sábado, 8 de março de 2014

FACULDADE || O curso que quero


Uma das coisas que mais me reconforta no final de todos os trabalhos, testes, pressão e stress é saber que, independentemente do estado do país, da economia e das estatísticas possíveis para a empregabilidade, eu estou no curso que ambiciono. Estou a perseguir o meu sonho e estou a lutar (passo a passo, por vezes uns passos mais devagar que outros) pelo emprego que quero. Não estou por estar, estou porque quero estar.

Ser nutricionista é algo que ambiciono desde os meus 14 anos. E estou louca por vestir a bata e dar a cara pelas pessoas que mais precisam de ajuda. Quero enaltecer-lhes as suas qualidades e trabalhar o que há para ser trabalhado. Quero motivá-las e quero projectar para elas a minha vontade de ser a melhor profissional que posso ser. 

E é por isso que, mesmo quando falho nos nossos treinos práticos, ou quando digo uma coisa ao lado do que era suposto dizer, eu "bebo" as palavras dos meus professores e nunca mais me esqueço delas, porque quero melhorar e sair da Faculdade o mais próximo possível do correcto. Sei que isso só irá facilitar e muito a minha posterior aprendizagem na Ordem, no estágio e na vida em diante. 

Continuo a apoiar que as pessoas devem perseguir o sonho que ambicionam. Num país onde todas as portas estão fechadas, pelo menos que nos fechem a porta tendo nós na mão aquilo que mais amamos: a nossa vocação. Porque uma pessoa para trabalhar bem precisa de 40% de competência e 60% de amor por aquilo que faz. 


E, sejamos sinceros, quem não adora chegar ao final do mês e ganhar por fazer aquilo que gosta? 


Mal posso esperar por ser a melhor amiga da minha bata!

14 comentários:

  1. Devemos sempre seguir os nossos sonhos :)

    ResponderEliminar
  2. Fiquei com um sorriso estampado na cara depois de ler o teu texto! Espero que consigas realizar esse teu sonho e tenho a certeza que vais ser uma óptima profissional ;)

    ResponderEliminar
  3. Resp: Este post foi precisamente direccionado para ti. Mas só sabes desde que te segui no instagram certo? Aww, és um amor. Tu és super cute, adoro, não sabia que eras loira.

    ResponderEliminar
  4. Tens toda a razão! Se gostarmos do que fazemos, já é um grande passo para o sucesso!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Eu também estou no curso que mais se identifica comigo e vejo-me realmente a fazer o que estou a estudar *.*

    ResponderEliminar
  6. Tens razão, o facto de fazermos aquilo que gostamos vale todo o esforço! *

    ResponderEliminar
  7. Gostava de amar assim tanto o curso onde estou. Eu lá lhe vou reconhecendo encantos mas é aos poucos.

    ResponderEliminar
  8. Eu defendo exactamente isso! O que eu costumo dizer é que, se vamos para o desemprego de qualquer forma (pelo menos pela óptica da maioria), que seja depois de fazermos um curso que gostamos e não depois de nos andarmos a arrastar de cadeira em cadeira e de ano em ano...!

    ResponderEliminar
  9. Nem por isso... eu queria algo ligado historia e na altura de escolher soube que não havia forma de ir para esse curso e ter emprego portanto tive duas grandes opções algo ligado à saude (nada muito a serio do tipo esventrar pessoas xD algo mais na tua area) ou a area das tecnologias. A media não ajudava assim tanto ara a saude então resolvi ir para informatica e ver se gostava. Mas tambem não estou de forma nenhuma a espera de fazer nada na area da programação pura e dura.

    ResponderEliminar
  10. Eu sei disso mas foi a escolha que fiz. Optar por um futuro profissional que não me desagrada que me permite fazer coisas que amo como viajar e estar em constante contacto com projectos noutros paises. e ter um ordenado interessante. Acho que não se pode ter tudo e querendo eu ficar a viver em portugal não me posso dar ao luxo de escolher qualquer coisa tem de ser algo que dê.

    ResponderEliminar
  11. Quando optei pelo curso que tirei várias pessoas me disseram que eu era louca porque ia entrar numa área que estava entupida. Felizmente os meus pais nunca me cortaram as asas e deixaram-me tirar aquilo que eu queria. Ainda hoje, em conversas até com directores de escolas, oiço a mesma pergunta estúpida de sempre: "sabendo que a área estava cheia foi para esse curso porquê? por gostar muito de criancinhas?". E eu limito-me a ficar calada. Não sou Educadora só porque sim, porque as crianças são bonitas e fofinhas. Até porque nem sempre o são. Fui para aquele curso porque não me via a fazer uma outra coisa. E não vejo. Neste momento estou já a trabalhar na área. Não sou educadora, é certo. Mas para quem faz o que ama, algo relacionado com a sua área já lhe preenche o coração.
    E, quando chegar à tua altura, irás também ter um lugar. Porque quem faz algo por paixão tem sempre um lugar :) Como disse a mãe de um dos meninos do meu último estágio "Quando se é bom, há sempre um lugar para nós!" :)

    Força!!

    ResponderEliminar
  12. Pois estar a fazer aquilo que se gosta deve ser uma das melhores coisas, eu por acaso segui um caminho diferente daquele que sempre planeara. Foi uma opção e nem penso em arrepender.me porque se não nem darei oportunidade a mim mesma de me interessar por outra coisa. Nos tempo em que estamos pos o futuro acima do que eu queria, o curso que sempre foi a minha cara n tem empregabilidade quase nenhuma por isso optei por algo que me garantisse um bom futuro e paa já vivo bem com isso :)

    ResponderEliminar
  13. Fico muito contente que gostes de visitar o meu espaço :)

    Com publicações destas, prendes toda a gente a este magnífico blogue.
    Fiquei também a saber que este texto foi eleito pela Carolina, do Lucky 13 como merecedor de um carimbo de qualidade! Parabéns :)

    Numa altura em que a decisão do meu futuro, na ida para a universidade é a coisa que mais me passa na mente, este texto veio reafirmar a minha determinação.
    Beijinhos*

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)