terça-feira, 11 de agosto de 2015

FILMES || Minions


Era Dezembro e lá me mostrava ele, muito entusiasmado, o trailer do filme dos Minions. Ainda nem namorávamos e combinámos, em Janeiro, no meio de um almoço de pizza que iríamos ver o filme pelo qual o trailer já sabíamos de cor e salteado, juntos. Em Agosto a promessa foi cumprida, de mão dada e uma pepsi gigante com duas pequenas palhinhas a partilhar. E não podia ter sido melhor!

Ao contrário do Divertida Mente, este é o filme certo para ver com miúdos porque não existem assim tantas mensagens subtis para a malta mais adulta, ou ideias complexas a absorver para acompanhar o filme. Porém,  a sala (cheia, acrescento) não tinha uma única criança mas não é de admirar muito que o verdadeiro interesse para tanto adulto ir ver o filme é a animação daqueles bonecos amarelos e fofinhos. Até nós somos culpados.

A história não é a mais brilhante do mundo. Fala da demanda dos Minions na busca de um chefe, antes de conhecerem o Gru. Após muitas tentativas falhadas é em Orlando (adorei a piada acerca desta cidade que é tão recente) que Kevin, Stuart e Bob conhecem Scarlet Overkill, uma poderosa vilã com um objectivo grandioso: roubar a coroa à Rainha de Inglaterra. É com estes três pequenos amarelos que Scarlet vai contar para poder avançar com o seu plano malévolo (e parvo).

No meio deste forrobodó de bananas, é de destacar a qualidade impressionante do grafismo do filme. Maravilhoso, com muito detalhe, realista e envolvente, a caricatura inglesa tão bem presente no filme e a banda sonora que é estrondosa (o Diogo quase que deitava as pipocas ao ar a delirar com os momentos Jimi Hendrix) e que nos proporcionou muitos momentos de karaoke a ver o filme porque não havia muita gente à nossa volta.

O filme conquista-nos pela língua tão engraçada dos Minions, pelas personagens cómicas (se eu fosse Sua Majestade ia adorar a caricatura) e pelos momentos de humor. Não é o filme de animação da vossa vida e não estão ali alicerçadas grandes lições de moral que costumam ser tão tradicionais como em filmes da Disney, por exemplo, mas são Minions, com uma voz de chorar a rir, um bom traço e música genial. Não é preciso muito mais para divertir miúdos e graúdos.

9 comentários:

  1. Nunca vi nada relacionado com os Minions... Sinto-me excluída da sociedade x)

    ResponderEliminar
  2. Quando vi o primeiro "Despicable Me" adorei os minions! O segundo filme foi bom mas devido ao sucesso das personagens amarelas, acabaram por ganhar demasiado tempo de antena. Tenho imensa curiosidade para ver este filme dos "Minions", mas não sei até que ponto não será um pouco maçador. Pelo que tenho lido, e agora com o teu texto, as pessoas adoraram, portanto vou reservar julgamentos para depois :)

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  3. Quero ver mas ainda não tive oportunidade :) *

    ResponderEliminar
  4. Ainda não vi os dois filmes do Gru e os Minions não me convenceram quando os dois filmes saíram, mas agora que têm um filme só deles, não sei porquê, tenho imensa vontade de ver. Tenho mesmo de ver se consigo ir!

    ResponderEliminar
  5. Eu gostei particularmente, para além disso tudo que falaste, das referências históricas e culturais (:

    ResponderEliminar
  6. Concordo com o que escreveste!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  7. nao tenho curiosidade nenhuma nessa palhaçada

    ResponderEliminar
  8. Eu fui ver ontem o filme e adorei! Eu que não sou muito de filmes de animação...

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)