terça-feira, 3 de novembro de 2015

BLOGOSFERA || Coisas que quem vai começar um blogue devia saber


Procurar por outros bloggers na comunidade antes de começar: É absurdamente complicado explicar às pessoas o que é um blogue, o que escrevemos nele e porque escrevemos nele. Não é como praticar um desporto ou escolher um livro para ler, é algo muito mais pessoal, personalizado e específico. Por isso se queres começar um blogue não tentes encontrar uma definição específica de um blogue ou blogger e procura pessoas nessa comunidade para te inspirares, tirares ideias e ambientares-te melhor ao conceito.

Vais falar para o boneco durante muito tempo: Não faz mal, todos começámos assim, em que o nosso único leitor éramos nós ou um amigo que, coitado, fazia a Leitura de Misericórdia. Habitua-te a uma visualização por dia (a tua para veres como está o blogue), a 0 seguidores durante algumas semanas e aos 0 comentários durante tempos que parecem milhões de anos. Vais estar a falar para as paredes e é aqui que se distinguem os bons; os que não se importam com isso e continuam a cuidar e a "regar" o blogue até que alguém os descubra (ou muitos "alguéns").

Não faças promessas no Verão/Férias: Nas férias, especialmente no Verão, é enjoativo a quantidade de projectos e ideias que os bloggers inventam. Mas chega Setembro e ninguém tem o gás nem a garra (ou seja, o tempo) para ir com a bola para a frente e prosseguirem com esses projectos. Conselho: se tens uma ideia muito boa, estima quanto tempo demoras a concretizá-la e tenta começá-la já em época de trabalho. Vês logo como consegues geri-la e como adaptá-la a dias preenchidos. Os planos de Verão raramente sobrevivem.

Se queres um bom blogue, empenha-te: Nenhum blogue vai longe se mantiveres o mesmo template de quando o criaste, se publicas quando te lembras dele ou se os textos nem sequer têm a tua essência lá. Se vais de mês a mês escrever num blogue sem qualquer personalidade sobre uma frase que ninguém compreende a não ser a tua metáfora interior, cancela o blogue, arranja um notebook giro que se farta e escreve nele. Ninguém te irá conseguir acompanhar nesse raciocínio, a sério.

No momento em que quiseres descarregar raiva no blogue vai fazer qualquer coisa: É muito tentador desabafar aqui as nossas frustrações e queixarmo-nos de algumas injustiças da vida, dos nossos amigos ou familiares mas não o faças, por mais discrição que tentes manter. É como quando fechamos a porta do quarto à bruta, arrependes-te logo a seguir. Vai fazer outras coisas, ouvir música, passear, comer ou então escreve sobre uma recomendação qualquer, uma música que gostes. Não laves roupa suja aqui. Ninguém quer saber se estás chateada com a tua mãe, tu não queres daqui a uns meses ver que foste rude em relação à tua mãe e a tua mãe não merece. Partilha connosco o teu melhor momento do dia, verás que fica um blogue muito mais bonito (por dentro e por fora).

Ter um (bom) blogue dá trabalho: Exige que estejas sempre a pensar em novo conteúdo, exige que mantenhas contacto com quem te lê, exige gestão dos teus afazeres prioritários, dos teus momentos sociais e do tempo para vires cá escrever, exige empenho, brio na escrita, dedicação. Os bons blogues, por detrás de cada post têm milhões de "Então como o vou escrever? Como vou expor esta ideia? Como é que vou passar este meu pensamento para palavras? Como quero que fique?" E isto nem sempre é assim tão fácil.

Não precisas de ter milhões de parcerias, câmaras boas, trezentas redes sociais associadas ou um rosto de Princesa da Disney para teres um blogue bonito: Óbvio que todos estes detalhes ajudam a dar um visibilidade astronómica e ajudam também a elevar o teu trabalho a um outro nível, mas não passam disso mesmo, ferramentas. Não são mandatarias nem essenciais para um blogue de qualidade. Por mais que as fotos bonitas sejam um must, por mais que as parcerias sejam um chamariz, por mais que as divulgações do blogue noutras redes sejam espectaculares, um leitor fiel vai, no fundo, contar e apenas contar com a tua identidade nas publicações e em boas publicações. Podem não ter o premium de qualidade nem o patrocínio de marca Y, mas se meteste o teu coração todo numa publicação, se partilhaste um pensamento honesto e sincero e pertinente para o leitor, se entregaste parte de ti em cada texto, eles ficam cá. Eles vão gostar de ti e do teu blogue. Porque no fundo é isso que importa. O resto são pózinhos de alegria.

Os blogues não vêm com instruções do IKEA: Não há uma fórmula perfeita para ser blogger nem uma receita para o sucesso dos teus posts. É muito por tentativa erro. Arrependimento de fazer assim e mudar. Ajustar, adaptar às nossas fases da vida. É ir escrevendo e vendo o que melhor resulta connosco. E não ter medo de arriscar e mostrarmos que somos bons no que fazemos. O facto de o teu post não ter montes de comentários ou o teu blogue não ter tantos seguidores não te invalida como boa blogger, jamais penses dessa forma. Não desistas, adapta-te, transforma o que queres transformar e mete muito a pata na poça. É assim que se começa!

Espero que tenham sido dicas encorajadoras. Sintam-se mais que à vontade de adicionar nos comentários mais alguns conselhos que sejam pertinentes também e que me possa ter esquecido!

20 comentários:

  1. Excelentes dicas e acho que fiz mil bem em não desistir do meu blogue nos primeiros dias!

    ResponderEliminar
  2. Dicas muito boas e encorajadoras, mesmo para aqueles que já aqui andam há imenso tempo. Admiro a maneira como tens a capacidade de nos fazer sentir acompanhados por ti, enquanto escutamos aquilo que escreves.
    Penso que o melhor conselho que se pode dar a qualquer blogger é a nunca desistirem daquilo que fazem e acreditarem no poder da sua palavra. Isso é muito importante.
    Beijinhos.

    avidadelyne.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. obrigada por nos teres sempre habituado ao teu blogue, aos teus post, e a seres tu própria :)

    ResponderEliminar
  4. É verdade! O tempo que eu demoro só para escolher a imagem ou, na maioria das vezes, compô-la... é uma coisa que exige um repensar ciclico. F5. F5.

    ResponderEliminar
  5. Ora aqui está uma publicação cheia de qualidade! Concordo com tudo, especialmente com o seguinte ponto: No momento em que quiseres descarregar raiva no blogue vai fazer qualquer coisa.

    ResponderEliminar
  6. É tão verdade. Os primeiros tempos no blogue são difíceis, não vou mentir. Primeiro porque não é fácil ter sempre criatividade para inovar em todos os posts, e depois porque falamos para o boneco durante algum tempo, tal como disses-te. E depois, há muita gente que pensa que ter um blogue é fácil. Não é verdade. É preciso haver amor e dedicação pelo que se faz.

    http://theeyesofamermaid.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Boas dicas, mas um blogue também é aquilo que o leitor quer que seja.
    Depende do seu intuito, e daí o empenho ao mesmo e a sua frequência.

    Quanto à cara da Princesa da Disney, confesso que me caiu a carapuça! Ahah!
    Mas a polegarzinha tem uma razão de ser. :)

    ResponderEliminar
  8. Palminhas. Excelente post. Não podia concordar mais com as tuas palavras.

    ResponderEliminar
  9. Grandes dicas e tudo verdade, verdadinha! :)

    ResponderEliminar
  10. Concordo com tudo o que escreveste :)

    ResponderEliminar
  11. Inn, gostava que fizesses um post a explicar prós e contras de morar com amigos em Lisboa e viveres em tua casa no tempo da faculdade :) beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo pedido e sugestão, Maria, mas esse tipo de posts eu não tenho em plano fazer.
      Espero que encontres as tuas respostas o melhor possível :)

      Eliminar
    2. tu nao moras sempre na mesma casa?

      Eliminar
  12. Inês, podes fazer um post sobre aquele sitio onde tiraste a tua ultima foto no instagram? Ou dizeres onde é? Parece o Portugal dos Pequeninos *-* tenho muita curiosidade. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o Jardim Zoológico de Lisboa, anónimo x) já falei dele aqui no blogue, beijinho :)

      Eliminar
  13. adorei o post, sinto que me identifiquei com muitos dos conselhos que destes e muitos outros foram uma lembrança de que todo o trabalho vale a pena. Excelente conteúdo, parabéns :)
    beijinhos

    http://umacolherdearroz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)