terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Fotografia da minha autoria, por favor, não a utilizar sem autorização prévia
A maior herança que o basquetebol me deu, além da habilidade de atirar lixo para o cesto a distâncias consideráveis e agarrar ao nível de ninja o que quer que me atirem, foi joelhos de 90 anos. O basquetebol deu cabo dos meus joelhos e sinto isso cada vez que me agacho para apanhar algo e preciso de uns segundos para aguentar a dor de sentir o joelho a estalar ao levantar ou quando faço exercício em que quase choro sempre que penso em agachamentos ou o que quer que envolva dobrar joelhos. É inevitável, pelo menos neste desporto. Por mais que o treinador te ralhe cada vez que treinas saltos e aterras de calcanhares em vez da ponta dos pés (quantas e quantas vezes...), por mais que te treinem a colocação do pé em deslizamentos defensivos para não fazeres ruptura de ligamentos, por mais que alongues e que sejas cuidadosa, o basquetebol arruína os joelhos. São as posições de ataque, os deslizamentos defensivos, os suicídios, as posições de lançamento... O basquetebol travou a minha mãe com uma ruptura no joelho e, cada vez que vou buscar um caixote ao chão, eu tenho quase a certeza que me ia acontecer o mesmo se não tivesse saído antes.

Ainda assim, valeu cada dor que tenho agora.

12 comentários:

  1. Nem te imaginava alta para o basquetebol, engraçada surpresa! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sou alta, mas a ideia de que um basquetebolista tem de ser alto é um estereótipo falso. Os bases e extremos querem-se pequenos porque são mais rápidos e são eles que decidem a velocidade do jogo. Os altos querem-se para os postes, que ficam sempre nas linhas mais baixas e que são mais lentos :)

      Eliminar
  2. Coitadinhaa xD espero que estejas bem :p o que um jogador de basquetebol sobre xD

    ResponderEliminar
  3. O teu blog é verdadeiro? És verdadeira no que escreves?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Óbvio que sim, seria absurdo se não fosse de outra forma :)

      Eliminar
    2. Não percebo como para dizer uma coisa consegues escrever tanta coisa

      Eliminar
    3. Porque não aceitas o meu comentário?

      Eliminar
    4. Os teus comentários estão a ir parar à caixa de spam. Se é o comentário de cima sobre eu escrever muito, já está publicado, não te preocupes!

      Eliminar
  4. Não só o basquetebol arruína joelhos assim como a ginástica! Os ralhanços de não aterrar de um salto em meia-ponta são exactamente os mesmos na minha modalidade x) No pain no gain!

    ResponderEliminar
  5. Na altura em que pratiquei basquet, também sofri, não só dos joelhos, mas também das costas e da anca. Eu já nasci com os meus devidos, mas a prática quase intensiva obrigou-me a deixar a modalidade e repousar. Hoje estou na dança e digo que o corpo continua a sofrer x)

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)