terça-feira, 5 de maio de 2015

PASSAPORTE || Perdida numa cidade que não conheço, e agora?


Um dos clássicos da arte de viajar, seja para que sítio for, é perdermo-nos. Com a vista, com a beleza... E também literalmente nos perdemos! E nessas alturas, por vezes, podem surgir grandes confusões - especialmente nas estreias de viagem -. Queria deixar-vos aqui alguns conselhos de experiência própria, porque este também é um ponto de viagem importante!



Don't panic
Primeira coisa a perceber; é normal. Estás numa cidade que não conheces, a familiaridade com o mapa não é grande e por vezes é a própria organização e localização da cidade que não ajuda. É perfeitamente natural que te percas e não precisas de entrar em pânico. Relaxa, calha a todos.

Orienta o mapa
Manter o mapa na posição que te permite ler as ruas de forma direita pode não ser muito vantajoso quando tens pequenos momentos de desorientação. Se estas a andar de forma perpendicular à posição que tens no mapa, o mais provável que pode acontecer é esqueceres esse facto por momentos e seguires a rua errada. Mesmo que não estejas perdida, tenta orientar o mapa de forma a que a rua que estás a atravessar esteja na vertical quando olhas para o mapa, mesmo que para isso tenhas de ler os locais e ruas com a cabeça para o lado de vez em quando. Assim, se te perderes ou desorientares não vais perder tempo a perceber em que zona da rua estás ou em que cruzamento te podes guiar.

Procura o rio
A cidade tem rio? Fabuloso. Se estás perdida, tenta procurar o rio e, a partir daí e com a ajuda do mapa, tenta localizar-te. Com o rio não dá para enganar porque, se está à tua esquerda, só tens de abordar as ruas do mapa que estão à direita do rio. E a partir daí, além de te localizares, saberás para onde seguir. Podes demorar mais tempo nos teus percursos mas é a forma mais segura de perceberes onde estás.

Postos de turismo e polícia
Estás farta de mapas, não há rio e começas a ficar ansiosa? Muito bem, procura postos de turismo ou a polícia. Porquê estes e não cidadãos comuns? Se poderes, dá preferência aos primeiros porque estão talhados para isso, para te dar informações e indicações e vão tentar esforçar-se. O mais provável que aconteça se perguntares a pessoas que vês na rua é que te ignorem, digam que não sabem e dêem as indicações erradas. Aposta em polícia ou postos de turismo e vais sair de lá mais segura para onde caminhar.

Algum destes sítios é familiar? 
Por vezes estamos tão inebriados com a sensação de estarmos perdidos, desorientados, aborrecidos com o mapa ou as ruas que nem prestamos mesmo atenção ao que está ao nosso redor. Olha bem para a rua onde estás ou praça e tenta perceber se já lá estiveste antes. Sem pânico ou pressão, lembra-te. Reconheces algum edifício, loja? Por vezes podem ser cruciais para perceber se estás no caminho certo ou a andar às voltas...

Não te chateies com os teus parceiros de viagem
Se a culpa na verdade é do teu amigo que vos apontou para a direcção errada, não discutam nem comecem a embirrar pelo erro dele. Tal como tu, ele também se está a ambientar às ruas, ao mapa e é normal para ele também perder-se. Pode acontecer com qualquer um e ainda que seja uma batalha de nervos ter de remediar a asneira, não foi por mal e ele não vai sentir-se melhor se o acusares e apontares o dedo. Só vai trazer mau clima para o grupo ou para a tua companhia e ninguém quer andar a fazer turismo com uma sensação de mau estar entre parceiros, pois não? Não te aborreças e ajuda-o a remediar, sem rancor! Podias ser tu a confundir a esquerda com a direita.

Evita ruas isoladas
Se estás perdida, evita ruas isoladas, não só por uma questão de segurança como também por uma questão de estratégia. Se estás perdida e precisas de alguém que te oriente, não faz sentido estares numa rua que não conheces vazia. Mesmo que continues a não perceber para que rua vais, escolhe uma onde passem muitas pessoas. Assim terás várias opções para abordar e não te sentirás tão isolada e assustada.

Desenha e usa o mapa para falares com as pessoas
Lembram-se de dar o croquis em geografia? De terem de desenhar ruas ou edifícios para as pessoas saberem para onde ir? Voltem a dar uso a isso e ao mapa também. Especialmente se há um grande entrave linguístico (ou não arranhas nem um pouco o inglês, ups!). Usa o mapa para te ajudarem a perceber onde estás naquele momento e a ensinarem-te como seguir para o destino que queres. Usa desenhos, escreve moradas, tudo o que achares necessário para conseguires comunicar com quem te está a tentar ajudar.

Wi-fi e gps, para que te quero
E se nada disto resultar? Procura o café mais próximo com wi-fi, pede uma garrafa de água porque já andaste que te fartaste sem saber onde raio estás e usa o gps para perceber onde estás. Tem em conta que apesar desta ser uma solução bem simples, em muitos países estrangeiros não encontras wi-fi a toda a passada e não dura ao longo do teu percurso. Convém que anotes tudo o que precisas antes de saíres do café ou esta técnica será completamente inútil. Fazer screenshot no ecrã ou nas ruas principais que queres registar pelo caminho é também uma boa técnica.

E pronto, aqui estão as minhas dicas, espero que oriente alguém!

7 comentários:

  1. Ultra útil. Todas as dicas, parabéns ;)

    ResponderEliminar
  2. São muito boas dicas :)
    Algumas ajudaram-me na minha primeira viagem sozinha a Londres :)

    ResponderEliminar
  3. Enquanto escuteira (e por escuteira entenda-se também "pessoa que já se perdeu inúmeras vezes"), subscrevo todas estas dicas! A orientação do mapa é das coisas mais importantes e o auto controlo também é essencial :)

    ResponderEliminar
  4. Óptimas dicas. Eu normalmente recorro ao comum dos mortais, que é sempre aquilo que está mais à mão. Ou então a boa expressão de que "todos os caminhos vão dar a Roma". Já me perdi umas quantas vezes (até mesmo na minha própria cidade), mas lá acabei por encontrar o caminho certo.

    ResponderEliminar
  5. E se a cidade tiver uma rede de metro, é só entrar na primeira estação que aparecer! Já me safei assim uma vez. :)

    ResponderEliminar
  6. Já me fartei de viajar sozinha e subscrevo todas as dicas, não que me tenha perdido muitas vezes.

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)