domingo, 5 de outubro de 2014

Meus meninos


Dos momentos mais marcantes a nível académico, é o apadrinhamento e tudo o que dele se segue. Para mim, é um dos pilares de ser Universitário. É sentirmos que não estamos sozinhos e entregues a nós próprios, que temos sempre uma figura que além de amiga, dá conselhos preciosos para ultrapassar os obstáculos que já passou. Que nos acompanha, que tem ideia de ante-mão do que vai acontecer e está lá para te dar as sugestões e dicas necessárias.

É das maiores sensações de orgulho quando os vejo correr para se sentarem na minha capa e entregarem as cartas e os presentes e ao mesmo tempo eu só digo "vocês são doidos por me escolherem a mim". Porque, de repente, pensamos no que raio fizemos em toda a praxe para eles nos escolherem a nós. É uma responsabilidade, um orgulho, uma gratificação da qual não há palavras. Eles contam comigo e não os quero deixar mal.

Este ano o grupo de praxe foi inigualável. Nestes três anos de praxe nunca tinha visto uma turma assim. Também nunca tínhamos organizado uma praxe tão boa - este ano foi impecável - mas ter caloiros motivados foi um brinde. Estávamos um pouco desmotivados e inseguros depois de todo o escândalo mediático e com medo de não termos um feedback positivo dos caloiros, mas tal não aconteceu. Eles cantaram, gritaram, abafaram o som no Chiado, Rossio e Bairro, foram solidários, eram unidos (coisa rara neste curso), tiravam fotos todos sujos, todos limpos e notou-se que passaram um mau bocado para escolher Madrinhas porque ganharam mesmo carinho por nós (o que também é raro na semana de praxe de Outubro, geralmente eles odeiam-nos muito ainda por sermos exigentes e mauzinhos). Não mudámos a fórmula. Não tínhamos nada a temer. Sabíamos como era a nossa praxe e sabíamos que dela algo de bom tinha de sair. E saíram estes caloiros preciosos, divertidos, animalões e engraçados, que não disseram "não" aos desafios nem às figuras tristes.

Para mim, ter Afilhados é uma das melhores gratificações e momentos que posso ter. São os meus meninos, os meus floquitos. E vou cuidar deles como toda a Madrinha deve cuidar. Quero estar a par dos seus momentos académicos mas quero também ser amiga deles, como sempre fui com quem apadrinho. Quero alargar as minhas amizades e estes novos caloiros meus afilhados parecem-me querer o mesmo. Bem vindos à família. Somos loucos. Não reparem na bagunça. Oficiais ou de coração, vocês terão sempre a minha presença, apoio e amizade!

5 comentários:

  1. Tenho a certeza que es uma excelente madrinha :D

    ResponderEliminar
  2. É verdade, é um grande elo que se cria :)

    ResponderEliminar
  3. E pronto... Aqui está a prova de que és uma madrinha maravilhosa!! ;)

    ResponderEliminar
  4. Que texto maravilhoso! Os teus caloiros (e especialmente os teus afilhados) têm imensa sorte :)

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)