sábado, 3 de outubro de 2015

MUNDO || Ensino e conhecimento


Todos os anos fala-se da mesma coisa, do ensino português, da qualidade do ensino nórdico, do desinteresse geral por parte dos alunos em relação à escola e isso realmente faz-me confusão porque cada vez mais a geração mais nova (e muita gente da minha, não se deixem enganar) não tem a mínima noção disto, que eu espero que entre na cabeça de toda a gente:

O ensino, a oportunidade de conhecerem mais, é um privilégio.

É precisamente o que estou a escrever. O facto de vocês estarem agora apinhados de trabalhos de casa, trabalhos de faculdade, datas de frequências é um dos maiores privilégios da vossa vida. Porque mais de metade do mundo não o tem. Porque muita gente da nossa idade não pode fazer o mesmo, não pode ter o direito a ser ensinado, a trabalhar para uma possível carreira profissional. Eles nunca saberão tanto como nós e só o facto de podermos, todos os dias, sentar-nos e aprender mais devia ser algo a que devíamos estar gratos porque não é uma obrigação, não é um aborrecimento, é a maior sorte que têm na vida. Entrarem no curso que sonham na faculdade vale ouro e deviam lembrar-se disso toda a vez que se queixam de acordar cedíssimo para lá ir. Eu também me queixo mas rapidamente me arrependo quando o faço, sinto-me absolutamente ridícula quando o faço porque tenho a sorte incrível de poder ter um sítio onde aprender e ter o dinheiro para pagar. Ao contrário do que dizem, o ensino (infelizmente) não é para todos e devíamos lembrar-nos disso mais vezes. 

Eu penso imenso nisto quando vou para a Faculdade. Cada vez que passo aqueles portões gigantes, o túnel e entro numa sala para ter mais uma aula que garante um passo à frente para aquilo que quero fazer, por muito trabalho e ansiedade que exija de mim, é o maior privilégio que vou ter na vida. Existem por este mundo fora génios dos mais variados temas, cientistas que descobririam as curas das mais macabras doenças, músicos que estão por ler a minha alma, matemáticos e físicos que desvendariam o que agora parece impossível e nunca terão ao seu lado um lápis, um guia e um mentor para essa magia acontecer.

Pensem nisso.

7 comentários:

  1. Como não pensar nisto quando temos uma blogger como tu que nos faz cair do berço de ouro e pensar nestas entrelinhas que mais ninguém vê tão claramente? É realmente uma das coisas que não devemos tomar por garantido. Não só em relação à oportunidade de termos uma educação escolar mas sim pela boa sorte de vivermos num sítio relativamente calmo, onde o dia de amanhã apesar de parecer assustador por vezes, acontece e acaba bem. Temos privilégios. Que nos aproveitemos deles com a dose certa de consciência.

    ResponderEliminar
  2. Nunca pensei desta forma, obrigada por me abrires os olhos Inês! :)

    ResponderEliminar
  3. Bem verdade. O ensino realmente não é para todos porque nem todos têm acesso / dinheiro para ele dependendo dos casos e quem o tem deveria realmente sentir-se um privilegiado.

    ResponderEliminar
  4. R: Obrigado pelas palavras, Inn! Fico contente por teres gostado do resultado :D

    ResponderEliminar
  5. Penso nisto tantas vezes. Acaba por em certas alturas em que estou mais desmotivada funcionar como motivação, até para que algum dia, quem sabe, conseguir garantir esta oportunidade para outras pessoas que a merecem igualmente, mas que por certas razões não conseguiram.
    Gostei muito de post.

    ResponderEliminar
  6. Realmente é mesmo. Conheci um rapariga na charcutaria do Pingo Doce que estava a trabalhar lá enquanto uma senhora estava de baixa e agora, farta de mandar currículos para todo o lado e sem possibilidades de prosseguir estudos, é uma rapariga de 20 anos desempregada e sem previsão de um futuro melhor. A educação é sem dúvida um privilégio e é uma pena que a maioria dos jovens não vejam isso.
    Beijinhos Inês, gostei muito do post :)

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)