sexta-feira, 26 de junho de 2015

LIVROS || O Quarto Mágico


Este é um livro que mistura umas mil vidas distintas mas que, na narração, foca principalmente duas: a vida de Josey, uma rapariga com alguma baixa auto-estima e sentimento de culpa ligado à mãe, rica, com uma paixão secreta pelo carteiro e com um armário que tem uma parede falsa onde esconde todos os chocolates e doces que quer comer às escondidas da sua mãe - apesar de ter 27 anos - romances e revistas de viagens. É nesse armário que vê, inesperadamente, uma mulher escondida. Cheira a água do rio e a cigarros, está imunda, suja e além de suplicar pelo sossego de Josey, cujo o seu primeiro instinto é ordenar que a mulher saia imediatamente dali e perguntar-lhe porque está escondida no seu armário, implora-lhe por ajuda.

A segunda história é sobre Cloe, uma rapariga que trabalha num quiosque de sanduíches e que vê o seu coração partido quando descobre que o seu namorado a traiu num caso de uma noite. Além de ter de lidar com uma separação que não desejava - mas que se obrigou a fazê-la, pela traição - lida também com algo mágico: os livros, que perseguem-na em diferentes divisões da casa e aparecem nos cantos mais inóspitos, sempre com um tema muito ligado à sua situação de vida. Durante semanas vê-se perseguida por um livro de título "Como Encontrar o Perdão", acto que ela não quer fazer em relação ao Jake, o seu ex-namorado.

Todos estes enredos acabam por se misturar e mostrar que nada é o que parece. Há uma revelação chocante (duas, mas a primeira já desconfiava, a segunda não fazia a menor ideia) e algo de encantador na forma como Sarah descreve as relações que fazem o meu coração palpitar de alegria e ansiedade. Com uma grande alusão a doces e magia, é um livro simpático, com humor, leve e muito amoroso, que nos faz pensar no quão interligadas estão as nossas vidas com outras pessoas sem o imaginarmos e o quão difícil é tomarmos decisões definitivas.

Apesar de odiar de morte as capas que têm figurado os livros de SAA (e a tradução do título, acho que o original "The Sugar Queen" é muito mais giro), continua a ser uma das minhas escritoras de romance favoritas, por ter aquela dose q.b. de tudo o que nos faz sonhar: história, comida, amor, enredo. As folhas são amareladas e de textura enrugada, que nos fazem querer saltar de capítulo para capítulo a uma velocidade voraz. Dá um excelente foco a todas as personagens, o que nos permite que não enjoemos demasiado com a história de cada um deles. 


Autora: Sarah Addison Allen (cujo outro livro já falei aqui)
Nº de páginas: 275
Disponível na WOOK (ao comprares este livro através deste link, estás a contribuir para o crescimento do Bobby Pins)

8 comentários:

  1. Não conhecia, parece ser um livro muito giro :p

    ResponderEliminar
  2. Andava à procura de um livro para ler, talvez opte por esse :) deixou-me curiosa

    ResponderEliminar
  3. Parece-me ser tão giro... Já vai direitinho para a lista de livros que quero ler depois de ler todos aqueles que tenho na estante.

    ResponderEliminar
  4. Tenho esse livro em casa ao tempo e nunca me cativou para o ler... Agora fiquei curiosa

    ResponderEliminar
  5. Desde que li "O Jardim Encantado" da mesma autora fiquei maravilhada com a sua maneira mágica e simples de escrever. Já tinha a maioria dos livros dela, mas faltava-me este (e acho que ainda me falta um). Mas lá chegou a Feira do Livro e eu consegui encontrá-lo assim do nada, a um óptimo preço. Estou desejosa de ler uma vez mais estas páginas maravilhosas!

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)