domingo, 13 de abril de 2014

MUNDO || Inspirar e ser Inspirado


A principal pergunta que qualquer pessoa faz a uma outra criativa é "onde vais buscar essas ideias? quanto tempo estiveste a pensar nisso?". De facto, por vezes aparecem certas obras-primas que nos deixam a matutar 1) Como surgiu tal ideia inspiradora; 2) Porque não pensámos nisso antes.

Para mim, nada é mais gratificante do que sentir que fomos a inspiração para os outros. Sabermos que a nossa voz, as nossas ideias e pensamentos chegam aos outros de uma forma quase osmótica, simples, sem esforços.
Hoje quero-vos falar do que me inspira. Aquilo que me faz escrever, ouvir outras músicas ou ter novas ideias. A Inspiração é um jogo inteligente: pode estar lá, mas nem toda a gente vai ver. Está nos detalhes, nos gestos do milissegundo. Não é óbvia, mas a forma como se entranha em nós, tão subtil, é tão forte como o desejo.

Inspiração são as pessoas que vejo todos os dias. As que conheço e não conheço. O que me contam, as suas histórias, um momento que observo. Um desconhecido na paragem ou que partilha o assento comigo. São as notícias que oiço, os artigos que leio, os vídeos que vejo. A música que passa no rádio enquanto ia alternando de estação e me faz parar de carregar nos botões, ligar o SoundHound e descobrir que música é aquela que me fez quase parar no trânsito. 
Inspiração é o cd novo que compro, a música que me dão a ouvir porque "vou gostar". O treino intensivo que tenho, os bons jogos em que venço e as derrotas que me marcam. A inspiração está na primeira colher de uma nova sobremesa, nos sabores que se disseminam pelo meu paladar e me fazem fechar os olhos. Está na pressão de um beijo, dos lábios que se tocam, sôfregos de encanto. Está nas palavras carinhosas de quem mais nos embala o coração, nos gestos bondosos, nos gestos verdadeiramente impressionantes. Está na 1ª vez que experimentas algo novo. Está no alto das nuvens, transportada num avião, ou na lama que se acumula nos tornozelos de uma corrida pela terra batida. 

A inspiração está nas gotas de chuva batendo na janela, mais parecendo lágrimas do tempo, está no céu azul místico do final do dia, está no Sol de chapa na testa às oito da noite numa praia deserta. Está depois de um mergulho, antes de descobrires um estilo novo de roupa.

A inspiração está nas pessoas, nos seus olhos, nos seus tiques, nos seus gostos. Nos animais que te amam mais que tudo. No carro que não queria parar na passadeira e te pregou um susto, no tornozelo que te ia falhando no exercício e ias ter um bom 31 para viver. Está nos sotaques e nas línguas, nos provérbios que ainda não conheces, nas fotos que ainda não tiraste e nas culturas por onde ainda não passaste.

A Inspiração é um mundo, nem sempre visível. Exige um olhar clínico, cirurgião, capaz de encontrar no mais ínfimo detalhe, micróbio, poeira, algo digno de surgir novas ideias. Ser uma inspiração é sabermos que somos vistos ao detalhe e que encontram em nós um baú de Pandora onde de lá retiram as mais brilhantes ideias ou novos conceitos. 

A todas as pessoas e todas as coisas que me inspiram: obrigada. E se, alguma vez, fui a inspiração de alguém, jamais conseguirão determinar a quantidade de gratidão que sinto por assim ser.

1 comentário:

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)