segunda-feira, 18 de agosto de 2014

PASSAPORTE || Paris


Paris foi a minha primeira e verdadeira cidade turística. Fui com 10 anos e ainda me lembro das coisas de uma forma tão nítida e tão real que faz com que os meus pais jamais se arrependam de me terem levado a tão tenra idade a uma cidade com tanto para ver. Passámos pela Disneyland, que me fez estoirar de felicidade entre diversões, personagens da Disney que deambulavam e davam autógrafos e tiravam fotografias connosco, mais alguns abraços sentidos, paradas diurnas e nocturnas onde desfilavam carros alegóricos de encantar, com princesas que espalhavam encanto perto do público mini que as observava. Fui verdadeiramente controlada e consegui não comprar tudo o que havia nas lojas, trazendo comigo apenas uma caixa de música da Bela Adormecida, um Pumba de peluche para a Ervilha e uma boneca da Kim Possible (parecem-me compras razoáveis).

Paris foi um desafio à minha maturidade de criança, que acho que superei com mérito e distinção. Andávamos o dia todo e nunca me queixei, fiz birra ou quis voltar para o hotel. Tudo me fascinava. Estive três horas no Louvre e sentava-me no chão, num cantinho que não incomodasse ninguém e tirava o meu tempo para apreciar tudo com os cuidados que desejava. Dedicava o meu tempo nas galerias de acordo com o que mais me interessava. Nunca mais me esqueço do abrir de boca gigantesco que fiz quando vi a Coroação de Napoleão, um quadro que era 20 vezes o meu tamanho (a pintura ocupa uma parede inteira de uma galeria de área bastante extensa) e quis tirar imensas fotos para comparar o meu tamanho com o tamanho do quadro. Encantei-me com as múmias, com as estátuas e com a mini Mona Lisa (cujo o mini-tamanho não me surpreendeu). 

Lembro-me do interior luxuoso da Ópera e dos quadros de bailarinas que eram expostos ao longo do edifício. Lembro-me de ficar imensos minutos a apreciar a forma como estavam desenhadas a detalhe todos os movimentos.

Lembro-me da Torre Eiffel, de subir tudo de elevador e ver a vista espantosa de cima. O Arco do Triunfo bem destacado e as estradas cheias de carros a circular, provavelmente carecas de verem a Torre que me encantava naquele momento e me fazia encostar o nariz ao vidro como um porquinho, só para não perder nenhum detalhe.
O meu pai desafiou-nos a descer toda a Torre Eiffel pelas escadas e assim o fizemos. Comi camarão e batatas fritas COM KETCHUP (bem que os meus pais quiseram demover-me, mas fui bastante persistente no meu pedido) num dos restaurantes mais prestigiados de Paris, numa das Avenidas mais caras de Paris e tive o descaramento de pedir - não sei bem como, visto que não falava francês - ao pianista que dominava de forma perfeita um piano de cauda branco para tocar o danoninho (pedido que foi bem aceite e toquei. E recebi palmas!).

Recordo-me dos passeios ao final da noite e de entrar numa loja com o meu gorro a dizer "AUSTRALIA" para comprar um chupa-chupa. A senhora que me recebeu perguntou-me em inglês se era australiana e, muito vaidosa respondi - também em inglês - que era portuguesa. Dava-me um certo gozo perceber que me conseguia desenrascar numa qualquer língua estrangeira, caso me perdesse. Fui ao bairro dos artistas onde fizeram um retrato meu e à Basílica Sacre Coeur. Procurei as gárgulas do Corcunda de Notre Dame na Catedral de Notre Dame.

Faz quase uma década que fiz esta viagem, é a mais antiga de todas. Quero voltar a Paris e observá-la com outra maturidade mas, para vos ser sincera, não estou desapontada com o meu eu turista de 10 anos. A única falha que aponto foi ter adormecido durante toda a viagem de barco pelo rio. Mas fui recompensada por um crepe Suzette de chocolate e gelado que fez as maravilhas do meu dia. Não estive nada mal!

12 comentários:

  1. Paris também foi a minha primeira cidade turística :) a primeira vez que lá fui tinha 3/4 anos mas durante os anos seguintes fui lá todos os Verões :) agora sinto falta pois há 12 anos que lá não vou mas espero em breve voltar pois é uma cidade encantadora.

    ResponderEliminar
  2. Nunca visitei, mas adorava lá ir :)

    ResponderEliminar
  3. Adorei este texto! Nunca fui a Paris (ser da Madeira dificulta bastante viajar pois pagamos sempre muito mais) mas está na lista claro :)

    ResponderEliminar
  4. Nunca visitei e este post ainda me deu mais vontade de ir!

    ResponderEliminar
  5. Nunca fui a Paris, mas gostava imenso. Tenho uma grande wishlist no que toca a locais que quero visitar ahah

    ResponderEliminar
  6. Era para lá ir pela primeira vez este ano, mas infelizmente não deu. Sei que irei brevemente! :)

    ResponderEliminar
  7. Paris também foi uma viagem que me encantou mas a primeira vez que lá fui já tinha 17 anos!!

    ResponderEliminar
  8. Mesmo nada mal, acredita :)
    Com este teu post fiquei com um desejo redobrado de visitar Paris. Aí se eu tivesse dinheiro para isso...

    ResponderEliminar
  9. Não estiveste nada mal, não! Obrigada por nos levares a Paris com as tuas palavras!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  10. Paris nunca foi uma cidade que me despertou o interesse. Mas hei-de ir ao Louvre!
    Parece-me que te saiste bastante bem :P

    ResponderEliminar
  11. Oh, também foi a minha primeira grande viagem, mas era ainda mais nova que tu. Entretanto já fui lá mais duas vezes, e parece ainda mais bela em cada viagem :)

    ResponderEliminar
  12. Vou a Paris no próximo mês e espero aproveitar tanto como tu :)

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)