segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Coisas que quem estuda nutrição lida


-Tens de explicar às pessoas que o pão não engorda, quem engorda são elas;
-Entrar num curso de Nutrição é como virares freira: se comes batatas fritas ou gordices olham para ti como se estivesses a pecar. Supostamente quando entras num curso destes metes um cinto de castidade na boca para comidas deste género;
-Se recebêssemos 10 euros por cada vez que dizem "depois passas-me uma dieta", nós estaríamos a "passar dietas" numa penthouse em Nova Iorque;  
-Se aceitássemos todas as vezes que nos dizem "depois dás-me uma consulta grátis" não íamos receber dinheiro nunca das consultas;
-Se vais para Nutrição é porque és obcecada com o corpo, não há outra razão;
-Tens de explicar às pessoas que não engordamos "com o ar" nem a "beber só água";
-Estão sempre à espera que saibas as calorias até de uma fita-cola, se preciso;
-"Vais comer isso? Não estás a estudar nutrição?" cada vez que comes alguma coisa;
-"Eu pensei que vocês só comiam saladas";
-Lidar com a palavra "nutricionismo";
-Dizerem que vamos ser dietistas;
-Perguntarem-te a toda a hora se "isto" engorda;
-Se vais para Nutrição é porque queres tratar de gordos. Só há gordos para tratar;
-"Eu sou muito saudável a comer" é o que dizem logo a seguir a dizeres que estudas nutrição. Como quando vês o teu dentista na rua e sorris sem mostrar os dentes não vás ter uma doença qualquer e ele querer, sei lá, tratá-la no meio da passadeira onde se cruzaram porque isso tem imensa lógica;
-Se estiveres a comer gelatina e alguém um iogurte natural dizem "eu podia ser mais nutricionista que tu";
-"Esse curso serve para quê?"
-"Isto faz mal? Posso comer?"

Que coisas é que têm de lidar nas vossas profissões/cursos que estudam? Por exemplo, uma professora minha deixou de dizer nos cabeleireiros qual era a sua profissão porque, sempre que dizia que era farmacêutica, toda a gente de lá - até os clientes - pediam-lhe conselhos sobre X medicamento ou receita. Já eu acho todas as de cima incrivelmente engraçadas, divirto-me sempre!

19 comentários:

  1. Tenho uma amiga que é nutricionista e já ouvi a perguntar-lhe quase tudo que referiste neste post :)

    ResponderEliminar
  2. eu acho que tu tens toda a razão xD Mas são coisas que acontecem :)

    ResponderEliminar
  3. ahahah, adorei tanto esta publicação! ri-me imenso. e é uma realidade: dependedo da nossa área as pessoas fazem assunções (tantas vezes tão erróneas) acerca do que é que nós fazemos, sabemos ou modos de atuar.

    eu estudo psicologia e tenho sempre de pensar duas vezes antes de dizer qual é o meu curso quando mo perguntam, ou antes de levar um livro para os transportes. isto porque se há qualquer indício de que esteja a estudar psicologia, há sempre um ou outro que acham que isso quer dizer que eu quero muitooooo que me contem a vida deles. em três segundos, já estão a iniciar conversa:
    - ah, sabe, por acaso ando com este problema, veja lá o que acha do assunto...
    obviamente que se quero ajudar os outros através da minha profissão, também quero estar a fazê-lo durante os meus tempos livres. claro que sim (nop). além do mais, as pessoas acham que uma conversa de meia hora é o suficiente para eu dar seja que conselhos for (e nem é suposto eu dar conselhos em psicologia, é suposto ajudar as pessoas reorganizarem-se de forma a tomarem decisões por elas próprias e a pensarem melhor por elas próprias).

    e depois também há aqueles que acham que estudar para ser psicóloga/o é o mesmo que estudar para ser vidente. e dizem coisas como "ah, tenho de ter cuidado ou daqui a nada já me estás a ler!" ou "ah, tenho de ter cuidado ou daqui a nada adivinhas o que eu estou a pensar".

    e (isto nunca me aconteceu, mas já aconteceu a outros colegas meus) também há aqueles casos em que as pessoas acham estranho um psicólogo ficar triste. é que a partir do momento em que nos formamos em psicologia deixamos de ser humanos e passamos a ser uma espécie qualquer de extraterrestres, toda a gente sabe. não há cá isso de nos sentirmos embaixo ou ter direito a dias maus. aiai... desculpem, mas com saídas assim é que uma pessoa sofre! :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah, obrigada pelo teu testemunho Maria, está fantástico :)

      Eliminar
  4. Com a moda é a mesma coisa, encontras uma pessoa na rua com quem já não falas há muito tempo e quando falavas não era assim demais e a conversa é:
    x: Estás na universidade não estás? Em que curso andas?
    eu: Design de Moda
    x: Ah, então tens de me fazer um conjunto ou mais quando tiver ocasiões especiais!

    Portanto também ia à falência antes de abrir um atelier só com os pedidos grátis de "desconhecidos"...

    ResponderEliminar
  5. Adoro! Eu quando digo o curso em que estou é certinho que vou ouvir "E isso serve para quê?". E depois há os amigos que passam a vida a dizer que, mais tarde, tenho de dar explicações aos filhos deles xD

    ResponderEliminar
  6. Eu não ligo com nada de especial a não ser com os "Vais passar noites inteiras a fazer diretas!" ou "Daqui em diante, o Monster vai tornar-se um dos teus melhores amigos". Isto porque estou num curso cheio de diretas à pala de programação!

    ResponderEliminar
  7. Estou a estudar medicina veterinária e desde o meu 1º ano de faculdade que família e amigos me pergunta coisas sobre o comportamento ou qualquer coisa anormal dos seus animais.
    Mas acho que o mais insólito foi uma antiga colega de secundário (com quem mal me dava) ter-me mandado fotos das fezes do cão dela a perguntar se aquela cor era normal e o que poderia ser...

    ResponderEliminar
  8. Adoro! As pessoas têm mesmo estereótipos criados, é impressionante :b
    Quando digo que quero ser professora, a maioria rebaixa-me porque "estão todos no desemprego". Resta-me dizer "amén", tenho sonhos caramba x)

    ResponderEliminar
  9. - Ah, vocês só sabem é roubar! (advogados)
    - Então, vais para advogada ou juiza??
    - Não podes fazer isso, vai contra a lei! - porque quando entramos no curso de Direito assumimos um qualquer contrato em que nos tornamos constitucionalmente perfeitos
    - Daqui a uns aninhos peço-te ajuda para fugir ao fisco!
    - Então, direito vai bem ou está a dar para o torto?
    - Vais ter emprego de certeza! Direito é um curso cheio de saída!!
    - Mas tu tens vida social?
    - (a dar o jornal e notícias sobre o orçamento do estado, parlamento, etc...) o que quer dizer isto? E aquilo? E para que serve?
    - (Numa discussão, eu ignoro simplesmente) - Bela advogada que vais dar! Tens de saber argumentar e responder!
    - Ou, quando ganham a razão - É isso que tens de fazer! Eu até dava um bom advogado!
    And it goes on...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sei perfeitamente esse banzé do Direito, tenho montes de familiares e amigos que já passaram por isso. Obrigada ahah :)

      Eliminar
  10. Sendo estudante de Medicina, ouço coisas semelhantes às que aqui apresentaste, mas adaptadas ao meu curso... Cá ficam algumas delas...
    - «Estás em Medicina? Então tiravas grandes notas. Só estudavas, não?» [Dá mesmo vontade de responder que sim, não fazia mais nada da vida! xD]
    - As pessoas acham que eu e os meus familiares estamos protegidos da doença.
    - As pessoas esperam consultas telefónicas e que, apresentando alguns sintomas somente, nós consigamos chegar à total compreensão do problema.
    - «Depois dás-me consultas gratuitas».
    - Quando estou com tosse e me dizem o que fazem em situações semelhantes para passar acabam com um «Tu é que andas a estudar medicina e eu é que sei isto...».
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  11. "Estão sempre à espera que saibas as calorias até de uma fita-cola, se preciso;" AHAHAHAHA xD Eu se te conhecesse pessoalmente, provavelmente iria massacrar-te muito com este tipo de frases xDDD

    ResponderEliminar
  12. O que sofres xD Eu na minha área nem tenho muitos problemas, sou Engenheira Civil e a verdade é que maior parte das pessoas não sabe o que se faz ou estuda nesta área então não comentam muito. Mas claro que tenho de ouvir as bocas de "Estudaste para ser trolha" xD

    ResponderEliminar
  13. Educadora de infância:
    ."mas é preciso curso para isso?"
    "Só vais limpar o Rabinho aos meninos"
    "Vais para o desemprego"
    "Depois Tomás conta dos meus filhos"

    E quando encontramos alunos nossos na rua aquilo que os pais dizem:
    "devia levá-la para nossa casa que ele assim já não se portava mal"
    "Agora a tua professora está a ver, porta-te lá mal"


    Enfim :D

    ResponderEliminar
  14. Amei o post! :D

    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Sem tirar nem por.. Como eu te compreendo!! ;)

    beijinho,
    http://star-way-to-heaven.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)