sábado, 30 de janeiro de 2016


Os Favoritos estão de volta depois de um Dezembro ausente... quer dizer, não foi bem ausente. Deliberadamente eu decidi não trazer os Favoritos porque durante uma série de dias eu fiz publicações sobre favoritos de tudo e mais alguma coisa sobre 2015, pelo que me pareceu que chegava e sobrava de Favoritos para um mês só. Ainda assim, adquiri nesse mês algumas coisas que depois não cheguei a falar e que aproveito para trazer agora. Já estamos em 2016 e Janeiro despede-se muito lentamente (que contraste cabal entre a minha sensação dos meses em 2015 e Janeiro de 2016, que soube a 3 meses). Acompanham-me?



Janeiro não foi um mês assim muito especial na compra de roupa mas há duas peças especiais que vos quero falar. A primeira foi a que usei para a Passagem de Ano/Aniversário do Diogo. Foi nas compras de Natal que encontrei esta blusa lindíssima da Zara e muito longe da minha zona de conforto, apesar de me sentir bem nela. Para mim, ter escolhido esta blusa por estrear e para estrear um novo ano foi muito marcante. Este é um ano em que sei que vou sair da minha zona de conforto a vários níveis e vestir uma peça que não grita o meu nome no primeiro segundo mas conseguir usá-la com confiança e adaptá-la ao meu mundo foi uma enorme mensagem para mim, além de que me senti elegante a noite inteira. Infelizmente a peça já não está disponível em catálogo online e eu ainda não tive oportunidade de lhe tirar uma foto.

Outra coisa que comprei para mim foi mais uma peça que não estava de todo à espera. Tinha entrado na Primark para ir buscar um artigo de casa e, a meio de um corredor encontrei esta peça de robe inacreditável. Vejamos, eu não sou grande acompanhante da Victoria's Secret mas aquilo que eu sempre gostei imenso, mais do que tudo o resto e o que todas as miúdas no fundo adoram na VS são duas coisas: os pijamas às riscas cor-de-rosa e os robes acetinados delas. São lindíssimos, elegantes e muito femininos. Então vejam o meu espanto quando vejo um robe acetinado e cor-de-rosa, inspirado nas Angels ali a sorrir para mim. Não consegui resistir, especialmente quando vi que só havia um com o meu tamanho. Com uma renda delicada nas mangas, assenta-me de uma forma tão feminina e gira, mal posso esperar que venha o Verão!

Uma outra coisa que usei na Passagem de Ano e que raramente (ou nunca, sejamos sinceros) uso foram... Bobby pins! Sim, mas não dos mais simples. Encontrei estes ganchos elegantes e com detalhes tão delicados que não resisti levar comigo e fizeram a diferença no conjunto final. Espero usá-los mais vezes, acho-os verdadeiramente elegantes!





Além do creme da edição limitada The Body Shop Virgin Mojito, um outro favorito da Body Shop que me acompanhou para todo o lado fui um lip butter de manga. Estava acompanhado do creme e fiquei apaixonada pelo cheiro que é maravilhoso. Mais pormenores do mesmo AQUI.

Em Janeiro estreei os produtos que vinham em conjunto com o perfume da Marc Jacobs. Um gel de banho e um creme e dos dois só tenho a dizer maravilhas. Não vou adiantar muito sobre os dois porque gostava de lhes dedicar uma publicação mas posso dizer-vos que estou completamente satisfeita e completamente desolada por saber que não se vendem em exclusivo.

Há coisa de uma semana recebemos um novo brinquedo em casa para nos entretermos. A juntarmos à Nespresso (que em nada a utilizo por não beber café mas que é a menina dos olhos dos meus pais) adquirimos a Dulce Gusto que, para mim, foi um autêntico carnaval! Diverti-me imenso a explorar as potencialidades todas da máquina e a comprar cápsulas para experimentar. Infelizmente depois fiquei doente e afastei-me destas amigas, mas ainda tive oportunidade de experimentar uma cápsula que vai direitinha para estes favoritos gulosos: Chococino caramel. É chocolate quente com caramelo e é tãooooo Starbucks! Leva o chocolate quente normal (que não é muito doce, graças a Deus, senão seria demasiado enjoativo) e depois leva uma espuma cremosa que tem o aroma acaramelado e é maravilhoso. Não é uma bebida que vá beber todo o santo dia mas não me vou importar nada de me fazer acompanhar dela numa manhã fria. Às vezes um gosto doce nos lábios logo pela manhã é tudo o que precisamos para começar o dia.



Estava eu no meu estudo intensivo quando a minha mãe chega a casa com um saco da pastelaria que tinha uma coisa extraordinária para experimentarmos, do café local do centro: broa de chocolate. Estão a ver as broas normais, doces? Peguem na consistência das mesmas e adicionem chocolate. Não muito doce, porque a própria massa por si só já é doce, mas tão guloso que dá vontade de comer umas três ou quatro seguidas. Leva um pouquinho de açúcar em pó por cima e alegrou definitivamente o meu estudo. Obrigada mãe!




Além do Perfume, que acabei de ler este mês e já vos apresentei, o meu favorito tem sido a minha Agenda Mr Wonderful, da qual também já escrevi a detalhe sobre ela aqui no blogue. Tem sido perfeita para abrir este ano comigo e, num mês tão atarefado como foi Janeiro, salvou vidas... Ou deadlines, pronto!



Este deveria ser um favorito de Dezembro, mas não resisti em partilhá-lo convosco aqui. A minha colecção de DVDs foi o meu projecto de 2015, que assim quero manter em 2016, apesar de a minha prioridade ter mudado (quero agora dar mais atenção aos cds) mas os Clássicos da Disney é algo que quero completar sem falta. E nos últimos dias de Dezembro, ofereceram-me... A Branca de Neve! Fiquei tão contente, é considerado o primeiro Clássico e fechar o meu objectivo com o primeiro dos Clássicos foi extraordinário. Rever os desenhos, o quão antigo era, as músicas, a história, o arrepiante momento da bruxa má... tudo isto acompanhado de pipocas e da família, foi soberbo. O Zangado continua a ser o meu anão espiritual!




Eu juro que tento, mas não resisto a canecas, e tenho mais uma na colecção. Não consigo, é muito amor para este design rústico e com um acabamento tão simples mas bonito. Adorei o formato, que foge à típica caneca cilíndrica e já a estou a gastar com todos os chás que bebo. Os amantes de canecas vão compreender-me nesta obsessão.




O final de Dezembro foi muito complicado e em especial porque me roubaram. Tive um enorme pesadelo com idas à polícia, anulação de cartões, formatação à distância do meu iPhone, e mais umas trezentas burocracias chatíssimas que só me deixavam ainda mais stressada. No meio disto tudo tive um momento extremamente "positivo": o facto de ter escolhido ter pago seguro ao meu outro telemóvel. Na altura toda a gente achou uma loucura, mas não quis correr riscos e foram poupados. Só que não havia o plus em loja para o 6 e mais uma carrada de infortúnios chatos e acabei por levar a edição mais recente, o iPhone 6s no tamanho normal, que é o que me acompanha agora. No meio disto tudo, a parte favorita do meu telemóvel para o Diogo foi a imagem do beta azul impressa na caixa do meu telemóvel, para o qual esteve a babar durante meia hora. E depois mais meia hora quando descobriu que havia betas como fundo de ecrã.


Por último nesta secção apresento-vos uma app que achei super engraçada para viajantes. Chama-se Been e basicamente quantifica-vos em percentagem o quanto já conhecem do mundo. Não precisam de contas, registos ou outros dramas. Simplesmente abrem, têm a visão de um globo e uma lista (sim, já têm a lista, bem completa por sinal, não precisam de escrever nada) de todos os países do planeta onde podem fazer um check. No final ele diz-vos em percentagem o quanto já viram do mundo ou dividido por continentes. Por exemplo, eu só conheço 3% do mundo (lágrimas a cair), 14% da Europa e 2% da América do Norte. Não é uma app para ficar eternamente no telemóvel mas é bem gira para matar a curiosidade.


A música acompanhou-me para todo o lado em Janeiro. Comprei um álbum (já a cumprir o meu objectivo) dos The Script, Science & Faith, apaixonei-me por imensas músicas do novo álbum dos The Weeknd (que nos fazem a todos sentir sexy à brava) e pela minha playlist Shower Concert do Spotify, que me acompanha em todos os momentos de banho. Aqui ficam algumas músicas soltas que estiveram on repeat no meu mês.



De Janeiro guardo imensos momentos, a começar claro, pelo aniversário do Diogo logo a 1 de Janeiro, com a minha entrega e apresentação do projecto de investigação e com o grande desafio de ir para a cozinha recrear as minhas receitas, algo que me deixou bastante ansiosa. A minha melhor amiga fez anos (parabéns outra vez Lisbon!) mas agora vivendo em cidades diferentes começa a ser difícil arranjar um espaço para festejar. Mas está prometido que farei a festa, nem que seja no Verão! Foi em Janeiro também que recordei que foi há um ano que fui no meu primeiro date com o Diogo (as miúdas nunca se esquecem destas lamechices) e foi o aniversário da avó, cheio de gente gira, bem disposta e comida na mesa.


A agradecer à minha pastelaria favorita em Torres por, a qualquer hora do dia, a qualquer momento que chegue de Lisboa, ter sempre um croissant quentinho pronto para mim e uma enorme simpatia para me receberem. Agradecer ao Diogo por me conseguir fazer acordar a uma Segunda-Feira às 7h da manhã a rir à gargalhada e a fazer lutas de almofadas para iniciar o dia. Agradecer à avó e às suas sopas maravilhosas e reforçadas que tão bem tomaram conta de mim nestes últimos dias adoentada e agradecer à mãe por cuidar de mim com chás maravilhosos e comidas fabulosas. Agradecer a ajuda do Diogo a preparar os pratos e aos dias de sol primaveril de Janeiro que me deixaram almoçar na esplanada sem morrer de frio e dar passeios maravilhosos à tarde. Agradecer ao Café do Preto por ter sempre queijadinhas que me deixam de sorriso na boca. Agradecer à mãe por ter conseguido arranjar a receita das espetadas chinesas que me fez bater palminhas de alegria e ao pai por, inesperadamente ao final do dia ter sempre bons convites para irmos jantar fora entre gargalhadas e conversas de viagens.

Nota: Todas as ilustrações presentes nos separadores são da autoria de Evelyn Henson.

10 comentários:

  1. Que favoritos maravilhosos, Inês! Adorei a nova roupagem desta rubrica, está um mimo! Que fevereiro traga favoritos ainda melhores - se é que tal é possível!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. INÊS, ONDE É QUE COMPRASTE ESSA CANECA GIRA?? xD

    Em relação ao roubo do teu telemóvel, sabes que te percebo e muito. :( Sentimos-nos despidas quando nos tiram algo que é nosso e que tanto estimamos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comprei na Kasa (acho que é assim que se escreve). É aquela loja toda decor do Continente. Havia em azul também e acho que custavam 1 euro :)

      Além da perda é uma chatice com burocracias. Nunca pensei que fosse tão cansativo.

      Eliminar
  3. Gostei tanto! Aliás, gosto muito deste tema! :)
    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  4. Gostei particularmente dos ganchinhos e do filme da Branca de Neve (fechaste o ano com chave de ouro!) :)

    ResponderEliminar
  5. Provei também este verão as broas de cacau! Adorooo. Não sou muito de doces, mas não lhes resisto. De todo!
    Tenho um gostinho especial pelo Zangado como tu :)

    Esta rubrica é excelente. Continua! Beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Fabuloso Nês! A máquina Dulce Gusto é um pequeno tesourinho! E já estive em 2% do mundo e 8% da Europa! Os teus favoritos são sempre brutais!

    ResponderEliminar
  7. Que lindoss! Adorei o pijaminha e a caneca haha
    Beijão da Gabi
    https://blogbygabi.wordpress.com/

    ResponderEliminar
  8. R: A sério? Tão girooo! O que o nosso carnaval faz às pessoas, eheh!

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)