segunda-feira, 25 de agosto de 2014

ISTO É TÃO INÊS || Era mesmo o que eu queria, Nês!


Existem muitas coisas em que eu tenho de admitir que tenho um certo talento natural. Como comer. Como enganar os meus adversários e fazendo-os pensar que vou para a direita quando na verdade estou a fintar para a esquerda. Como escolher a frigideira com a área certa para o espaço de comida que as pessoas estão a planear manipular. Mas uma das coisas em que sou o exacto oposto é a escolher presentes, seja de que tipo for. Aliás, eu permito-me dizer que eu sou um verdadeiro calhau a escolher presentes. A seguir a cozinhar, este é o meu calcanhar de Aquiles.

Porque todos nós temos aquele método inicial na escolha da prenda: pensar na pessoa e nos seus gostos e depois combinar isso com a procura de algo que consiga ser tudo isso com um preço que seja possível na nossa carteira. Acontece que essa é uma tarefa absolutamente exaustiva e horrível para mim. Porque nada me parece o ideal.
Acabo o dia inteiro em volta de lojas e a olhar para as coisas e dizendo "já deve ter", "inútil", "há melhores", "isto custa três ordenados", "ele/ela detesta verde", "É ISTO! Argh, tem defeito".

E acabo por pegar e mexer em tudo sem no entanto achar o que quer que seja. Até que me ocorre que a pessoa, que esteve o ano inteiro a dizer que tinha de comprar uma agenda, realmente precisa de um par de meias. E eis que a prenda mais inútil surge. Confesso que já me habituei aos olhares desiludidos e amargurados dos meus aniversariantes. Eu simplesmente não consigo acertar.

Mas isso no é o pior. O pior é as trocas de prendas de Natal, em que a pessoa oferece-me o melhor palácio de cristal, com um jacuzzi no quarto, piscina interior com paisagem incorporada e ainda um unicórnio na torre mais alta e eu ofereço um pacote de arroz integral. Bem, não exageremos, eu não ofereço um pacote. Eu ofereço cinco porque sou mãos largas nos Natais, eu acho que se é para dar, que se dê sem meios a medir.


Sim, eu entusiasmei-me um pouco na minha comparação cá em baixo, mas eu realmente sou péssima a dar prendas. Se alguém na vida já ficou feliz com uma prenda mim, eu lamento, mas não deve ter sido comprada por mim #HonestHour.


E vocês? Acertam nas prendas? Em que é que vocês são realmente maus? (têm de partilhar comigo, não podem apenas ler os meus podres, eu quero ler os vossos).

11 comentários:

  1. Eu ainda hoje me lembrei de escrever um post sobre exactamente o oposto xD Eu até tenho facilidade em escolher presentes. Geralmente adoram, segundo dizem xD Mas tb me acontece de ou não encontrar nada, ou encontrar tudo e não conseguir decidir :P

    ResponderEliminar
  2. Pois eu também sou uma nódoa a oferecer... ou conheço MEESMO muito bem a pessoa ou sai m*rda...

    ResponderEliminar
  3. Eu sou péssima e muito boa a dar prendas! Ou acerto mesmo em cheio ou então é para esquecer ahah

    ResponderEliminar
  4. Normalmente ofereço prendas feitas por mim, mas quando compro costumo acertar. O pior que fiz foi dar um livro à minha melhor amiga. Cheguei à festa e toda a gente lhe deu coisas que ela adorou e eu dei-lhe um livro. ELA NÃo GOSTAVA DE LER!

    ResponderEliminar
  5. Normalmente dou coisas feitas por mim, mas quando compro normalmente acerto. o pior que me aconteceu foi dar um livro à minha melhor amiga no aniversário. Na festa, a abrir os presentes, toda a gente lhe deu coisas muito fantásticas e eu dei-lhe um livro. ELA NÃO GOSTA DE LER.
    PS: Comentário escrito duas vezes por causa do blogger!

    ResponderEliminar
  6. Ai, eu sou prática nisso. Chego à loja, olhos para 3 ou 4 coisas e no meio dessas coisas digo "É aquilo, é o estilo da pessoa, ela vai gostar e eu gosto". Prático! Mas tenho uma amiga minha que demora cerca de 2h para se decidir. xD

    ResponderEliminar
  7. Eu acho que acerto normalmente xD

    Acho que a minha pontaria é má. Até gostava de basket mas quando chegava a hora de acertar no cesto, upss *

    ResponderEliminar
  8. Eu sou como tu. É uma dor de cabeça comprar prendas, principalmente quando não conheço bem a pessoa. Apesar da dor de cabeça, as pessoas costumam a gostar do que dou. Tive sorte até agora!

    ResponderEliminar
  9. As ideias também me faltam sempre! Sou péssima. Portanto, não tenho conselhos. haha

    ResponderEliminar
  10. EU sou igualzinha. Às vezes parece que peguei na primeira coisa que me apareceu à frente na loja, quando na verdade, provavelmente, corri o centro comercial todo

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)