terça-feira, 24 de março de 2015

FACULDADE || Resposta ao Triângulo


Vi este post delicioso da Cloe O. (AQUI) e não pude resistir em comentá-lo, mas na forma de post, aqui na blogosfera. De uma forma muito resumida, fala sobre o típico triângulo da vida de um estudante universitário onde de três opções: Vida Social, Dormir bem e Ter Boas Notas diz-se que só podemos escolher duas. A pergunta da Cloe é se realmente isto é verdade, se um estudante Universitário realmente só consegue viver de dois alicerces e qual era a nossa opinião com base na experiência. Então, vou tentar responder com base na minha experiência.

Estou neste momento no semestre final do meu 3º ano e já conto com dois anos (com as cadeiras todas feitas) de um curso que envolve trabalhos laboratoriais, treino matemático em casa, acompanhamento de estudos científicos, políticos até. Desde o meu 1º ano que fui caloira, estive na praxe sem nunca faltar, ainda praxo e até já fiz parte da Comissão durante um ano. Nunca faltei a uma Semana Académica, vou aos jantares de curso que quero e que acho que fazem sentido não faltar, namoro, tenho as minhas amizades de Faculdade e ainda mantenho as minhas amizades de Secundário, arranjando espacinhos aqui e ali para os encontrar todos os meses. Tenho aniversários, enterros e serenatas. E já viajei duas vezes com teste no dia seguinte à minha chegada (quando fui a Barcelona eram os dois cadeirões). E ainda sou blogger, escrevo-vos diariamente - porque é uma realidade, eu escrevo-vos muito regularmente -. Voltamos à frase mais importante: ainda não deixei nenhuma cadeira para trás.

Eu acho essa história do triângulo muito bonita para dar um aperto quando somos miúdos. O Secundário não tem nada a ver com o Universitário e este apertão psicológico dá jeito para abrirmos os olhos e percebermos que não vai ser favas contadas. Mas isto não é uma verdade absoluta e é brutalmente generalista: se há coisa que vocês se vão aperceber na Faculdade (meus caros colegas Universitários, confirmem-me isto): é que um semestre vai dar-vos a noção de um ano; Há um livro (Fangirl) que até diz uma coisa incrivelmente verdadeira: "Os semestres de Faculdade são como as idades dos cães: têm sempre mais do que a realidade". E o que quero dizer com isto? É que no mesmo semestre vocês vão mexer com a caixa de velocidades da vossa vida umas 15 vezes no mínimo e nem sempre vão ter de andar com um triângulo ridículo e básico atrás. Isto não é um moto nem uma ditadura geométrica; É gestão pura da vossa vida.

Vão haver alturas dos vossos semestres em que vão conseguir ir aos jantares, sair com os amigos, namorar à pala com o namorado ou namorada e ainda ter em dia os 20 mil apontamentos das aulas e acordar fresquinha. E vão haver dias em que vais ter de dizer não a uma festa fantástica ou remarcar aquele lanchinho de gelado para a semana seguinte porque tens frequência de qualquer coisa para daqui a dois dias e sentes-te perdida. E há alturas também em que vais de directa de um jantar ou com 3 horas de sono para uma aula segurando a cabeça e de olhos atentos para não perderes meado da cadeira. É normal e não têm de fazer isto um triângulo. Não têm de pensar "meu Deus, não vou ter vida social porque quero ter boas notas". Acreditem que não é por se fecharem em casa que vão ter melhores médias do que a pessoa que foi comer um pãozinho com a amiga antes de se fechar nos artigos.

Resumindo: know your limits. Sem pânicos. Como tudo na vida, há alturas mais atarefadas que outras e é isso que nos faz viver tudo com mais genica. Ter vontade de despachar as coisas para irmos ter com quem mais gostamos e sabermos dizer não a um aniversário para investir num futuro. Não há ninguém que vos conhece melhor a não ser vocês mesmos e, por isso mesmo, vão saber perfeitamente quando podem estar mais descansados e quando têm de ser verdadeiros gestores de minutos. E se tiverem a cama perfeita, os apontamentos em dia, amigos compreensivos e um parceiro genial que puxa por vocês, o triângulo mais importante que vão precisar é o do carro que costuma ficar guardado na mala.


Cloe, desculpa lá responder por aqui!

16 comentários:

  1. É bom saber as experiências dos "mais velhos" e perceber que é possível conciliar as 3 coisas desde que consigamos gerir bem o nosso tempo :)

    ResponderEliminar
  2. Tens mais dois anos desta vida que eu mas concordo com tudo. é muito relativo, impossível reduzir a vida de universitário a três pontos... e não é impossível conciliar os três. Há momentos em que é preciso estabelecer prioridades e dar mais importância aos livros e noutros momentos aos amigos, mas não é extremamente necessário deixar as saídas ou de dormir pela faculdade. É como dizes, é saber os limites!

    ResponderEliminar
  3. Pensas exatamente como eu. Ainda estou no 2º ano, estou numa associação, comissão de festas, fui praxada sem faltar (só em caso de doença) e pretendo praxar sempre no próximo ano. E passei sempre por contínua a todas as cadeiras com uma média bem razoável! Por isso sim, há tempo para tudo :) Eu vou a jantares, lanches, saídas, estou com os meus amigos, e consigo manter o foco quando é preciso. Na universidade é fundamental saber gerir muito bem o nosso tempo.

    ResponderEliminar
  4. Neste momento deparo-me com um problema de quadrado mas que espero resolver rapidamente! Dia 15 de Abril o meu querido Porto joga no Dragão para a Champions e eu queria muito ir ver até porque o meu grupo prometeu que se o Porto passa-se vamos o jogo no Dragão, tudo ok não fosse a sora de Processos ter marcado teste para o dia 16 de Abril :o Se eu não for e o Porto ganhar vou-me sentir mal, muito mal e o teste vai correr mal, se eu for e o Porto perder acontece o mesmo mas pior porque tenho menos umas horitas de sono... É o meu dilema do momento que não se envolve no triângulo.
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  5. Também estou a acabar a licenciatura e sempre consegui conjugar tudo, nnc deixei nenhuma cadeira para trás e sempre me divirti ao máximo (ah e sempre dormi bem também! ahha) x

    ResponderEliminar
  6. Agradeço imenso a tua opinião sobre o assunto, Inês. Afinal é possível conciliar as três coisas :)

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito deste texto e concordo. Acho que há alturas em que, claro, não conseguimos ir a todo o lado mas quando nos organizamos não existe triângulo nenhum e conseguimos conjugar tudo sem problemas e sem sentirmos que um dos lados do triângulo fica desfavorecido.

    ResponderEliminar
  8. Não podia concordar mais. Claro que há alturas mais atarefadas, mas regra geral, com organização dá para termos tempo para tudo :)

    ResponderEliminar
  9. Concordo, mas depende do modo de trabalhar das pessoas, há pessoas que se perdem um bocado nisso.

    ResponderEliminar
  10. concordo completamente! trata-se de ter a certeza do nosso método de estudo, do que funciona connosco, de nos conhecermos bem e depois, claro, de jogar isso tudo com os momentos de lazer e descanso :)

    ResponderEliminar
  11. Entrei para a universidade este ano e não podia concordar mais. Tenho vindo a aperceber-me de que realmente há tempo e alturas para tudo. Alturas em que realmente temos de adiar o resto para estudar, e alturas em que conciliar tudo não passa uma questão de organização. Não é preciso desesperar, apenas tentar encaixar tudo da melhor forma e por vezes, definir prioridades.

    ResponderEliminar
  12. Eu na minha faculdade não consigo conciliar tudo! É-me impossivel e apesar de ter cadeiras em atraso nenhuma foi devido a falta de conciliação das coisas. Acho que vai do ritmo... vejo imensas faculdades com o meu curso que não é assim. Vejo outras ainda piores... Acho que vai a forma como a faculdade nos dá horarios, calendários, das pessoas com que nos cruzamos... Há semestres bons e há semestres maus. Eu neste nem com o meu namorado e familia consigo estar. Não dá!
    ahahah Não tenho as boas notas que queria, não tenho vida social e não durmo decentemente... ahahah vida injusta!

    ResponderEliminar
  13. Simplesmente adorei o post, como quase todos. Retrataste quase na perfeição a minha vida académica. Qualquer dia faço um post idêntico com a minha experiencia.

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)