quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

LIVROS || Quando a Neve Cai


Vi este livro em Dezembro nas prateleiras e pensei "Que giro, vamos ver sobre o que é" e assim que vi o nome "John Green" pousei-lo logo e fiz a cruz em frente ao mesmo. Já todos vocês sabem que eu acho o John Green um palhaço (já escrevi sobre isso aqui no blogue) e por isso, recusava-me a ler mais o que quer que fosse dele. Até que, em Janeiro, estava na livraria com uma amiga minha que pegou imediatamente num exemplar para o ler e explicou-me o conceito: três contos escritos por três autores diferentes. A ideia agradou-me um pouco mais e vi ali uma oportunidade para conhecer duas autoras que estão muito em voga e nunca tinha lido nada delas. Lá levei o livro.

Sabem quando vocês pensam que a vida é uma rede de caminhos que se cruzam e de histórias e de pessoas que se conhecem umas às outras? É precisamente assim que o livro se ilustra para nós. Três protagonistas em três contos diferentes na mesma cidade, na Véspera de Natal e durante a maior tempestade dos últimos 50 anos. Cada um dos contos vai-se cruzando e os protagonistas da primeira história aparecem na segunda e conhecem mais uns quantos que aparecem na terceira.

Eu juro-vos que fui imparcial! Mas o conto que eu menos gostei foi o do John Green. É giro, mas achei que engonhava bastante. Gostei muito dos dois outros contos das tais autoras que não conhecia e fiquei com vontade de ler livros da sua autoria. Achei os dois fabulosos mas talvez o primeiro conto me tenha marcado mais porque há uma situação pela qual a Jubilee passa na história com a qual me identifico. E ver que ambas agimos da mesma forma foi quase como ver um espelho de mim própria paginado num conto de Natal. Foi arrepiante mas libertou em mim uma certa paz que só um livro poderia fazer. 

Este é um livro que eu recomendo sem dúvida alguma, fala sobre amor e amizade mas sem ser aquela forma piegas e lamechas, Nicholas Sparkeana que já ninguém tem pachorra e de fácil leitura, linguagem acessível. Para pontos extra, ler o livro enrolada numa manta, no sofá a um Domingo à tarde com as bolachas mais gulosas e um copo de leite quente e fica perfeito. No final do livro fiquei com vontade de ter um Stuart de um lado e um mini-porco do outro!

Um livro que nos lembra que nós somos os protagonistas das nossas próprias histórias e que não há mal nenhum quando nos cruzamos e continuamos a escrever a nossa história, juntos.

Autores: Maureen Johnson, Lauren Myracle, John Green
Número de Páginas: 317 (sensivelmente 100 páginas por conto)
Disponível na WOOK (ao comprares este livro através deste link, estás a contribuir para o crescimento do Bobby Pins)

10 comentários:

  1. Já há algum tempo que tenho curiosidade no livro e agora fiquei com ainda mais vontade de o comprar :) Não gostas do Green? Porquê? xD

    ResponderEliminar
  2. O John Green é o George R. Martin da literatura! Tem prazer em matar um dos nossos personagens favoritos sempre! Ainda assim, se nunca leste, aconselho o À Procura de Alaska dele, achei de leitura mais fácil em relação À Culpa é das Estrelas e, de certa forma, muito mais cativante.

    ResponderEliminar
  3. Hoje, no Continente, estive com esse livro nas mãos! Acabei por não o trazer comigo (ainda!) porque ainda tenho uma pequena montanha para ler na minha mesa de cbeceiraa! Mas um dia, um dia...

    ResponderEliminar
  4. Por acaso não sou grande fã do John Green, mas gosto, se calhar porque me identifico com vários pormenores dos diferentes livros que ele já escreveu. Ainda não li este porque agora estou a ler o Hipnostista e estou a adorar, não tem nada a ver com livros de romance, o que é bom para fugir à rotina!

    ResponderEliminar
  5. Já li 3 livros do John Green, o Looking for Alaska, o An Abundance of Katherines e o tão famoso The Fault in Our Stars. De todos, o que mais gostei foi o Looking for Alaska. Este ainda não li, mas está na minha lista de leitura... Talvez o compre e leia mais cedo (:

    ResponderEliminar
  6. Já o vi à venda mas como o John Green não me desperta curiosidade não coloquei sequer a hipótese de o trazer... a tua descrição cativou-me!

    ResponderEliminar
  7. Recebi-o no Natal e li-o. Até que gostei. Adorei a terceira história, mesmo, gostei muito, não adorei totalmente a do John e a primeira também não me fez dar pulinhos de alegria. Porém acho que estão bem interligadas e que o enredo em si é bem interessante :)

    Quanto ao John, bem aquilo é mais fama que qualquer outra coisa. Não escreve nada do outro mundo, mas até tem coisitas interessantes. Já li todos os livros dele excepto um. Li-os pela simples razão que toda a gente os tem e toda a gente os empresta e eu necessito de ler. Eu gostei do Cidades de Papel, e caso estejas a perguntar, não, nenhuma das personagens principais morre.

    ResponderEliminar
  8. Ando há algum tempo para comprar esse livro. Gostei da tua descrição ;)

    ResponderEliminar
  9. Por acaso já andava de olho neste livro e agora fiquei ainda mais curiosa :)

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)