segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

FILMES || Hotel Transylvania 2



Vi o primeiro filme no Natal do ano passado e adorei-o. Com as devidas piadas para crianças e para adultos, o filme perfeito para se ver em família. E quando vi o trailer do segundo filme, torci o nariz. Pensei "claramente não estavam à espera de tanto sucesso e agora querem fazer uma segunda receita. Mas será que tem a mesma qualidade que o primeiro?".
Levei o meu pequenito para ver o filme sem expectativas, pelo menos do meu lado, já que ele estava um sino por ver vampiros engraçados outra vez.

Para esta segunda aventura, vemos Mavis e Jonathan num registo mais adulto. Muito apaixonados, casados e com um filhote nos braços, o pequeno Dennis. E, apesar da convivência um pouco mais pacífica com os humanos, o Conde Drácula tem grandes expectativas de que o seu netinho seja um vampiro e que os seus caninos cresçam até aos seus 5 anos de idade. Mavis, muito protectora do seu filho, não se importa se ele venha a ser humano ou vampiro e luta pela integração segura do pequeno no mundo, achando que a melhor decisão é deixar o Hotel e ir viver para a Califórnia, terra natal do Jonathan (e da qual ele não gosta nada, já que prefere ficar no Hotel). O Drácula decide então arranjar um plano para ter tempo de qualidade com o Dennis e poder sobressair os seus poderes de vampiro antes que a Mavis tome a decisão definitiva de se mudar.

Não parece quase nada apetecível para um adulto ir ver um tipo de história destas porque, vejamos as coisas com sinceridade, quando os filmes de animação não são da Disney começamos sempre a suspeitar que sejam meeeeesmo só para crianças com piadas fáceis e uma história chata. Mas eu já tinha visto o primeiro filme e sabia que eles tinham uma receita para nós. E saí de lá agradavelmente surpreendida. O quase raro aconteceu: a sequela teve mais piada que a primeira. Esmeraram-se por fazer um filme que fizesse a pena vir ao sucesso do primeiro e tenho imensos pontos positivos a tirar desta história tão vampírica;

Primeiro, as mensagens actuais. Vivemos num mundo cada vez mais tecnológico, online, à distância de um toque e cada vez mais precisamos de mais terror para nos sentirmos assustados. E se o mundo é assim, o mundo dos monstros não ficaria atrás, pois não?
Depois tem outras mensagens soberbas sobre tempo de qualidade com o nosso parceiro. Com a nossa família. Arranjar tempo para dar atenção, coisa que nem se devia pedir. E, claro, o dever de aceitarmos os outros como são. Há piadas para todas as faixas etárias e é um filme que flui bem, perfeito para os miúdos.

Estava com imenso medo de pagar uma fortuna no cinema por um filme que não se equiparasse ao primeiro mas pensei que por ver o meu miúdo tão feliz com pipocas na mão ia valer muito a pena. Não só valeu a pena como a qualidade do filme está fantástica, a receita é muito divertida e a história é maravilhosa. Se puderem, vão ver. E se não viram o primeiro, não há problema, não irão sentir-se perdidos.


6 comentários:

  1. Ainda não vi o segundo, mas gostei muito do primeiro.
    Tenho que ir ver o 2 parece-me ser giro ;)

    ResponderEliminar
  2. Eu também vi o primeiro e adorei. Já vi o trailer do segundo e também me pareceu ser fantástico, mas ainda não fui ver.

    ResponderEliminar
  3. Já vi os dois e concordo contigo, é dos poucos casos em que a sequela não é inferior ao original. Não digo que tenha sido melhor, mas considero que estão ao mesmo nível. O núcleo de personagens principais é interessante e adoro o facto da Wanda estar sempre grávida haha.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  4. Eu vi o primeiro e adorei, vi o segundo e fiquei rendida. Quero voltar a ser criança!! xD

    ResponderEliminar
  5. Quero imenso vê-lo, mas eu vou optar por ver em casa. Tal como tu adorei o primeiro e estava com algum receio que o segundo não fosse bom, mas depois de ler a tua crítica já fiquei mais entusiasmada.

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)