quarta-feira, 20 de maio de 2015

Favoritos da Inês (Maio)

Basta estar algum tempo sem actualizar este separador e fico logo com imensos favoritos para vos partilhar. E ainda por cima esta é das minhas temáticas preferidas...


1. A colher: partilhamos o espírito académico, sem sombra de dúvida. Foi com a maior das honras e orgulhos que o vi passar a ser Veterano e viver com ele aquele momento que guardamos para sempre na nossa memória académica. Mas foi com a maior emoção que recebi a sua colher, inesperada e roubada sem eu sequer dar conta. Algo tão simples e comum que tem um significado tão importante.

2. Matar saudades da comida indiana: Eu adoro picante e caril. Culpem o meu pai, que desde pequena me fez apaixonar pelo caril maravilhoso que ele faz. Mas há uns valentes tempos (nem quero dizer anos para não parecer mal) que não desfrutava de um dos meus estilos de comida favoritos. Ele sabe que eu detesto e desconfio de sushi, ele sabe que me conquista com comida chinesa (GALINHA COM AMÊNDOAS!) mas ficou verdadeiramente surpreendido quando lhe disse que adorava comida indiana, por ser esquisita. Saltou logo do sofá e lá fomos nós indianar. E este caril de frango, além de me matar saudades, pela companhia e pelos sabores, fez o meu dia inteiro. Quero repetir!

3. Maio é académico: Maio é o mês do traje, da praxe, das capas traçadas e enterros, das fitas queimadas. Em Maio sei que vou ter sempre muito trabalho de Faculdade mas sei também que o traje sai à rua. Este mês foi o mês das cantigas, do rally, do autocarro, do jardim partilhado com o curso dele onde recebi uma serenata do seu afilhado para lá de horrível e pouco convencional e onde fiz lutas de água com as pistolas de água e balões. Foi o mês em que chorei baba e ranho de capa traçada e tracei a das minhas meninas, com litrosas e maltesers (eu traço as capas com comida, obviamente, eu sou gulosa e só aceito afilhadas tão ou mais gulosas que eu).

4. Jantares antes da SAL: Se há coisa que eu gosto é de estar à mesa com amigos e desta vez eu e a Vanessa esperámos até às nove que o Diogo saísse do seu teste completamente derrotado e de calculadora na mão para o depois animarmos dizendo que íamos comer hambúrguer sem ser no Mc. Aqui as meninas decidem e o jantar é do mais romântico possível, com partilha de batatas, grandes artistas da música brasileira e conversa que nos faz perder a noção do tempo. Aqui gozamos com os ingredientes que não gostamos, roubamos coca-colas uns dos outros e eu posso estar com as minhas pessoas favoritas do mundo. É tão bom.

5. SAL: Semana Académica de Lisboa, onde conduzi carrinhos de choque enquanto estava a haver um conflito de 10 pessoas no meio da pista (e eu em pânico a gritar e o Diogo a agarrar-me o volante para não chocar contra eles), encontrei-me com pessoas de quem tinha as maiores saudades, ouvi muitos concertos, comi pão com chouriço às 4:30h e diverti-me. Esta semana de académica não tem nada mas é perfeita para reunir os amigos e esquecer que as provas estão aí à porta. Gostam dos meus óculos? Acho que têm tudo a ver comigo.

6. O coração mais piroso e maravilhoso: Nós nunca temos despedidas decentes no comboio. Deixamo-nos sempre atrasar, eu porque não quero ir embora, ele porque não me quer deixar ir. Por isso, lá andamos nós a correr pela estação para eu não perder o comboio, um beijo rápido já dentro da carruagem e depois os olhares de saudades pela janela. Eu nunca consigo perceber o que ele tenta dizer e ficava sempre com a sensação de mensagem não enviada. Então ele começou a desenhar-me corações na janela, sempre que vou embora. E eu, derretida por estas coisas que sou, levo mais um bocadinho dele na viagem.

7. Praia, finalmente: Foi tão bom voltar à praia. Ter este bocadinho para estender-me na areia, sentir a bruta brisa de Santa Cruz, que nunca perdoa, o cheiro a mar e a promessas de que tudo vai correr bem, poder ouvir a minha música enquanto vejo as ondas rebentar ou ler o meu livro. Um gelado para terminar. Sou feliz com beach waves no cabelo.

8. Não me acorda, mas deixa mensagem: A Semana Académica tornou-me num completo vampiro; acordada de noite, morta de dia, odiando qualquer raio de luz solar e com um humor pós-sono adorável. O João gosta sempre de me acordar com beijinhos, nem que seja só para dizer que está lá por casa, mas desta vez disseram-lhe que era mesmo para eu descansar. Então deixou-me este papelinho transbordando de ternura para eu acordar com um sorriso na cara. E acordei. Mesmo.

9. Detesto despedidas mas adoro jantar contigo: Deixámos a confusão caótica da SAL por um dia e guardámo-lo para nós. Vi um barbeiro em acção pela primeira vez e levou-me a jantar um dos melhores bifes (com milhões de molho, adoro!) que já comi na minha existência. Reservámos este bocado do dia para nós, para a tranquilidade de apenas ouvir a nossa voz sem ruído de fundo. Adoro conhecer lugares novos para estar à mesa. Acho que é à mesa que criamos os laços mais especiais, na partilha de comida, de sabores e experiências, nem que seja dividir o último bocado de pão da entrada. É afectuoso e adoro que cultivemos isto.

Para músicas, deixo-vos duas que não saem da minha playlist
To Let Myself Go
The World I Know

Quais são os Favoritos que gostam mais?

9 comentários:

  1. Como já te sigo no Instagram já reconheço algumas fotografias, e gosto muito :)

    ResponderEliminar
  2. Tens sempre favoritos tão incríveis que eu não consigo escolher um! Apenas te digo que todos eles me deixaram com um sorriso no rosto! (:
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Adoro! É impossível escolher um e adoro a história por de trás de cada fotografia, são todas mágicas de sua maneira!

    ResponderEliminar
  4. adoro todas as imagens, especialmente a 9ª

    ResponderEliminar
  5. Tenho tão boas recordações da Semana Académica de Lisboa... :)

    ResponderEliminar
  6. Eu cada vez amo mais o teu instagram! Juro, tiras fotos tão brutais.

    R: É esse o espírito! Contamos contigo, Inn :D

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)