sábado, 6 de setembro de 2014

NUTRIÇÃO || Marmitas


Com a entrada na Faculdade, uma coisa é certa: os almoços em casa terminaram. Era maravilhoso chegar a casa com aquele cheirinho (vocês sabem). Outra coisa que era uma desvantagem eram os preços dos menus na minha Faculdade. 

Comecei a fazer contas. E essas contas reflectem-se no dia de hoje. Há dois anos que lá estou (OH MEU DEUS, EU JÁ TENHO DOIS ANOS DE FACULDADE? JUST SHOOT ME!) e o dinheiro que supostamente pagaria por cada almoço, guardei-o num mealheiro. Durou para todos os meus caprichos de Verão e ainda sobrou para o próximo.

Comecei a levar as famosas Marmitas. Não foi um movimento só meu, a minha Faculdade inteira (ou quase) leva consigo o belo do tupperware com comida de casa. Há razões variadas, as minhas são o preço e os menus que, muitas vezes, não me agradavam e tinha de me resignar a um hambúrguer - a esquisitinha -. Mas muita gente tem como razão a dieta. Há muita gente que conheço lá (e não só na minha Faculdade) que está a seguir um determinado plano alimentar e que se vê em cheque com o menu limitado de Faculdade. Aliás, há um menu vegetariano na nossa cantina, mas é escandalosamente caro (eu acho ridículo). O movimento na minha Faculdade foi de tal modo gigante que no meu ano de caloira até realizámos um estudo sobre o poder das marmitas nas Faculdades (Poder Marmita, adorei. Suuuuupeeeer Marmita tchannaan)

A verdade é que há mil boas razões para levar a marmita para a Faculdade, algumas delas passando pelo preço, outras pela garantia de que sabem o que estão a comer e ainda a tentativa de superar às tentações dos salgadinhos. Ao contrário do que muitos pensam, é bastante prático e até para o trabalho é útil.

No meu caso, tenho um mini termo. É bastante portátil, cabe em qualquer mala ou mochila e basta pôr a comida de manhã antes de sair de casa que se mantém quentinho até à hora de almoço. E sim, chega perfeitamente para a comida, fala-vos a maior alarve de comida que já viram! Comprei no Jumbo a 11 euros, e só o que poupei dava para comprar uns mil termos destes à vontade. Tenho também um de líquidos, caso queira levar uma sopa. 

Há amigas minhas que levam para as suas saladas (que elas fazem) ou lasanhas, bifinhos de perú, e muitas outras coisas. Cabe tudo e, se for a comida de casa, é um abraço comestível que sentimos em plena cantina de Faculdade. Para quem não for fã de termos, há agora tupperwares herméticos também. E podem também levar caixinhas com a comida fria também porque quase todas as Faculdades têm disponível microondas (a minha até tem dois disponíveis). 


Esta é uma ideia para pouparem uns fantásticos euros na Faculdade. O que gastavam a comer pode servir para umas fotocópias, para uma ida extra de autocarro ou até mesmo para aquele capricho que viram numa montra. Pode parecer o mínimo, mas se começarem a pôr de parte o dinheiro que gastariam em cantinas, verão a diferença. Pelo menos comigo foi assim. Comigo e com 90% dos alunos da minha Faculdade! E, segundo o nosso estudo, estudantes que aderem às marmitas acabam por fazer opções mais saudáveis a nível alimentar do que estudantes que apenas comem os menus de cantina.

13 comentários:

  1. Interessante! Vou ver como são os meus horários e tal para depois ver se tenho também de aderir a esse hábito :)

    ResponderEliminar
  2. Eu nunca levei marmita para a faculdade e eram raras as pessoas que o faziam. A refeição não era assim tão cara, agora se era saudável, isso já é questionável.

    Agora para além dos tupperwares, existem uns recipientes em vidro muito jeitosos com tampa de plástico, são mais higiénicos na minha opinião.

    ResponderEliminar
  3. Eu levo quase sempre marmita, só não levo quando não tive tempo de fazer nada e não há sobras!!

    ResponderEliminar
  4. Eu levo sempre e a maior parte dos meus colegas também. É preciso poupar! :)

    ResponderEliminar
  5. Normalmente não levo. A minha mãe trabalha muito próximo da minha faculdade e como a hora de almoço é a mesma quem sair primeiro vai buscar a outra e damos um saltinho a casa. Quando tenho de ficar pela faculdade como qualquer coisa no bar. As senhoras cozinham bastante bem e os preços são acessíveis. Costume comer uma sopa e uma salada de fruta e gasto 2€

    ResponderEliminar
  6. R: Normalmente acabo por ser o jantar também =P Não como sempre só isso ao almoço, aliás é muito raro, como te disse vou quase sempre almoçar a casa mas quando tenho obrigatoriamente de ficar na faculdade tem de ser algo assim rápido porque a hora de almoço é pequena e o bar está sempre a rebentar pelas costuras.

    ResponderEliminar
  7. Concordo com este método até porque a estagiar num hospital também vou sempre acompanhada da bela da marmita! Marmita POWER!

    owlonmarsz.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  8. Eu vou começar a fazer isso, mas para a escola. É que não gosto da comida da cantina e no bar só há cachorros... Por isso vou começar a levar uma marmita

    ResponderEliminar
  9. o que se come acaba por ser automaticamente mais saudável :)e a nível monetário a diferença é mesmo considerável, falo por experiência própria

    ResponderEliminar
  10. é por isto que eu adoro o teu blog!! Tantos concelhos, principalmente agora para quem esta a dia de se matricular numa universidade, como eu! Só que a minha relação com a cozinha ainda não é lá grande coisa... xD

    ResponderEliminar
  11. Muito obrigada pelo post, este ano vou começar a levar marmita para a escola e estava difícil para encontrar uma que mantivesse quente a comida! Agora já sei onde comprar :)

    ResponderEliminar
  12. Bem, eu ainda não ando na faculdade, falta 1 ano, mas se tiver de levar marmita levo, não é vergonha nenhuma e é bem preferivel a gastar dinheiro em comida cara e/ou que não me agrada...

    ResponderEliminar
  13. Olá, Inn
    Eu tive um pouco de sorte pois em dois anos de faculdade, foram poucas as vezes em que não podia comer em casa (feito por mim) pois tinha sempre tempo de hora de almoço ou simplesmente era as sobras do jantar do dia anterior. Com o estágio comecei a adoptar os tupperwares mas de vidro com tampa de plástico. São bastante práticos e dá para dosear melhor a quantidade de comida que levamos (para quem está em dieta). E depois arranjei uma mala super fofa para os levar. E como a minha faculdade dispõe de dois microondas , acabo por usá-los bastante.
    E uma das principais razões é a pouca variedade em termos de comida saudável. E quando não tinha hipótese ia comer à faculdade ao lado que têm pelo menos, 5 pratos diferentes em que 1 deles é vegetariano e a refeição custa certa dois euros e noventa. Mas só recorria a esta solução quando não me era possível cozinhar.
    Acho uma óptima ideia, além de que poupamos e comemos o que gostamos com aquele cheirinho a casa e à mãe.
    Beijos, Cass ;)

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)