domingo, 4 de janeiro de 2015


Na passagem de ano aconteceu-me estar a conversar sobre o meu curso, sobre uma parte dele mais dirigida para a profissão. O rapaz fez-me uma pergunta e eu desbobinei-me toda, até que ele me interrompe e diz "Tens mesmo amor ao que fazes, metes alma e coração nisso. Estás a falar sobre isso com uma paixão e uma excitação!" e eu imediatamente calei-me e fiquei envergonhada e pedi-lhe desculpa por o estar a maçar.

Ele disse que não o estava a maçar, que era só uma observação e que era "muito bom termos paixão nas coisas que falamos" mas eu já não sinto isso. Depois de tudo o que aconteceu, penso que todas as pessoas olham para as coisas que gosto e/ou digo da mesma forma: com aborrecimento ou "Aquela miúda não se cala? Ou sossega com o que está a falar?". Sinto-me um pouco massadora e, por isso mesmo, tenho-me remetido ao silêncio até recuperar a minha confiança.

E o blogue tem-me ajudado imenso a conseguir continuar a partilhar as coisas que me apaixonam já que ninguém é obrigado a ler o que escrevo. Já ouvir... é diferente. 

8 comentários:

  1. Acho óptimo que sintas isso em relação ao teu blog, que podes partilhar o que te passa pela cabeça. (:

    ResponderEliminar
  2. O mesmo se passa por aqui. Tenho sempre medo de ser chata e descarrego tudo, ou quase tudo no blogue :)

    ResponderEliminar
  3. É normal teres "medo" de chatear as outras pessoas, eu também sou assim mas, no final, o importante é que consigas exteriorizar isso de vez em quando (seja no blog ou com amigos próximos) e que mantenhas essa paixão e essa essência :)

    ResponderEliminar
  4. Eu sou como tu: remeto-me ao silêncio com medo de maçar aqueles que estão à minha volta e de, assim, os afastar. Mas a verdade é que as pessoas que verdadeiramente nos amam e que merecem destaque na nossa vida, nunca se maçarão com o que nos apaixona. Por isso perde esse medo e continua a ser aquilo que és: uma pessoa cheia de vida e apaixonada por tudo. Porque isso és tu, e isso é bom :)

    ResponderEliminar
  5. Também sou assim. Mas o blogue pode ser para isso mesmo, para partilharmos o que não queremos ou podemos com outras pessoas ;)

    ResponderEliminar
  6. Parecia-me que estava a ler um pensamento meu... embora a minha «paixão» seja bastante diferente da tua, eheh!
    Acho que foi exactamente por estas razões que criei o blogue... e também por ficar muuuuito nervosa quando sei que alguém está a ler algo que penso e escrevo! Assim, consigo partilhar palavras, ideias, sentimentos sem saber exactamente quando é que quem lê o quê... acho que a sensação de deixar as palavras soltas neste mundo é libertadora!
    Pode parecer estranho, mas saber que algo meu fica cá de alguma forma, perdido ou não, para que outros o (re)encontrem é, de certa forma, misterioso e, ao mesmo tempo, interessante!!!

    ResponderEliminar
  7. Eu compreendo-te porque eu também tenho uma paixão enorme pela minha área e quando me fazem perguntas sobre ela eu não me calo. E, para eu não ser chata, faço como tu. Falo menos mas depois, vou para o blogue, dizer o que me apetece :)

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)