terça-feira, 24 de junho de 2014

NUTRIÇÃO || 8 em 10


«Sobre um determinado tema de Nutrição, se perguntarem a 10 pessoas, 8 terão uma opinião sólida e os outros dois vão ter opiniões divergentes. Esses dois é que são Nutricionistas.»
Vítor Hugo Teixeira - Nutricionista do Futebol Clube do Porto (em palestra)

De uma forma mais discriminada, o que ele quer dizer com isto, e que concordo, é que a nossa área tem um grande problema de certezas: não é política. Se vocês estiverem à mesa com um bando de pessoas e perguntarem algo sobre alimentação, todos vão formar opiniões, até porque houve alguém que tirou um curso de matemática espacial e isso tem sempre algo envolvido com alimentação - hão de reparar nisso, qualquer curso serve para ser uma base para falar de alimentação, estejam atentos a isso e confirmem -. Se perguntarem acerca das próximas eleições, um buraco negro se abre nas caras das pessoas e talvez até o do curso de Ciências Políticas se cale - até porque não teria com quem discutir -.
É fácil ter uma opinião sobre alimentação e nutrição e é fácil pensar-se que é uma certeza absoluta. Já dois nutricionistas, licenciados e aptos para a questão, têm diversas opiniões e comentários sobre este assunto. É fácil ir à net procurar coisas, é fácil perguntar a receita da W que emagreceu dez mil quilos porque comia isto e é fácil ir lendo que os verdes fazem bem e que por isso nós é que sabemos o que precisamos. É muito típico.

Aquilo que concluo é que vou ter uma força bruta com que trabalhar, um braço de ferro: eu não só vou ter de trabalhar com a pessoa como também vou ter de a reeducar, o que nem sempre é fácil. Eu não quero levantar muita poeira mas lembro-me do comentário anónimo que tive aqui sobre o jejum. Vou ter carradas de pessoas a pensar o mesmo como certeza absoluta porque os meus quatro anos de licenciatura não são nada comparados com a barriga da Emília que ficou lisa porque ela ficou uma semana sem comer (é mentira queridas, não caiam nessa) ou porque a revista Deolinda disse uma coisa que estava errada. Vai ser uma luta e tanto. Vou ter pacientes que querem emagrecer e fazer exercício mas não me dizem que fazem exercício e tenho de adivinhar, vou ter pacientes que me vão mentir a toda a hora que só comeram um bife do tamanho da minha mão quando comeram dois, vou ter pessoas a querer perder peso e a pensar em engravidar e não me dizem precisamente que querem engravidar e eu já sei que, basicamente, vou ter de escrutinar a vida inteira de uma pessoa porque os pacientes nunca contam tudo. E vou ter de andar ali: "Faz desporto? Quer fazer desporto? Quer engravidar? Tem algum problema?" e é a maior complicação porque muita gente acha que um nutricionista faz isto como se quisesse expor a vida da pessoa, quando o que quer é rentabilizar a taxa de sucesso. E ainda há os que desistem porque "Eu é que sei. O meu tio é que sabe. O meu cunhado, filho da madrinha da minha prima tirou um workshop de cozinha e ele sabe muito de nutrição". Não há coisa mais frustrante do que estarmos quatro anos a tirar um curso, mais um na Ordem e ainda nos passarem a etiqueta de otários porque a Cosmopolitan é que sabe. Ridículo.

O meu único apelo é que tenham cuidado com as formulas que adquirem sobre este assunto. É delicado e é a vossa saúde. É importante ter opinião sobre tudo mas, mais importante ainda, é saber os alicerces onde essa opinião está sustentada. E, na dúvida, há que saber a quem recorrer. Recorram a bons nutricionistas. Vejam se é NUTRICIONISTA ou DIETISTA (isto é outra conversa, mas vejam). Prefiram centros especializados. Não escolhem bons médicos para tratar da vossa saúde? Não vos disseram que com a comida não se brinca? Então não brinquem aos doutores com "especialistas" da alimentação.

Gostei muito da palestra que ele fez e abriu-me os olhos para este mesmo problema. Tenho de estar preparada para dizer "está errada". E tenho de saber argumentar. Tenho de saber ter paciência. Vai ser difícil.

5 comentários:

  1. Já perdi a conta às pessoas que referiste neste texto. Que dizem X e fazem Y, que culpam as soluções quando não querem nem saber do processo e só exigem resultados rápidos sem dar nada em troca, nem trabalho e nem tao pouco sinceridade. Assim é complicado... E é ainda mais frustrante quando falam nos centros esteticos ou dietéticos e dizem que têm condições, profissionais e equipamentos iguais a uma clínica certificada pela FDA, um hospital ou qualquer outra entidade que reúne médicos, enfermeiros, nutricionistas e fisioterapeutas em detrimento dos cursos de 40h que toda a gente faz durante o estágio. É uma questão de mentalidade. As pessoas só vêem os resultados e os preços, não pensam no que poderá afectar a sua saúde ou o seu corpo "por dentro"...

    ResponderEliminar
  2. Ultimamente as pessoas só comem isto e aquilo porque está na moda e fazem exercicio porque está na moda e depois não tem cuidado nenhum e acabam a ficar pior do que o que estavam eu acho que as pessoas deviam saber se tudo aquilo que se dizem e tomam por verdade é mesmo e se por acaso isso se adapta ao seu corpo porque somos todos diferentes.

    ResponderEliminar
  3. Eu já andei numa nutricionista, e tenho a certeza que o era porque trabalhava num hospital. Sempre quis emagrecer mas nunca fui louca (sem querer ofender ninguém) ao ponto de seguir dietas malucas. Há um limite para tudo e eu tenho plena noção desse. Mas agora já sei a quem me dirigir quando tiver dúvidas, ok, menina Inês?

    ResponderEliminar
  4. Realmente não vai ser mesmo nada fácil! Mas vais conseguir, de certeza :)

    ResponderEliminar
  5. Percebo perfeitamente o que dizes; até os meus profs estão sempre, sempre a dizer coisas como estas. Pior mesmo é dizer-se alguma coisa que sabemos estar correcta e ninguém acreditar em nós, porque as revistas e a televisão é que têm razão. Acontece-me com imensa frequência, e é frustrante.

    Eheh, o Vítor Hugo Teixeira foi meu professor no ano passado :P

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)