quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

NUTRIÇÃO || Rótulos


Hoje venho falar-vos de algo que todos nós devíamos ter em atenção, quer estejamos a tentar perder, ganhar ou manter peso ou simplesmente a ser um gordichão desta vida: rótulos. Por duas razões bastante importantes sendo que a primeira é que se não souberem o que, na verdade, um rótulo quer dizer podem estar a levar um produto com a ilusão de uma coisa que não é e a segunda porque é a impressão digital daquilo que vão comer ou beber e isso é crucial. 




A primeira coisa é desmistificar o que são produtos light, diet ou magros. Não são a mesma coisa!

Um produto light significa que foi reduzido um ingrediente à sua receita original. Mas ainda está presente! Pode ser o sal, açúcar, gordura... Pode ser um qualquer ingrediente. Um exemplo de um alimento que está a ficar cada vez mais light é o Ice Tea, que todos os Verões perde quantidade de açúcar (para que o consumidor, ou seja, nós não sintamos tanta diferença no sabor). Não significa que não continue a ter açúcar.

Um produto diet sim, significa a exclusão de um dos ingredientes da receita original. Mais uma vez pode ser o sal, açúcar, gordura, etc. Verifiquem no rótulo o que é que de facto está cortado. Podem estar a comprar algo diet pensando que não tem gordura ou açúcar e na verdade cortaram num ingrediente insignificante.

Um produto magro é aquele que não tem gordura (ou as percentagens de gordura são vestigiais). Estamos a falar do leite, iogurte, queijo...

Outra coisa a dar importância é quando compram produtos com fibra. São considerados bastante saudáveis mas se as vossas amadas bolachas com fibra não estivessem cheias de gordura, vocês não conseguiam nem engolir a primeira dentada porque a fibra tem um gosto muito difícil. O que dá um sabor guloso à fibra é a gordura e portanto, se optam por essas bolachas porque têm menos açúcar, convém olharem para o rótulo para verem quanto de gordura estão a ingerir. No caso da fibra, o melhor mesmo são os cereais e a fruta. Apostem na fruta.

Cuidado com os alimentos que, além de açúcar, têm adoçantes, são uma autêntica bomba relógio no vosso organismo. E sim, tem de estar discriminado no rótulo que tem açúcar e um determinado número de adoçantes como aspartame, xilitol, xarope de milho, melaço... Outra coisa a ter em atenção é o elevado número de adoçantes, pode causar-vos problemas bem maiores do que a preferência pelo açúcar.

Não vos querendo tornar em ratos de rótulos, é sempre importante terem estas ideias chave em mente. Não vos faz mal pegar, olhar, comparar e avaliar e estes pequenos gestos podem fazer a diferença nas vossas decisões alimentares, não acham?


15 comentários:

  1. Ora mais um excelente post! Confesso que não sabia bem a diferença entre light, diet e magro. Obrigada Inês :)

    ResponderEliminar
  2. Quando vejo não percebo metade do que lá está escrito, mas gostei deste post. Por enquanto conjugo a minha dieta inexistente (como tudo e mais alguma coisa, não me privo de nada) com exercício físico :p

    ResponderEliminar
  3. Não fazia ideia. Pensava que light, diet e magro fossem todos sinónimos de redução de um determinado ingrediente, e que a distinção era apenas a política da marca ou algo assim. Quanto à fibra, também não sabia que as bolachas de fibra tinham essa gordura para as tornar "comestíveis". Mas até compreendo, cereais de fibra na minha opinião sabem mal. Para mim só melhora se misturar com iogurte. :)
    Ainda sobre a fibra, costumo comer kiwis por exemplo, mas apenas em batidos. A minha médica diz que não é bem a mesma coisa: consumir o alimento na sua forma normal não é o mesmo que o triturar porque se perde parte da fibra. Verdade ou mito?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depende um pouco de quando e como os misturas e de quando os consomes. Não só na fibra mas em todos os nutrientes. Por exemplo, os típicos sumos naturais de laranja que pedes num café são de duvidar que foram feitos na hora e, portanto, o teu consumo de vitamina C é nulo. Se fazes esses preparados consome-os na hora e rapidamente para não perderes nada ou então opta, de facto, pela sua forma original (com casca se possível, a casca é o que tem mais fibra)

      Eliminar
    2. Costumo sempre consumir logo a seguir a preparar o batido. Mas apenas porque não sei quanto tempo algumas frutas que lhe junto duram em bom estado. Obrigada pelo esclarecimento Inês. :)

      Eliminar
  4. Que excelente post! Não faço dietas nem dou muito valor aos rótulos, mas adorei. Super interessante! :)

    ResponderEliminar
  5. Excelente post Inês!! Acho muito importante olhármos para os rótulos!

    ResponderEliminar
  6. Gostei muito e podias fazer mais post's do gênero, visto que estás num curso que percebe do assunto :)

    ResponderEliminar
  7. Gostei do post :)) já sabia algumas coisas, porque tenho tentado levar uma vida mais saudável, e eu gostava mesmo das bolachas com fibra até que um dia deixei duas delas embrulhadas num guardanapo, ao dia a seguir o papel estava cheio de gordura desde esse dia que as deixei de lado.

    ResponderEliminar
  8. Gostava que falasses aqui de outra coisa: quais achas que são as causa para ter trânsito intestinal irregular e barriga inchada. Causa e/ou alimentos. E como melhorar? :)

    ResponderEliminar
  9. Adorei este post, Inês, também não sabia a diferença entre light, dieta e magro! (: Obrigada por informares a blogo! :p
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  10. Já agora... O que significa se "zero"? É o mesmo que diet?

    ResponderEliminar
  11. Pode ser considerado como um alimento diet :)

    ResponderEliminar
  12. Um bom post sim senhora :)
    Com coisas que muita gente anda enganada :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  13. Cinfesso que aprendi muito com ezte post.
    Obrigada!

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)