segunda-feira, 21 de julho de 2014


Há algo que, sempre que eu penso, sinto o meu coração a percorrer uma maratona pelas minhas veias: estágio.
É algo que ainda está um pouco longe. Já esteve mais longe, é certo, e talvez seja por isso que começo a sentir estes arrepios frios. A sensação de que não sei fazer nada. A sensação de que não vou conseguir comunicar com a pessoa ou sequer vou conseguir resolver o seu problema.

Sinto que me vou sentar e não vou saber o que fazer, ainda que esteja estes anos todos a aprender. Eu sei, eu sei que isto é normal. A minha mãe passou pelo mesmo, o medo de não conseguir dar uma aula aos seus alunos, o que ia dizer por onde ia começar a ensinar? Mas esta sensação de que não estamos preparados é tão sufocante! Eu aprendi imensa coisa mas sinto que precisaria de 20 anos de Faculdade para ir para um estágio sem medo!

A minha prima, nutricionista, já mo disse: só começas a aprender quando começas a trabalhar. Por muito que aprendas na Faculdade, só quando estiveres com a pessoa, a trabalhar nas tuas coisas, é que aprendes. Toda a gente começa um estágio mais cego que eu sei lá o quê. Não tenhas medo.

Mas sufoco de medo. Medo de me sentar, com alguém ao lado a supervisionar e a minha utente pedir conselhos sobre o que comer quando tem X e eu não fazer ideia do que lhe responder. Não me lembrar de nada. Tenho sonhado com isto, com a minha incapacidade de responder ao que quer que seja, as pessoas a olhar para mim, à espera, e eu não conseguir soltar um Dó sequer. Acordo completamente suada. Nada é mais frustrante do que esta neblina no meu futuro. Na minha carreira (que ainda nem existe).