segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Fotografia da minha autoria, por favor, não a utilizar sem autorização prévia
Este Domingo tive um verdadeiro Domingo de Natal como sempre imaginei. Sei lá, acho que todos construímos na cabeça uma ideia de como seria um momento perfeito de qualquer-coisa e depois às vezes esse momento acontece e outras nem por isso. Sempre que passeava nas ruas de Natal imaginava-me assim e ontem poder concretizar uma ideia que ficava escondida na minha cabeça sem a partilhar com ninguém foi estranhamente emocionante.

Comprar a prenda para a minha mãe e pensar em cada detalhe e pormenor com a ajuda dele a ser pragmático e a lembrar-me do que é essencial quando me perco em ideias. Poder pôr um bocado os apontamentos de lado (não tenho parado até agora com Epidemiologia) para ir ao centro lanchar e ele escolher o café que estava mesmo ao pé da árvore de Natal para eu poder observá-la abrigada. Beber um chá preto bem quente enquanto a Christmas Lights dos Coldplay passa nas colunas de rua (sim, em Torres temos colunas de rua e por toda a cidade toca músicas de Natal - nós já somos experientes neste campo porque no Carnaval a fórmula é a mesma com chuva ou Sol) e poder cantar as letras com ele.

Passear a ver as luzes de mão dada e perder alguns minutos a ver cada detalhe (e a tirar fotografias que fiquem bonitas no meu coração). Ver as montras e embaciar os vidros para querermos ver os pormenores bem de perto. Dar a volta à cidade inteira com as nossas mãos entrelaçadas mas bem escondidas no interior dos bolsos quentinhos do casaco dele. A calmaria que reina nas ruas de Torres no Domingo, deixando a cidade quase deserta para nós. 

Há coisas tão simples que me preenchem de uma forma inacreditável. Vou guardar este momento no meu coração para sempre. E vou sentir-me sempre quentinha quando o relembrar. Acho que, naquelas horas, não conseguiria ser mais feliz que aquilo. Para mim era quimicamente impossível. 

4 comentários:

  1. E acho que mais fantástico ainda é teres conseguido transmitir tudo isso num texto tão bonito. Obrigada pelo sorriso com que me deixas sempre que leio estas tuas divagações, Inês.
    ps. Aqui em Braga também costumamos ter as famosas colunas de rua com música de Natal e é incrível o ambiente que promovem imediatamente :)

    ResponderEliminar
  2. Muitos Parabéns pela forma como descreveste tudo o que viste e como sentiste cada coisa, sem duvida que ler este teu texto fez-me sorrir, és fantástica. Que tenhas um ótimo Natal e que mais dias como o teu Domingo se repintam porque tu mereces.

    ResponderEliminar
  3. O teu post deixou-me feliz também (: ainda bem que existem essas pessoas na nossa vida e ainda bem que proporcionam momentos desses!

    ResponderEliminar
  4. E é tão bom quando assim é. Lembra-nos o verdadeiro significado da palavra felicidade que está nas mais pequenas coisas... E que só é real quando partilhada!!

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)