terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

EVENTOS || Até 2017, Carnaval!

Este ano só soubemos (plural, sim) que estávamos todos de férias a poucos dias de um dos eventos que mais aguardo o ano inteiro começar. De repente eu estava de férias e todos as outras pessoas também e lembrámo-nos que afinal não íamos ter o Carnaval comprometido e que convinha escolher as máscaras e fazer preparativos. Tudo em cima da hora. Foi uma ginástica gigantesca. Mas que vale sempre a pena.

Figuras e Figurões foi o tema do Carnaval e isso significou máscaras diversificadas e algumas bem originais. A máscara rainha (há sempre uma máscara que contamos todos os anos quantas pessoas vão de igual, em 2012 vimos numa só noite 87 Minnies, por exemplo) este ano foram sem dúvidas os onesies. E faz sentido. Este ano as lojas cá por Torres Vedras encheram-se dessas roupas que nunca antes tinham vendido (havia imenso para criança, mas se queríamos algo parecido tínhamos de mandar vir da Internet ou comprar na Primark). Agora com onesies quentinhos para combater o frio gelado de Fevereiro e perfeito para não sermos roubados, ninguém se negou a experimentá-los (embora não tenham aparecido muito na televisão). Nem o meu namorado resistiu e roubou-me o meu onesie cor-de-rosa logo na primeira noite.

Este foi um Carnaval muito doce para mim. Foi o primeiro ano que fui com o Diogo namorando com ele e é um evento que, por todas as razões, guardamos com carinho nos nossos corações (agora mais do que no meu entusiasmo normal de ser Torreense). Entre jantares tardios (os jantares nos Carnavais devem ser sempre tarde!), quartos desarrumadíssimos com perucas, maquilhagem e roupa houve tempo para fazer escolher a melhor cor de cabelo, fazer uns pormenores na cara, ensinar os rapazes a vestir collants de vidro sem os romper e dar uma ajuda entre amigas a apertar cintos e fechar vestidos.

Entre música brasileira, cervejas nos copos e no chão, alguns encontrões e muita gente tocada houve espaço para refrões cantados com a amiga do coração, a tradicional gravação por telemóvel da Poeira de Ivete Sangalo, abraços sentidos, beijos divertidos, coreografias estranhas, respostas improvisadas para conversas com estranhos inesperadas e muitas gargalhadas. 

Os amigos de fora vão sempre olhar para nós e dizer "vocês vivem isto com uma intensidade... credo" mas pergunto-me? Como viver de outra forma algo que nos é tão familiar? Que nos é tão tradicional? Para mim as idas ao Carnaval sabem a casa, têm um contexto muito familiar porque num só sítio eu vejo a minha família, amigos que já não via há anos e amigos de fora cuja probabilidade de eu achar que ali viriam seria mínima. Sou inevitavelmente feliz neste evento que me preenche e não sei vivê-lo de outra forma que mascarada a rigor e com o coração na boca.

No meio de tão boa companhia, abraços e mimos, só me arrependo de uma coisa... Não ter tirado uma foto (quando podia) com o Sr. e Sra. Cabeça de Batata que estavam no corso. Não faz mal, ninguém leva a mal. Até 2017!



Nenhuma das fotografias é da minha autoria

9 comentários:

  1. Adorei acompanhar o teu Carnaval via instagram, mais um ano! :p Tenho mesmo de ir a um Carnaval Torreense, sem dúvida que se destaca no nosso país! (:
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Este ano, o Carnaval soube-me a pouco. No entanto, o pouco tempo que lá estive foi muito bom. Para o ano lá nos encontraremos! :)

    ResponderEliminar
  3. Os teus relatos do Carnaval são sempre fabulosos! Adorava ir ao Carnaval de Torres!

    ResponderEliminar
  4. Peço imensa desculpa ao anónimo que me fez uma pergunta nesta publicação e eu eliminei em vez de publicar, sem querer (os botões estão perto demais e a confirmação é inexistente).
    Sim, de Sexta a Segunda há sempre animação nocturna e os corsos são alternados entre diários e nocturnos. A opção de dormir ou de fazer directas cabe a cada pessoa decidir, mas tendo em conta que muita gente sai das discotecas nesta altura às duas da tarde para já estarem prontos às nove da noite para mais folia, as conclusões parecem-me muito óbvias x)

    ResponderEliminar
  5. Ainda falta mais de um ano,mas já me apetece fazer a contagem decrescente para o carnaval de 2017 :)

    Minies?! Não me digas que eram as que tinham um carro... Adorei essas

    ResponderEliminar
  6. Acompanhei-te através do snap e instagram e deu para ver que te divertiste à brava!

    ResponderEliminar
  7. Eu perdi o interesse no Carnaval faz algum tempo, mas desde que comecei a seguir o teu blogue, que ando com imensa vontade de ir a Torres Vedras provar deste evento, do qual falas com uma emoção que transborda. Talvez pró ano que vem invista nisso eheh.
    Fico bastante feliz por te teres divertido!!
    Beijinhos! :*

    ResponderEliminar
  8. É tão refrescante ler-te! Gosto do Carnaval, mas não o vivo com essa folia toda - este ano nem me mascarei! - mas é mesmo bom ler a tua descrição dos eventos e saber que ainda há muita gente sem problemas em ser feliz a brincar :)

    Jiji

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)