sábado, 20 de junho de 2015

PASSAPORTE || Welcome to SpidersLand, err, I mean, Australia!


Os meus primos australianos fascinam-me e assustam-me. Não, não eles em si, mas as suas histórias! Desde que me lembro que me convidam para ir a Sidney e a oportunidade ainda não surgiu porque quero ir lá com tempo para todas as voltas que tenho de dar. Mas se por um lado há uma parte de mim triste por ainda não ter feito essa viagem, por outro fico radiante por esse momento de superar medos ainda não ter chegado. Eles bem que dizem que, se lá for, metem os 15 mil sprays anti-aranhas para mim. Eles bem que dizem que as coisas não são como na BBC vida selvagem. Mas no minuto a seguir estão a contar as histórias mais assustadoras de sempre!
Como quando eles estavam no supermercado a fazer compras e o mesmo foi evacuado porque estava uma cobra no meio das frutas. Já imaginaram o que era estarem no Continente armados em nutris a escolher papaias e mais umas quantas frutas da moda e do nada aparecer uma cobrazorra a pedir um osso vosso? Surprise, surprise, my dinner has legs!
Ou como quando estavam na praia e o alerta típico que é lançado quando há tubarões perto da costa soou e toda a gente foge da praia como se viesse aí um tsunami. Eles fogem mesmo na areia, como se um tubarão filho de Belzebu fosse saltar por aí adentro para roubar biquínis! 
Ou como têm de limpar o sótão com luvas especiais porque há "típicas" aranhas brancas venenosas lá a viver e, se forem picados, morrem!
Ouuuuuuuuu (sim, eu ainda não acabei), como apanham tarântulas horripilantes no jardim ou cobras vermelhas a vaguear nas flores e têm de chamar aqueles tratadores ou assustá-las a bala de pólvora porque se chegarem perto levam uma mordidela fatal.

Mas contam isto com a naturalidade com que vocês contam que andam há uma semana a estudar e a rir porque são histórias tão giras! O momento mais perigoso que tive cá em casa foi quando bati com o mindinho na esquina do móvel mas eles vivem no limite com aranhas noivas no telhado de suas casas! Eu iria morrer de enfarte se lá vivesse!

"Então, Nês, quando vens?", quando tiver um macacão à prova de bichos perigosos. Ou com o meu namorado à frente para me indicar a espécie e o seu nível de veneno. Ou quando deixar de ser uma galinha cagarolas cheia de medo. Algo me diz que esta última não vai acontecer, sorry aborígenes. 

6 comentários:

  1. A Austrália também me fascina mas realmente toda essa parte que acabaste me contar não me agrada muito.

    ResponderEliminar
  2. Eu não podia viver, de todo, na Austrália. Sou uma "galinha cagarolas", como dizes xD Só de ver uma aranha daquelas comuns já grito e juro não pôr os pés em casa se ninguém a tirar de lá, quanto mais... :b É isso e centopeias, odeio odeio odeio!

    ResponderEliminar
  3. Eu não podia viver, de todo, na Austrália. Sou uma "galinha cagarolas", como dizes xD Só de ver uma aranha daquelas comuns já grito e juro não pôr os pés em casa se ninguém a tirar de lá, quanto mais... :b É isso e centopeias, odeio odeio odeio!

    ResponderEliminar
  4. Acho que acabei de decidir que não vou visitar a Austrália! Obrigada, Inês!!!

    ResponderEliminar
  5. Ahahah o que me ri com a tua escrita xD Adorei!! Mesmo com esses perigos todos, sem dúvida que deve ser uma experiência fantástica :D Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Por acaso não tenho medo de aranhas nem de cobras mas claro que se forem dessas que me podem matar......... A história é outra :p Quero imenso ir à Austrália!

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)