fotografia da minha autoria, por favor, não a utilizar sem autorização prévia
Não percebo nem alinho na tabu em relação à Primark. O típico argumento de que não se encontra lá absolutamente nada e que é tudo "vulgar" não corresponde à minha realidade sempre que a espreito. Aliás, acho que tem exactamente a mesma receita que todas as lojas de pronto a vestir: tem achados incríveis, peças giras que se fartam, oportunidades e preços bem simpáticos e depois outras coisas não tão interessantes. E o argumento da desorganização não me convence, até porque é o preço a pagar por lojas de tão grande dimensão, embora já tenha visitado outras marcas com lojas mais pequenas e o dobro da confusão. À conta da Primark tenho peças bem diferentes e que muita gente que já desdenhou a loja se apaixonou. Não a descarto nas minhas investidas em compras.

12 comentários:

  1. Também não compreendo. A única altura do ano em que me recuso a por lá os pés é na altura imediatamente antes do Natal, pela confusão. O resto do ano vou lá e encontro peças que me deixam super feliz, por um preço ainda mais fantástico.

    ResponderEliminar
  2. Eu compro imensa roupa lá (todas as minhas t-shirts de desporto, por exemplo são de lá porque são super giras e deixam-me logo com outra motivação para fazer exercício). Ainda na última vez que fui a Portugal usei um vestido em que praticamente toda a gente me perguntou onde o tinha comprado. Respondi que tinha sido na Primark e ficaram super surpreendidas ao mesmo tempo que me diziam que sempre que lá iam nunca viam nada de jeito. Raramente fui à Primark em Portugal, mas a que frequento aqui, em Inglaterra, tem sempre coisas giras e só a encontro mais desarrumada em altura de saldos (o que é natural e uma coisa que acontece de modo geral em todas as lojas incluindo zaras deste mundo).

    ResponderEliminar
  3. Por acaso também é uma loja de que gosto muito. Confusão? Talvez, mas também depende da hora/época em que se lá vai, como em todo o lado. Na altura do Natal é lá que compro grande parte das prendas. Já para não falar dos pijamas não é?!? Admito que nunca lá fiz grandes achados, mas sempre que preciso de básicos tipo, camisolas, tops, leggings etc, é lá que procuro :) E claro, o preço que é sempre convidativo.

    ResponderEliminar
  4. Por acaso não costumo ir lá muitas vezes. No entanto, acho que tal como quase todas as lojas tem coisas muito bonitas e outras que não são assim tão boas. Só é preciso saber escolher.

    ResponderEliminar
  5. Eu não compro roupa lá porque não tenho paciência para procurar (é como dizes, tem coisas giras - que já vi em amigas e familiares - mas também tem muita tralha e eu não tenho cabeça para percorrer os expositores e cabides). A loja é confusa e desarrumada, tira-me do sério (assim como qualquer outra nas mesmas condições independentemente da marca) e (não sei se é só na de Braga) tem um cheiro estranho que não me agrada nada. Para além disso, a Primark é no centro comercial e eu costumo fazer as minhas compras em lojas de rua. Só vou ao shopping propositadamente para ir ao cinema, à Tiger e à Fnac, que não existem em mais nenhum ponto da cidade. Não digo que a Primark não tenha peças que valem a pena mas não é uma loja que frequente ou que me cative, por muito baratos que sejam os artigos. Tenho duas peças de lá (que adoro!) mas foram-me oferecidas porque a loja em si afasta-me.
    A única coisa que me dá vontade de contrariar esta minha posição são as velas (das quais já ouvi maravilhas) mas como não vou ao centro comercial com frequência (e quando vou é com o tempo contado) ainda não tive oportunidade de experimentar.

    ResponderEliminar
  6. Não vou muitas vezes à primark mas, de todas as vezes que lá fui, fiquei-me apenas por roupa interior e pijamas... porque a nível de roupa, pessoalmente, ainda não me convenceu (também por falta de paciência para procurar, é certo), mas não me ponho aí a criticar e já vi coisas bem giras que colegas minhas compram por lá... :)

    ResponderEliminar
  7. Eu adoro a Primark. Custa-me (muito) suportar a confusão da loja, é tão grande que me perco completamente, mas já fiz bons achados. Os básicos têm qualidade e gosto dos 'miminhos' que se encontram para a casa. Quanto à qualidade, é como a maioria das lojas do género - tipo a lefties, bershka e afins -, umas coisas boas, outras péssimas.

    ResponderEliminar
  8. Eu não vou à primark nunca, quase que nem arrastada. Mas não é por causa da roupa que até acho que apesar de no geral ser tudo de qualidade menos boas, tem achados incríveis. E tem um bocadinho de tudo. e segundo sei coisas que valem mesmo a pena. E preciso é saber escolher. Coisa que eu não sei... Mas eu equaciono o suplicio de entrar, escolher e pagar... e depois desisto logo! Alias como sou ansiosa por natureza só vou ao shoppings fazer compras a dias de semana e a horas mortas. E se sou arrastada noutras horas fico apática, tonta, respiração alterada... enfim o caos. Logo a primark é um gigante "nem pensar para mim".

    ResponderEliminar
  9. Eu costumo comprar lá algumas coisas. Sou apaixonada por malas e mochilas e gosto sempre de dar uma espreitadela por lá. Só não compro calçado porque já experimentei comprar uma vez e não gostei. Não são muito confortáveis para mim e há sapatarias na minha lista que acho que merecem a pena... :)

    ResponderEliminar
  10. Só entrei numa uma vez era quase natal e domingo à tarde ou seja confusão total,as filas iam até ao infinito e mais além e só tive tempo de ver alguns básicos. Vai abrir uma perto de mim e quero ir lá como deve ser (como quem diz, num dia de manhã para não apanhar imensas secas a espera)

    ResponderEliminar
  11. Tenho exatamente a mesma opinião que tu. Tenho algumas amigas minhas que não têm paciência para procurar e que dizem que só eu é que encontro coisas giras. Descarto totalmente isso. Uma pessoa quando entra na Primark já sabe que tem que perder um bocadinho de tempo a ver tudo. É uma loja de grandes dimensões e com muitos setores, o que implica estar lá mais tempo.
    Acho que as pessoas já entram na Primark com uma ideia predefinida e que por isso não encontram nada.

    ResponderEliminar
  12. Escreves-te muito bem! E eu assino por baixo disso tudo. Infelizmente aqui na Madeira não há a Primark, então sempre que vou a Lisboa aproveito para lá ir. É muito melhor poupar dinheiro e gastar ai em mais coisas e coisas diferentes, do que comprar aqui a preços mais elevados e com toda gente a vestir-se igual --'

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)