quinta-feira, 16 de abril de 2015

FAVORITOS DA INÊS (Abril)


Abril, para mim, é sinónimo de pequena pausa da Faculdade (eu nunca me sinto em aulas em Abril, ou porque as começo, ou porque depois entro de férias, ou porque depois só apanho o final), de começo de apontamentos, de Páscoa, amêndoas, chocolates, dos "A tua tia X pediu-me para te dar estes doces". Mas, este mês, Abril foi sinónimo de regressos, logo no dia mais mentiroso do ano!

Ovo Kinder de Páscoa
Eu nunca me vou cansar de receber ovos kinder e sei que os vou receber sempre de olhos a brilhar. Mas este... Foi especial. 

Visita ao Aquário Vasco da Gama
Não há nada mais fantástico do que chegar ao carro e ele dizer-me o que tem programado. Quando soube que ia ao Aquário, delirei porque nunca lá tinha ido. Adorei alimentar as carpas que estão na entrada e o melhor de tudo foi ser guiada por ele. Ele escolheu as primeiras salas para ver e as primeiras coisas para observar. Mostrava-me as espécies e falava-me sobre elas ou intercalava com um episódio giro que se tivesse passado no Aquário. Não há nada que eu goste mais do que esta partilha de saberes, seja num museu, seja frente a frente com o Nemo.

Pedacinhos especiais
Eu adoro fotografia na mão. Adoro chegar ao meu quarto e, enquanto passo parede a parede, arrumo a roupa ou vou à prateleira, vou dando de caras com as minhas caras favoritas. Adoro sorrir para uma moldura e relembrar um momento, adoro ter o meu quadro magnético cheio até cima de fotografias, sem mais espaço para pôr nem mais uma, adoro conjugar as pessoas, os momentos, as capturas. E, acima de tudo, gosto de manter tudo actualizado. Decidi então imprimir algumas fotografias já de muitos momentos de 2015. Ainda só estamos em Abril e já deu nisto tudo, fantástico não? 

1º dia de praia
Sou uma miúda mais feliz no Verão... e na praia. Não há nada mais reconfortante do que ter os pés na areia quente e o som do mar perto de mim. O calor era bastante e decidi almoçar rápido para apanhar ainda o início da tarde. Em Santa Cruz não pode ser de outra forma e, clássico dos clássicos, só sobrevivi de pára-vento. Mas abrigada do mesmo, apanhei o maior calor de sempre em pleno Abril. Ainda me queimei um bocadinho mas com a minha pele de delícia do mar, nunca ninguém irá saber (é segredo). Foi fantástico para repor energias e coleccionar mais sardas! (e sim, eu fico ch[ines]a quando rio). 

Por fim, um favorito musical. Qual gostaram mais?

6 comentários:

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)